Kiss discografia 37a parte – Álbum: Paul Stanley – Live To Win

Pagando a segunda parte da “dívida”, neste post traremos o álbum-solo de Paul Stanley, lançado em 2006:

A capa do segundo Cd Solo de Paul Stanley

ÁLBUM:  LIVE TO WIN – PAUL STANLEY

  • Lançamento: 24/10/2006
  • Produtor: Paul Stanley
  • Primeiro Single: Live to Win
  • Segundo Single : Lift
  • Atingiu o 53o lugar nas paradas.

Faixas:

1- Live to Win   – 3:08 6-  All About You – 3:16
2- Lift – 4:04 7-  Second to None – 3:35
3- Wake up Screaming – 3:00 8-  It’s Not Me  – 3:19
4- Everytime I See You Around –3:28 9 – Loving You Without You -3:16
5- Bulletproof –3:01 10 -Where Angels Dare – 3:22

Como abordado no post anterior (ASSHOLE – Gene Simmons), após o álbum PSYCHO CIRCUS de 1998 e exceto pela música Nothing Can Keep me From You, da trilha sonora do filme Detroit Rock City, o que se viu após a virada do milênio foi uma escassez absoluta de material inédito do KISS. Em 2004, Simmons lançou seu álbum-solo, mas para se ouvir novamente algo inédito de Paul Stanley a espera ainda foi maior: Nada menos do que sete anos se passaram desde Nothing Can Keep me From You para que pudéssemos novamente ter acesso a algum material inédito do principal compositor do KISS. A espera terminou em 2006, com o álbum-solo LIVE TO WIN. Ciente da responsabilidade de principal compositor da banda, e tendo lançado um álbum-solo com a cara do grupo em 1978, Paul se esforçou para buscar algo que pudesse acrescentar a sua carreira até aquele momento.  No fim de 2005, busca as participações de co-autores conhecidos como Desmond Child (conhecido por ajudar Stanley em diversos hits do KISS, como I Was Made for Lovin’ You e Heaven’s on Fire, além de diversas co-autorias em bandas do gênero, como Bon Jovi) e também novos compositores de uma veia mais pop, em especial Andreas Carlsson, que havia composto o hit Misunderstood com o Bon Jovi e também trabalhado com o Def Leppard, mas era mais conhecido por canções de álbuns como os de Celine Dion, Britney Spears e Backstreet Boys.

O cd traz a marca consagrada de Paul Stanley.

Ao contrário de Gene Simmons, e assim com o seu álbum solo de 1978, Paul mantém uma banda de apoio para feitura do álbum, com poucas participações de músicos mais renomados. Ele conta com Victor Indrizzo na bateria, Corky James nas guitarras e em algumas faixas tocando também baixo, Brad Fernquist como outro guitarrista e o tecladista Harry Sommerdahl. Tais instrumentistas eram de reconhecida competência no trabalho como de artistas como Beck, Avril Lavigne, Carrie Underwood e Macy Gray, todos trabalhos sensivelmente mais pops que Paul Stanley. As participações mais conhecidas estão coincidentemente nas três baladas que compõe o álbum (Everytime I See You Around, Loving You Without You e  Second to None, esta feita em homenagem a segunda esposa de Paul, Erin Sutton, com quem Stanley havia casado em 19/11/2005), onde Bruce Kulick aparece tocando baixo e David Campbell (que além do trabalho no KISS SYMPHONIC ALIVE IV, participou de diversos trabalhos com o Metallica, Bon Jovi, Evanescence, entre outros) faz o arranjo orquestral.  Outra participação a ser mencionada é a do guitarrista John 5 nas músicas Where Angels Dare e Bulletproof.

John 5 é conhecido por trabalhos com Lita Ford, Dave Lee Roth, Rob Halford, Marilyn Manson e  Rob Zombie. Durante o fim de 2005 e início de 2006, os trabalhos seguem em estúdio sem maiores interrupções, visto que o KISS não era visto sequer em shows durantes este período, voltando a tocar em poucos concertos no Japão entre maio e julho de 2006.  No fim do primeiro semestre de 2006, e satisfeito com o resultado final de LIVE TO WIN, Paul Stanley publicamente começa a divulgar o trabalho a ser lançado em outubro, totalmente composto por músicas inéditas e recém compostas e confirma sua intenção de promover o álbum em alguns shows ainda em 2006, em clubes ou casas de espetáculos de menor tamanho, quando comparadas às dimensões dos locais normalmente utilizados pelo KISS. Gene Simmons afirma, após ouví-lo em junho, que o álbum é excelente.

Paul Stanley fazendo pose no encarte de Live To Win

Em setembro de 2006 a faixa-título é tocada em um episódio do desenho South Park, enquanto Paul ensaia com a banda que escolheu para acompanhá-lo. Trata-se dos músicos que fizeram parte em 2005 do programa televisivo Rock Star:INXS e em entre julho e setembro de 2006 do Rock Star Supernova, programas num formato reality-show que escolheriam um vocalista para acompanhar tanto o INXS quanto a então formada banda Supernova. Entre os músicos da chamada “house band” que acompanharia Paul Stanley na pequena turnê nos EUA, um guitarrista brasileiro chamado Rafael Moreira. O álbum é lançado no fim de outubro, com criticas favoráveis de público e mídia especializada, porém não obtém muita repercussão, chegando ao 53o lugar nas paradas e com ambos os singles ( Live to Win e Lift , este lançado exclusivamente em versão iTunes), falhando totalmente.

A mini-turnê começa ainda antes do lançamento do álbum, precisamente no dia 21/10, com um show em Atlanta, para cerca de 2.500 pessoas, entre elas, Gene Simmons e Dough McGee (empresário do KISS). No repertório, vários clássicos do KISS, como Detroit Rock City, Lick it up e Love Gun, quatro músicas do novo álbum, entre elas a faixa-título que abriu também o show e surpresas que deixariam qualquer fã  do KISS extasiado, como a inclusão de faixa do álbum-solo de 1978 nunca tocadas (Tonight you belong to me, Goodbye e Wouldn’t you like to Know me) e faixas de Paul no KISS que também nunca foram ouvidas ao vivo, entre elas Magic Touch (do álbum DYNASTY) e A Million to One (do LICK IT UP). A turnê tem mais de quinze shows no território Americano, até terminar dia 15/11 em Las Vegas. Na noite anterior, em Hollywood, mais presenças ilustres na platéia: Além de Gene Simmons e sua companheira Shannon Tweed, Bruce Kulick e Tommy Thayer também lá estiveram para prestigiar Stanley. Os shows do dia 05 de novembro em Detroit e 06 de novembro em Chicago foram filmados para um futuro Dvd, sendo apenas este de Chicago utilizado.

O repertório quase não sofreu alterações do tocado na primeira noite, apenas alguns improvisos, muito deles apenas tendo Stanley cantando e tocando guitarra, em músicas como Shandi ou Hotter Than Hell. Em abril de 2007, Paul e banda vão para a Austrália e lá cumprem mais nove datas, incluindo I Was Made For Loving You e Shandi (grandes sucessos por lá) e retirando Lift  do repertório.  O Dvd ONE LIVE KISS é finalmente lançado em 21/10/2008 (quase dois anos após a apresentação de Chicago) contendo a seguinte lista de músicas:

1. (Introdução – pequena entrevista com Paul Stanley) – Tonight You Belong  to Me ( versão estúdio)

2. Live to Win

3. Hide Your Heart

4. A Million to One

5. Got to Choose

6. Move On

7. Bulletproof

8. Tonight You Belong To Me

9. Lick It Up

10. Wouldn’t You Like To Know Me

11. Magic Touch

12. I Still Love You

13. Strutter

14. Everytime I See You Around

15. Do You Love Me

16. I Want You

17. Love Gun

18. Lift

19. Detroit Rock City

20. Goodbye

21(Créditos finais) – Where Angels Dare/Live to Win (versões de estúdio)

N.R: Muito diferente do álbum-solo de Gene Simmons, este LIVE TO WIN de Paul Stanley é sem dúvida um trabalho que deve agradar aos fãs do KISS, principalmente pelas boas composições que aqui se encontram.  É certo que Paul deu uma modernizada no som, incluindo no álbum elementos de riffs de guitarras utilizados na atualidade, alguns sons eletrônicos de bateria e uma economizada nos solos de guitarra, bastante enxutos durante todo o álbum. Algumas faixas lembram mais o KISS tradicional, como Bulletproof cujo refrão remete diretamente aos momentos de Stanley junto à banda. Outras como Lift e Wake up Screaming têm uma característica mais moderna, em especial as guitarras, mas também agradam, são faixas de qualidade que se destacam no álbum. A faixa-título está no meio termo entre as duas características acima mencionadas e é também outro ponto positivo no álbum. Talvez fosse melhor ter menos baladas no álbum (são três em dez canções), mas se lembrarmos canções do álbum-solo de 1978 também haviam três. O álbum também não promete o que não cumpre, traz exatamente aquilo que Paul Stanley sempre fez durante seus anos no KISS: São dez faixas diretas e todas bem curtas, o álbum acaba tendo pouco mais de 30 minutos de duração, mas sem “encher lingüiça”, tornando-se um álbum bastante constante em eu conteúdo. Se o álbum deve agradar os fãs do KISS, o Dvd certamente vai agradar muito mais.  A inclusão de músicas como A Million to One e Magic Touch, além de Tonight You Belong to Me (de seu álbum-solo de 1978) deve ter matado os fãs de coração mais fraco.

Além disso, podemos ver e ouvir uma excelente performance de Paul Stanley, com a voz em plena forma (o que infelizmente não estamos presenciando hoje em dia) e muito bem acompanhado de uma excelente banda, todos músicos muito competentes, com destaque para o Brasileiro Rafael Moreira (apresentado por Paul durante o show como “Rafiel”  Moreira) que faz solos inspiradíssimos, tendo os originais como referência, mas sempre que possível acrescentando um toque pessoal de bastante qualidade . O repertório é muito bem escolhido e mescla todas as fases do KISS com seus dois álbuns-solos, outro ponto a se destacar. Faltou apenas algum bônus cada vez mais obrigatório nos lançamentos em Dvd, não há nada além do ótimo show. Até um próximo post!!!

Alexandre Bside e Flávio Remote



Categories: Artistas, Curiosidades, Def Leppard, Discografias, Kiss, Resenhas

7 replies

  1. “Kiss discografia 37a parte – Álbum: Paul Stanley – Live To Win”: que legal ver este post or aqui, B-Side e Remote… enchi o saco de vocês, né? 🙂

    Mas acho que valeu a pena. Me lembro da gente conversando sobre termos todos os discos solos dos membros da banda por aqui e hoje vocês fecharam com chave de ouro (pelo menos, até o momento) esta estupenda discografia.

    Eu gosto bastante deste disco, inclusive talvez por isso que eu tenha comentado sobre ele com vocês 2 em mais de uma oportunidade. Um disco com característica mais enxuta, direta e honesta, com boa performance do músico principal e com ótimas músicas, como a faixa-título.

    Espero, sinceramente, que o Kiss lance mais e mais discos. Pelos discos mesmo e pelos posts desta dupla mágica que vocês formam…

    Agradeço, amigos, pela atenção e por contribuirem de forma tão rica com o Minuto HM.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  2. Eduardo,
    Contribuir por aqui é sempre um prazer, pena que o dia não tenha umas 50 horas….Independente do KISS lançar ou não outros álbuns, a gente vai sempre continuar por aqui, seja em posts certamente não tão constantes, mas sobretudo comentando tudo que você e os outros valorosos ” redatores” deste minutohm nos trazem . É certo que as novidades sempre ficam mais à seu cargo, quando leio alguma coisa, certamente ela já esteve por aqui, aliás normalmente é aqui onde eu leio, já que o minutohm é a minha página inicial da internet. Mas tenho ainda algumas idéias para outros posts, principalmente de álbuns que ainda não foram comentados por aqui, com o tempo estarei abusando de seu espaço e publicando.
    E agora eu vou cobrar: Cadê o Iron , cadê o Metallica?
    E por último fica uma lembrança : Mês que vem é mês do bate- papo, agita aí com o Rolf e o Marcus…

    Like

    • B-Side, agradeço, como sempre, pelas palavras elogiosas e por todas as “priceless” contribuições que você e seu irmão fazem, através de posts e comentários, sempre tão pertinentes e completos… considero como uma verdadeira “aula” de música.

      Infelizmente também gostaria de ter mais tempo e “cabeça” para poder contribuir ainda mais. A administração geral do blog (customizações, configurações, anti-SPAM, comentários, etc) me “tiram” um tempo razoável pois, apesar da ferramenta WordPress ser excepcional, sempre há uma coisinha ou outra para ajustar e melhorar por aqui, mesmo que de maneira transparente…

      Sobre as dívidas, JURO, estava pensando nelas hoje. Não só os posts das discografias do Maiden e MetallicA, mas também das CAMISETAS do Minuto HM que preciso mandar fazer… e até mesmo a leitura de alguns dos posts das discografias Kiss e Scorpions que ainda não consegui ver do jeito que queria!

      É uma vergonha, eu sei… mas queria dividir um pouco essa responsabilidade com meu amigo-sumido-do-blog Marcus Batera… será que ele vai ver isso? 🙂

      Sobre a lembrança do bate-papo, pelo menos, este está tudo certo para acontecer, pelo menos por minha parte… já instalei um programa para gravação do áudio (e, desta vez, já testei e vamos testar no dia para garantirmos que vai dar certo mesmo)… nos meus testes, consegui gravar com clareza o bate-papo via Skype, portanto, poderemos lançar o primeiro PODCAST do Minuto HM. Será sensacional – qualquer um poderá baixar para o computador, ou por no iPod, ouvir no carro, sei lá…

      Vou aproveitar a oportunidade e fazer um post de convite para o podcast na sequência… e aí vamos achar uma data para tentarmos reunir os interessados!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. Muito boa a resenha assim como o album. Curti bastante este album e o show também. Não sei se comentei com alguém aqui do blog, mas por curiosidade… o guitarrista que participou da tour é amigo do Abilio. É isso aí meus amigos. Estou me esforçando para começar a participar do blog. Indiquei ao Batata que visitasse também.
    Abraços,
    Claudio

    Like

    • Claudio, não me lembro de ninguém ter comentado sobre essa curiosidade… compartilhe aí, se puder e souber, os detalhes…

      Fico contente, e tenho certeza que falo também pelos outros amigos, de você fazer um esforço para participar do blog e ainda por cima indicando aos amigos.

      Vamos nos falando!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

Trackbacks

  1. Consultoria do Rock – “Melhores de Todos os Tempos: 2006″, com participação do Minuto HM – Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: