Heavy Metal = Religião?

Amigos do Minuto HM, achei esta notícia na Net no mínimo curiosa.

A revista “Metal Hammer” lançou nesta semana na internet uma campanha para que o heavy metal seja oficialmente reconhecido como uma religião no Reino Unido. A ideia é que, no censo de 2011, os fãs do gênero escrevam a palavra “heavy metal” no campo em que devem informar a sua opção religiosa.

“Você é um defensor da fé? Você faz chifrinhos com mais frequência do que junta as mãos? Então você vai querer fazer parte da campanha Metal Britannia, da ‘Metal Hammer’, para fazer com que os poderosos saibam disso”, diz o comunicado oficial da revista, que cita um verso de uma música de Ozzy Osbourne para endossar o movimento: “O rock ‘n ‘roll é a minha religião e a minha lei”.

A campanha, com cerca de 4.700 seguidores no Facebook até agora, tem inclusive o seu próprio “embaixador mundial da paz metaleira”, o vocalista da banda Saxon, Biff Byford.

“O metal foi criado aqui, portanto deve estar nos genes do Reino Unido, eu creio”, diz Byford. “No começo dos anos 80 havia um enorme número de grandes bandas e éramos todos parte do mesmo clube, seja qual fosse o nome que nos chamássemos, fosse heavy rock, rock’n’roll ou heavy metal, não fazia diferença. Tinha esse grande culto de mais de um milhão de pessoas no Reino Unido e agora está acontecendo tudo de novo! Conseguir o reconhecimento do heavy metal como um religião é um grande ato de rebeldia, não?”, sugere.

Os fiéis metaleiros aproveitam para lembrar que no último censo, realizado em 2001, mais de 400 mil britânicos informaram “jedi” como a sua religião graças a uma campanha massiva realizada na internet pelos fãs da série “Star wars”. No balanço final, jedi acabou sendo oficializada como a quarta religião mais popular do Reino Unido, atrás apenas do cristianismo, do islamismo e do hinduísmo.

Camiseta da campanha

Camiseta da campanha

Por Luiz (autor) e Eduardo (co-autor).



Categories: Curiosidades, Off-topic / Misc, Saxon

9 replies

  1. Aí, sinceramente já acho um exagero! Fé e religião é um assunto que não gosto de discutir, pois cada um tem a sua, algo de foro íntimo! Mas, particularmente, acho que o pessoal exagera…

    Abraços.

    Like

    • Marco e turma, o post do Luiz, que ajudei a publicar, não se trata de algo inédito. Se voltarmos aos anos 80, lembremos que Dee Snider, do Twisted Sister, já orquestrava movimentos sobre o assunto, porém, acabou ficando sozinho na luta dele (apesar de não ser relacionado exatamente a virar algo formal, uma religião).

      Falando nele, ele está de volta à ativa através do site Take Back The Horns (http://www.takebackthehorns.com), onde ele comenta que apenas o movimento metal deveria usar o famoso sinal criado pelo nosso amado patrãozinho, Dio.

      Há também uma outra linha de pensamento interessante, que é pensar que o rock como um todo é contra o sistema e ter algo “formal”, “organizado”, vai totalmente de encontro com esta filosofia básica do rock. Isso faz muito sentido para mim – como exemplo, o dia mundial do rock, que virou mais uma data comercial (http://minutohm.wordpress.com/2009/07/13/13julho2009-dia-mundial-do-rock), quando deveríamos apenas celebrar um grande evento que foi o Live Aid 1985, com bandas do calibre do Led Zeppelin (apesar de, naquele dia, o show deles ter sido, digamos, complicado). Claro que o show só aconteceu na tentativa de se atingir um propósito maior, um show “símbolo”, mas que ainda envia parte do dinheiro arrecadado (espero eu) a cada cópia vendida para seu propósito. Apesar de ser do “sistema”, não podemos deixar de ressaltar que é (foi) uma iniciativa legal, usada até hoje.

      Marco, você está certo – há sim um grau de exagero, uma necessidade de afirmação que o rock e principalmente nós, fãs, talvez não precisam. Mas é também uma forma que as pessoas pensam para se apoiar na vida – afinal, religião, seja qual for, é uma das ferramentas mais poderosas de apoio para o povo. Cada um do seu jeito e com a sua.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  2. Cara, concordo com o Marco. Religião, time de futebol e mulher, cada um tem ao seu gosto. Mas vejo este movimento mais como um sinal de protesto aos que condenam o heavy, rock ou qualque outro estilo, como algo fora do que a sociedade considera “normal”.

    Abs.,
    Wagner

    Like

    • Daí voltamos ao velho assunto … rock dentro ou fora do sistema? Se vamos colocar para “dentro”, perdemos a essência? Até que ponto?

      Bom, acho que o propósito do post trazido pelo nosso amigo Luiz não era polemizar, e sim apenas compartilhar o assunto, o movimento que está sendo feito lá fora, que foi visto na internet…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. Metal se tornou a minha religião, ja que antes eu andava em um mundo de um “suposto” pecado
    heuehueheue.

    Like

  4. HEAVY METAL IS MY RELIGION FOREVER

    Like

  5. :-)

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 3,237 other followers

%d bloggers like this: