Cobertura Minuto HM – Iron Maiden no RJ – parte 4 – está tudo bem…

Galera,

gostaria de avisar que está tudo bem com todos os amigos do Minuto HM presentes nesta noite na Arena HSBC, Rio de Janeiro.

Agradeço a todos que me contactaram também. Muito obrigado.

A tristeza e apatia são grandes nessa noite. Em breve falarei mais do que vivemos…

[ ] ‘ s,

Eduardo.

20110328-120902.jpg

20110328-120834.jpg

20110328-120820.jpg



Categorias:Artistas, Cada show é um show..., Iron Maiden, Off-topic / Misc, Tá de Sacanagem!

42 respostas

  1. Um dia perfeito – o nosso esquema para ida ao show e demais eventos funcionava perfeito, mas…
    A desorganização e falta de estrutura dos responsáveis do evento foi (muito) grande – É uma pena! Nem a banda, nem nós merecemos esse tratamento!
    Todos devíamos fazer um grupo para exigir nossos direitos – e em conjunto – uma petição online – sei lá…
    Cartas para a redação….

    Curtir

  2. Confiram abaixo a pergunta, a resposta e a tréplica do Minuto HM com o pessoal da Arena HSBC pelo Twitter:

    A todos: exijam o direito de vocês, principalmente os que pagaram taxa de conveniência e viajaram para ver a banda.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  3. Tenho certeza que o HSBC tem consciência de que todo e qualquer gasto efetuado a fim de ir no show deve ser reembolsado SE COMPROVADO que foi impossível comparecer no show remarcado. Quem compareceu e teve mais gastos com isso, também tem o direito de reembolso dos gastos extras. Se a HSBC não fizer por bem, é só entrar na justiça. É causa ganha, correndo todos os custos, fora advogado, por conta deles.

    Curtir

    • Olá, Pedro, seja bem-vindo ao Minuto HM. Aproveite o espaço. Espero que tudo ocorra dentro do esperado também, muita gente foi dura e diretamente afetada pelo cancelamento do show de domingo – afinal, o público deste tipo de show é diferenciado, composto por muita gente que viaja para acompanhar a banda…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

  4. Aliás, se alguém pretende entrar na justiça, salvem aquela foto da grade de segurança toda remendada, aquilo vale ouro 🙂

    Curtir

  5. Bom, show, quando meu blog estiver no ar eu faço um contato com vc, atenciosamente Claudio.

    Curtir

  6. Amigos, as palavras não vem… nem sei o que falar…Em relação ao show acontecido ontem, acho que devo um post, ainda que não seja a pessoa mais qualificada a falar sobre o Maiden. Em relação ao domingo, faltou a cereja do bolo. O bolo rolou ontem, mas não teve a mesma graça….

    Alexandre Bside

    Curtir

    • Eu até comecei a escrever o post, dando um determinado tom… conforme o tempo vai passando, vou querendo mudar o tom um pouco e, neste momento, estou valorizando tudo menos o acontecido naquela noite que, mesmo tendo sido algo terrível, é e será história para sempre…

      Permita-me discordar sobre a pessoa qualificada… você (e seu irmão) são mais qualificados que a própria banda para falarem por aqui… como foi o bolo? 🙂

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

  7. Opa….agora que eu vi o outro comentário… Ir a São Paulo, fazer um barulho dos infernos …. o que pode ser melhor do que isso? Rolf, vai procurando o estúdio…

    Curtir

    • Oba, muito bom… e agora, Remote? A bola volta a estar contigo? Hehehe.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

      • É, a agora virou uma questão de tempo. Brinquei na idéia inicial, mas ela parece ter criado vida. Então porque não? É encontrar o melhor momento, e planejar a parada. Eduardo, não vai ser por agora, acabamos de voltar de uma viagem, mas de minha parte, conte com a ida – minha esposa com certeza vai gostar de uma Pizza no Bexiga para complementar o evento paulista.
        FR

        Curtir

        • OK, podemos deixar então para amanhã ou quinta, sem problemas. Sexta, máximo. Hahahaha.

          Sim, por que não? Vamos que vamos… só que minha casa é pequenininha, então acho que não seria das melhores para recepcionar a todos, talvez fazendo-se uma divisão role, assim como no caso dos óculos do Kiss 1999, hehehehe.

          A pizza é, sem dúvida alguma, por minha conta – afinal, São Paulo tem as melhores do mundo.

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Curtir

          • Ih, era hoje, putz esqueci de marcar o estúdio…
            As acomodações não serão problema com certeza, nos ajeitamos.
            As agendas é que devem ser sincronizadas, então vamos começar pelo começo – Set List – e la vem tudo de novo e haja discussão….

            Curtir

            • Hahahahaha…

              Olha, as acomodações que eu posso oferecer realmente não são boas, tudo muito apertado… acho que prefiro pagar um hotel para vocês, viu… de verdade… não é exagero meu, simplesmente não cabe! Falaremos disso quando for a hora…

              Vamos dividir as tarefas: vocês tocam o setlist que eu fizer, que tal? Só coisa trivial que vou pedir… nada demais, nada difícil de ser tocado por vocês… hehehe.

              [ ] ‘ s,

              Eduardo.

              Curtir

              • Tocar o que vc sugere? Tamo f..idos – não acho que tenho competência para isso – aliás Eduardo, tenho (sempre) que ressaltar que o fato de executar dois “instrumentos” ao mesmo tempo – traz dificuldades para a banda – as vagas de vocalista estão abertas…. Hotel que vc vai pagar? nada feito, não faz sentido Eduardo. A brincadeira é mais nossa (dw) e é sempre um prazer tocar com meu imrão e Rolf e você pode fazer os backing vocais e percussão, como usual.
                Como já “perdemos” o ensaio da 6a passada, podemos agendar a coisa com mais calma…

                Curtir

                • Quando eu falei de “deixar o set” comigo, falei em tom de brincadeira… por mim, o set do último ensaio pode ser repetido, inclusive… hahahaha. Claro que tenho algumas outras maluquices na cabeça, mas entendo perfeitamente principalmente a sua situação…

                  Olha, pensei que tinha ficado claro minha total inaptidão para qualquer coisa na participação do DW… o que eu recomendo: melhor não tem backing vocals do que ter o meu!

                  [ ] ‘ s,

                  Eduardo.

                  Curtir

  8. Eduardo, quando digo pessoa mais qualificada, evidentemente que estamos falando de você …O post era seu, por competencia, e ponto final. Com os acontecimentos, entendo que é nosso dever ,já que estivemos lá, de trazer alguma coisa do que vimos. Não vai chegar nem perto do que um post seu poderia ser, aliás assim como o evento que poderia ter sido no domingo e o que acabou sendo na segunda, deixando claro que o Iron nada tem a ver com isso, eles arrebentaram!

    Curtir

    • B-Side, tenho certeza que o texto de vocês vai ser muito mais técnico que o meu, que sou apenas um grande fã da banda… e sim, o Maiden nada tem a ver com isso, pelo contrário, tomaram a atitude correta e o chefe de segurança deles foi fantástico no atendimento ao público – contarei isso no post que pretendo publicar de domingo.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

      • Opa e ae Eduardo e Bside, só não concordo quando dizem que o Maiden não tem nada a ver com a confusão! A banda(todos envolvidos, segurança, produtor e etc) tem o dever e obrigação saber onde estão pisando e que tipo de organização está por trás de tudo que for apresentado, até mesmo por questões de segurança dos artistas! Senão podemos ter outro caso como do Dimebag, tanto q quando comentei sobre o show deles aqui em Interlagos, lógico que fiquei decepcionadíssimo com a banda, pois sabiam e queriam que fosse o show de Guiness Book, então não consigo admitir que a “banda” não se preocupe com o bem estar e tudo o mais que se diz em respeito aos fãs. Rage Against não admite shows com area VIP, Pearl Jam não toca com publico grande em locais fechados, já vi matérias que se não me engano é bruce springsteen que vai em todos os setores do local onde o show será apresentado e confere a qualidade do áudio, para ter certeza de que o publico esteja recebendo pelo que pagou
        Ah e pra queimar minha lingua, eu fui no show aqui em SP, com certeza foi o melhor show q vi deles. Mas pra cutucar um pouco e não deixar de ser chato o audio na pista comum estava baixo, em alguns momentos não se escutava a banda.

        Grande 4br4ço a todos e que venha o OZZY.

        Ricardo

        Curtir

        • Ricardo, acho que quando falamos “a banda”, queremos dizer os 6 membros da banda mesmo, que devem se preocupar com coisas como setlist e outras preocupações no que tange à música. Todo o resto, que não deixa de também ser importante, claro, tem que ter “gente da banda” especializada em realizar as outras tarefas necessárias para o bom andamento do show.

          Dissemos que “a banda” não tem culpa pois muitos ignorantes atribuíram a paralisação do show diretamente ao Bruce, que parou de cantar e depois voltou para justificar o adiamento. Apenas isso.

          O show de São Paulo teve algumas falhas no microfone do Bruce, principalmente mais no início do show, e depois foi resolvido. Da pista premium, pouco se notou isso.

          [ ] ‘ s e que venha mesmo o Ozzy com um grande show. E no meio desta data do Ozzy, ainda tem show do Iron Maiden em 4 cidades…

          Eduardo.

          Curtir

  9. Ricardo, acho que você tem inteira razão quando conclue que a responsbilidade por averiguar itens de segurança do evento também deve ser do staff da banda, além, obviamente , da organização do evento, seja este a produção responsável pela contratação do espaço, seja o HSBC Arena, neste caso. Agora, como citou o Eduardo, culpar Dickinson, Harris e Cia , eu também discordo firmemente. Aliás, Bruce Dickinson deve ser é muito elogiado por sua postura desde a interrupção do vocal quando o restante da banda ainda tocava pedindo que a segurança agisse, e também quando usou o seu carisma para fazer todos entenderem em que condições nos encontrávamos e que infelizmente o show não podia continuar. Se apenas a responsável pela produção (a tal Fabiana) se manifestasse, quando foi informado o adiamento do show, certamente haveria uma catástrofe, até porque não vi no recinto segurança suficiente para conter uma massa enfurecida.
    Também não acredito que Bruce, apesar de seus varios anos à frente do Maiden,Samsom e carreira solo,que o gabaritam como um dos mais experientes vocalistas do gênero, teria entendimento técnico para
    condenar a grade que existia no domingo. Estive lá nos dois dias e não vi diferença nenhuma entre as grades ( a não ser que a de domingo ficou completamente retorcida após o ocorrido) , se a nova que foi colocada tinha capacidade de suportar mais peso, não era algo que alguém visualizasse a ” olho nu”, pelo menos essa é a minha opinião de completo leigo. Continuo achando que não é responsabilidade de Dickinson, ou qualquer outro da banda, ter este tipo de entendimento. Você tem inteira razão quando inclue os responsáveis da parte técnica do staff da banda entre os culpados pelo ocorrido, mas deixemos os músicos do Iron Maiden se preocuparem em tocar, afinal nesse ponto eles são realmente especiais.
    Ainda lendo seu pertinente comentário, a questão que envolve a área vip ( e a postura do Rage Against the Machine) já foi alvo de comentários aqui no Minuto Hm, e se realmente Bruce Springsteen se preocupa com a qualidade do áudio em todos os setores do evento, ele está de parabéns, é de se elogiar sua atitude. O fato do Pearl Jam não querer tocar em locais fechados também é algo diferenciado no quesito segurança, mas trazendo novamente à tona a questão que envolveu os incidentes de domingo, não considerei, na minha visão de leigo, o lugar super lotado, onde estávamos na área vip havia bastante espaço. As cadeiras estavam bem cheias, mas não havia ninguem fora dos espaços lá destinados . O incidente aconteceu numa área que havia espaço para todos, ou seja, não foi a superlotação do local que causou o problema. O Iron Maiden já tocou em locais menores no Rio, também fechados, ( Citibank Hall), o show da Dance of Death tour foi o show mais lotado que vi entre vários que lá fui, mas tudo ocorreu dentro da normalidade do que se espera de um espetáculo , sem nenhum incidente.
    Espero que o episódio sirva de lição para os organizadores do HSBC Arena, que tiveram sua imagem muito manchada , e que eles tomem agora providencias administrativas e financeiras para ressarcir aqueles que não puderam voltar na segunda feira num nível de competencia que não vimos na organização de domingo.

    Saudações!

    Alexandre Bside

    Curtir

    • B-Side, perfeito comentário, como de costume.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

    • É B-Side, concordo em pontos com vc! Acho q a banda é responsavel, pelo fato de q quem manda na banda e em tudo é o Steve, ou não ? Os exemplos q dei (PJ, Rage Against) são atitudes tomadas pelos musicos da banda e não por assessores. O show foi cancelado por questões de segurança certo? mas segurança de quem ? Da banda! O publico não foi o motivo do cancelamento e sim o medo dos músicos! Vc deve saber q o Bruce se borra de medo de fãs exaltados(coisa q dou razão a ele)! Infelizmente as coisas são movidas a dinheiro e os músicos estão preocupados com dinheiro! Estamos falando de Iron Maiden e não de banda recém formada, não dá pra dizer q eles são apenas músicos q tem q se preocupar em apenas tocar! Fica parecendo que vc´s não tem idéia do tamanho q é o Maiden(o sexteto sim), estão falando como se fossem as marionetes de algum empresário! Bruce carismático tambem é fogo! Vamos ser fãs e tratar os ídolos como pessoas normais e não como deuses! No domingo houve erros e mal planejamento, o de segunda como vc relata foi ótimo certo? Vc daria “algum” crédito ao pessoal do HSBC que repensou e refez tudo? Não! Eu, já acredito e muito q os musicos, produtores e funcionários do HSBC se reuniram e a banda deve ter dado uma bela rasgada em todos como deveria ter sido desde o começo, aí só falta vc dizer q nos erros os musicos não tem culpa, mas nos acertos sim!
      Entendam por favor q não estou aqui pra culpar, criticar, crucificar e querer a morte dos caras, apenas não concordei com a insistência em dizer q a banda não tem a ver com o incidente. Apenas!
      Se fosse uma banda qualquer quem sabe eu pensaria diferente!

      4br4ço

      Ricardo

      Curtir

      • Vou emitir minha opinião tb:
        Não acho que quem manda em tudo é o Harris ou Bruce. Acredito que toda banda organizada deve ter responsáveis em todas as áreas – a de segurança é mais uma. É questão de confiar nos seus responsáveis e neste ponto a área de segurança da banda falhou e não vou culpar os músicos. Não acredito que o Bruce ou Harris, ou outro membro tenha conhecimento para atestar a segurança de uma grade de proteção – qual impacto que suporta, qual o melhor material, etc… e tem muita coisa para fazer, o melhor é deixar quem sabe e confiar.
        O fato do Iron ser uma banda experiente e com recursos permite que as coisas sejam divididas – senão, acho que pode funcionar uma parte, mas outra não. Então ou se ensaia o show e faz-se a parte musical ou se preocupa com outras coisas. A produção do Iron/o Road Manager deve ser responsável e tinha o dever de cobrar as coisas e ai houve uma falha: A estrutura da casa era ruim e passou despercebida – O pessoal do HSBC somente consertou o problema da grade de um dia para o outro e contou, aliás contamos com a sorte de tudo dar certo – a desorganização era a mesma e o público de maneira geral foi educado e mesmo triste aceitou o problema (é claro que houve exceções). Os músicos devem ser culpados por um show ruim musicalmente – tocarem mal, errado, escolherem repertorio infeliz ou um vocalista fraco ou beberem e não correponderem ou atrasarem e desrespeitarem o publico. Os musicos – a banda Iron não fez nada disso e cumpriu o seu papel no campo. Ao Bruce cabe apenas os parabéns pela forma com que lidou com o público que respeita o seu ídolo que sabemos é de carne e osso como todos nós.
        O nome do Iron Maiden como instituição perdeu com o evento e seus responsáveis devem cobrar melhor estrutura.
        O nome HSBC Arena fica completamente desprestigiado e precisa de acertos para grandes eventos como esse.
        F.R

        Curtir

        • É isso… assim como qualquer empresa de médio / grande porte, que muitas vezes terceiriza / delega o que não é o chamado “core business” (ou seja, no caso do Iron Maiden, é o disco gravado e o show no palco), é a mesma situação por aqui…

          Pretendo também fazer um post sobre a noite, aliás já está em andamento, está difícil apenas finalizar, mas vai sair, vai sair…

          O ocorrido é realmente uma grande pena para os envolvidos, principalmente para nós, fãs…

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Curtir

      • Ricardo,
        A minha opinião bate com a maioria dos demais comentários aqui do Minuto Hm, acho desnecessário repetí-la, acho que já fui bem claro . Estou respondendo o seu comentário apenas para elucidar alguns pontos : Eu não tenho o mínimo conhecimento para saber se o Bruce Dickinson se borra ou não dos fãs mais exaltados, nunca estive tão perto dele para ter alguma opinião formada sobre isso, mas também não tenho nenhum fato claro para avaliar que este medo existe. Se você tem , gostaria muito que compartilhasse conosco , o espaço que o Eduardo nos disponibiliza é sempre muito generoso, desde que as coisas aqui publicadas seja feitas com respeito. Também não levo nenhum músico de nenhuma banda à condição de Deus , nunca fiz isso, muito menos agora, já estou um pouco velho para isso. Apenas admiro muito o trabalho de muitos deles , entre os quais o Bruce Dickinson,que no meu conceito é um grande vocalista entre todos do gênero e na atualidade talvez um dos que esteja em melhor forma vocal. Ainda assim, acho que sua presença de espírito no domingo salvou à todos de uma catástrofe, minha reflexão vai mais longe, pois quase levei minha filha para ver o show, e se tivesse levado, mais agradecido estaria à ele . Se apenas a representante da produção , a tal Fabiana, estivesse entrado para comunincarmos da difícil decisão de adiar o show, certamente a confusão teria sido muito maior . Carisma não necessariamente ter relação direta com endeusamento, saindo um pouco do escopo musical, considero Hitler um exemplo de carisma, mas de longe ele não tem minha admiração. Outro ponto : O show de segunda feira do Iron Maiden foi muito bom, mas a grade que lá colocaram me pareceu igual ( na minha visão de leigo)a de domingo e o engarrafamento na saída do show foi terrível, assim a estrutura do espetáculo continuou a não me agradar a tal ponto de eu pensar muito em ver outro show no mesmo local . Em relação ao Iron, se eles vierem novamente ao Rio ( por que público eles vão sempre ter, todos os shows do Iron no Rio são feitos com casa cheia ), é bem possível que eu vá, desde que não seja no HSBC Arena, afinal já os vi no Rock in Rio 3, no Maracanãzinho, 3 vezes no Citibank Hall e também na praça da Apoteose e em todas essas oportunidades tudo ocorreu bem, analisando esses números, ainda há uma grande margem para acreditar que tudo vá transcorrer adequadamente .
        Em suma, respeito demais a sua opinião e acredito que as discordâncias são importantes para reflexões sobre temas polêmicos como esse, e esse é sempre o diferencial deste blog, pois aqui temos espaço para debater em alto nível sobre o que nos encanta , que é o amado Heavy Metal. Mas ao mesmo tempo que respeito, também tenho todo direito de discordar , e assim , discordo.

        Obrigado mais uma vez

        Alexandre Bside

        Curtir

        • B-Side, é um prazer sempre ler seus comentários, sempre muito claros e completos. O espaço está aqui para isso mesmo e acho muito saudável comentarmos nossas opiniões (a minha, como também já comentei, é a sua). Como o tema não é dos mais fáceis e chega a fugir do tema principal do blog, que é falar puramente de música, então é claro que sempre teremos concordâncias, discordâncias mas o mais importante, discussão sadia que muitas vezes complementa um ponto ou outro.

          Agradeço ao Ricardo também por expor sua opinião por aqui, fundamentada.

          Espero, sinceramente, que a Arena HSBC capriche no nível de respostas que dará aos fãs que buscarão suporte a partir de amanhã e que, pelo menos na parte financeira, a coisa seja “consertada” – palavra que encaixa perfeitamente na situação, não?

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Curtir

        • Opa B-side, blz ? Longe de mim querer ofender alguém aqui hein! E acho q as grandes amizades começam com esse tipo de situação! Graças a Deus vc discorda de mim, assim poderemos debater muito, sobre muitos assuntos realcionados ao HM, e acho q o propósito maior do MinutoHM é esse mesmo, o debate de pessoas q se incomodam, dão opinião, e as vezes aprendem ou ficam sabendo de coisas q outros possam aqui relatar!
          O caso aqui da discussão é q acho q o Maiden, por tudo q já fez, faz e é no meio artístico, tem alguma responsabilidade, não toda, e acho q nesse sentido foi q o Bruce parou de deu a explicação, por ser profissional, homem, empresário e etc e não por estar no Brasil ou por ter achado a Suelen uma gata! Por isso ele foi e colocou o peito na frente de todos. Sendo o Maiden a empresa q ele trabalha e é sócio, ele mesmo deve ter pensado em dar a satisfação do ocorrido por se sentir culpado e nao por querer apenas evitar confusão! Enfim, pra mim a atitude não foi louvavel ou carismática, foi uma atitude de ícone e ídolo de milhares de pessoas, apenas fez o esperado, ao menos pra mim q considero meus ídolos não só pelo trabalho feito em seu segmento, mas tambem pelo ser humano q está por trás de tudo!
          E vamos nessa cara, espero não ter ofendido ninguem, e tambem espero q possamos ficar minutos, horas, dias, discutindo tudo isso e mais um pouco!
          Pra finalizar e querendo manter a pose de chato, te peço de coração jamais dizer Hitler carismático, o cara era dominador de mentes e terrorista, jamais colocaria uma foto dele na cabeceira da minha cama, do Bruce, posso até colocar um poster do Maiden no quarto, mas mesmo assim, ainda acho ele meio nojento hehehehhee
          Valeu B-side, Remote e Eduardo!
          Grande 4br4ço a todos!

          Ricardo

          Curtir

          • Ricardo, fique tranquilo, não me senti ofendido , espero também que você não tenha ficado. Como você e eu já escrevemos , as discordâncias são importantes, desde sejam pautadas por respeito, não vi desrespeito em nenhum dos seus comentários.
            A questão envolvendo o Hitler talvez merecesse uma sequência, também reprovo todas as atitudes dele,mas vamos deixar isso pra lá, o assunto aqui é o Metal

            Saudações

            Alexandre Bside

            Curtir

  10. Abaixo, o press release da banda de abertura da noite, Shadowside, recebido pelo Minuto HM – show este que perdemos devido à enorme e desorganizada fila para entrarmos na Arena HSBC.

    _____________________________________________________________________________

    Olá,

    Com o prestigio de ser um dos principais grupos do metal brasileiro na atualidade, a Shadowside abriu o show do lendário Iron Maiden, na HSBC Arena, no Rio de Janeiro. O grupo publicou em sua página oficial no Youtube, videos evidenciando a bela performance que realizaram, no último domingo, na capital fluminense. Mais informações abaixo.

    Imprensa: a vocalista Dani Nolden está disponivel para comentar como foi a experiência desta exibição.

    A banda brasileira Shadowside se apresentou no último domingo a noite no HSBC Arena, no Rio de Janeiro, como abertura para o IRON MAIDEN. O grupo aproveitou a oportunidade para apresentar, em primeira mão ao público brasileiro, três novas composições — “I’m Your Mind”, “Disrupted Reality” e “Gag Order” — que farão parte do tracklist oficial do seu terceiro álbum “Inner Monster Out”, que será lançado dia 7 de Junho via SHP Records.

    O IRON MAIDEN infelizmente teve a sua performance cancelada e reagendada devido a problemas com a barricada de segurança da casa. Apesar de diversos sites estarem informando que a Shadowside faria nova exibição, a produtora Mondo Entretenimento decidiu apenas manter o Iron Maiden na nova data realizada na noite de ontem.

    “Inner Monster Out” foi produzido, mixado e masterizado no Studio Fredman, em Gotemburgo, Suécia, por Fredrik Nordström, conhecido por já ter trabalhado com AT THE GATES, IN FLAMES, DARK TRANQUILLITY, ARCH ENEMY, SOILWORK, BRING ME THE HORIZON e outros. A música-titulo “Inner Monster Out”, conta com a participação de Björn “Speed” Strid (SOILWORK), Mikael Stanne (DARK TRANQUILLITY) e Niklas Isfeldt (DREAM EVIL).

    A vocalista Dani Nolden comentou sobre a origem do título e as principais características sonoras deste novo trabalho: “’Inner Monster Out’ é sobre deixar sua persona oculta aparecer e sobre tudo que nós sempre classificamos como anormal nos seres humanos. As letras falam sobre nossos medos, reações, perversões, distúrbios de personalidade e apesar de parecer um álbum obscuro, ele também deixa claro que todos nós temos um pouco de louco e perturbado de certa forma. É um álbum musicalmente intenso, cheio de guitarras nervosas, que une as características tanto do ‘Dare to Dream’ quanto do ‘Theatre of Shadows’, mas com algo a mais e com novidades que nunca tentamos antes. Eu estou especialmente orgulhosa e contente com o resultado desse álbum… nós fizemos música que nós gostamos de tocar e escutar, sem dúvidas é nosso melhor material até agora. Mal posso esperar para tê-lo em mãos e depois executá-lo ao vivo!”.

    Mais informações em http://www.myspace.com/shadowsideband.

    Atenciosamente,
    Costábile Salzano Jr
    Shadowside Press Agent
    _____________________________________________________________________________

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  11. Depois do que aconteceu no domigo, toda a admiração que eu ja tinha por Bruce Dickinson só aumentou. A cena do Bruce no palco anunciando o cancelamento vai ficar marcada na minha mente pra sempre!
    Em toda essa minha vida como fã do Iron eu so tinha aquela imagem do vocalista incrivel, carismatico, correndo por todo o palco e no domingo, ele ali, tenso, falando em um tom sério, foi uma situação muito surreal pra mim!
    E quando os pseudos-fãs começaram a vaiá-lo, aquilo quebrou meu coração. Um sentimento horrivel que eu não consigo nem descrever.

    Curtir

    • Também fiquei com esse sentimento, Suellen, mas espero eu (eu quero acreditar) que as vaias ocorrem diretamente para a banda, para o Bruce, que era apenas um porta-voz de muito luxo na situação, usando toda a sua carisma, empatia e crédito que tem… quero crer que as vaias são para a situação ridícula, pífea, enfim, pode listar aí todos os adjetivos de tom pejorativo e ruim pois cancelar um show porque uma grade caiu, em pleno 2011, para um país que vai fazer Copa do Mundo, beira o infinito do inaceitável!

      O fã que possivelmente vaiou o Bruce ou é desinformado, perdido, o da moda, ou então precisa reconsiderar, minimamente, para quem ele deveria ter direcionado sua vaia que é correta, desde que seja feita para os responsáveis mesmo.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

Trackbacks

  1. Iron Maiden – ARENA HSBC – Rio de Janeiro – 28/03/2011 « Minuto HM
  2. Cobertura Minuto HM – Iron Maiden no RJ – parte 5 – um resumo do dia em que o show parou « Minuto HM
  3. Cobertura Minuto HM – Iron Maiden no RJ – parte 5 – um resumo do dia em que o show parou « Minuto HM
  4. Rock in Rio 1 (1985): o ingresso e um pouco do evento « Minuto HM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: