Cobertura Minuto HM – Iron Maiden em Irvine, Califórnia, EUA – 09/agosto/2012 – parte 2: resenha

Após ter assistido ao primeiro show na região da capital do estado, fui “obrigado” a voltar para a região de Orange County, especificamente para a cidade de Irvine, onde já havia estado nas duas semanas anteriores.

Desta vez, não havia qualquer ameaça de chuva e o dia era como foram todos os outros do mês que fiquei por lá: igualmente ensolarados, com céu azul limpíssimo. Conheçam a praia “Huntington Beach”, que foi o lazer do dia – é a praia mais bonita que vi pela Califórnia, e com infraestrutura típica americana.

O local do show, Verizon Wireless Amphitheater, diferente do anterior, era extremamente fácil em termos de acesso e localização, ainda mais para mim, que já havia passado em frente ao local algumas vezes. A bordo de um Nissan Altima desta vez, “da porta para dentro”, tenho basicamente as mesmas considerações do show anterior: uma organização impecável, com estacionamento gigantesco (e gratuito) e novamente as pessoas em seus carros / trailers comendo, bebendo e, claro, ouvindo algo da discografia (pode falar isso por aqui duas vezes assim?) da Donzela.

Mais uma vez, muitos banheiros, pequenos restaurantes, quiosques com merchandising e outros espaços de descanso e lazer estavam disponíveis.

Apesar de o espaço total não ser tão grande, a “venue”, ou seja, o estabelecimento do show era maior e me pareceu ainda mais bem preparado. E com um ENORME diferencial para mim nesta data: eles abriram o setor que chamam de “pit”. O pit é onde a orquestra fica em shows que a utilizam. O espaço, portanto, é limitadíssimo por natureza. E é exatamente ali o setor que comprei, obviamente (na segunda noite, que trarei aqui mais para efeito de registro, eles resolveram mudar para o tipo “floor”). Reparem na última foto abaixo que mostra a “divisão” entre a “arquibancada” e o “pit”. Isso, caros apreciadores do Minuto HM, NUNCA teremos por aqui.

IronMaiden_Irvine_09agosto2012_2600_PANORA

Assistir a um show no pit é algo completamente surreal, pois não há qualquer comparação com pista VIP / premium que estamos acostumados aqui. É como assistir a um show no setor da imprensa, só que com o palco mais baixo, claro. Todas as fotos e vídeos deste post foram tiradas de um iPhone 4S, sem zoom (aliás, em algumas fotos, eu passei por uma situação inédita, que foi recuar o celular para poder enquadrar, de tão perto que estava!!!).

A pontual abertura novamente ficou por conta do Coheed and Cambria que novamente só voltou a me chamar a atenção na homenagem com Heaven and Hell e a saudação que fez o público gritar por Dio.

IronMaiden_Irvine_09agosto2012_2605

No vídeo abaixo, com a banda tocando, eu mostro mais do “pit”:

Coheed and Cambria Setlist Verizon Wireless Amphitheater, Irvine, CA, USA, Maiden England - North American Tour 2012

Não vou aqui novamente comentar o show inteiro a vocês, e o motivo é bastante simples: o “reloginho Iron Maiden” faz com que isso não seja preciso. Em nenhum dos 3 shows, na verdade, houve algo que eu pudesse destacar de “muito” diferente no mesmo setlist que a banda executa. A verdade é que nos 3 shows tudo funcionou como esperado e não pude observar nenhuma variação, visual, sonora ou algo técnico, ou mesmo algo como uma “brincadeira” do Bruce, etc. É tudo IGUAL mesmo. Algo alheio ao show e que destaco é uma menininha que permaneceu quase todo o show nos ombros do pai, cantando as músicas e impressionada com o que via. Ela é o maior indicador de como é tranquilo assistir um show com americanos, que passam longe da nossa insanidade (eu não estou aqui defendendo eles não, e sim especificando apenas como é, já que eu sou outro alucinado).

Assim, o que trarei abaixo é uma seleção (!!!) de fotos e vídeos que pude registrar no dia e que, com certeza, são as melhores lembranças dos 3 shows, dada a proximidade com meus ídolos. Farei em agrupamentos de fotos terminando no vídeo da música seguinte, na ordem do setlist. Acabei fazendo novamente uma ou outra “amizade de momento” com alguns americanos que novamente me ajudaram a “passar o tempo” entre os shows e me filmaram em algumas oportunidades, hehehe.

As fotos e vídeos contarão a história de mais um show. Bom proveito:

 

Reparem na penúltima foto da extensa galeria de fotos abaixo que consegui registrar uma foto de Michael Kenney, que fica encarregado dos teclados e faz sua aparição talvez pela primeira vez em destaque no palco durante a épica Seventh Son Of A Seventh Son.

Mais para o final do show, ainda pude ir um pouco mais para a direita, que inclusive era o caminho para uma das saídas…

Iron Maiden Setlist Verizon Wireless Amphitheater, Irvine, CA, USA, Maiden England - North American Tour 2012

A organização do estacionamento, apesar de mais afastado, não teve qualquer problema para lidar com o enorme fluxo de carros na saída.

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Artistas, Black Sabbath, Cada show é um show..., Covers / Tributos, Curiosidades, Iron Maiden, Off-topic / Misc, Resenhas, Setlists

12 replies

  1. Muito bom! Esse você assistiu de onde já se ouve o som “natural” da bateria sendo espancada no palco, e até o som das cordas do baixo do Harris trastejando!

    Like

    • Abilio, exatamente… dava para ver detalhes das mãos dos “los 3 amigos” e do Harris… dava mesmo para ver o detalhe do detalhe… a cada pulo que o Bruce dava nos retornos, parecia que ele ia cair no público – tem vídeo neste post mostrando isso claramente, com a galera gritando.

      Foi realmente uma experiência única e insquescível – e muito difícil de se repetir – mas quem sabe?

      Obrigado pelo comentário!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  2. Se a outra parte já estava excelente, o que dizer desta ? Impressionante a distância ” ZERO” que o separava da banda, e o nível das fotos ainda é melhor nesta resenha que a anterior. Dei apenas uma olhadinha no solo de Afraid to shoot strangers, mal posso esperar para ver isso ao vivo domingo agora..
    E é claro, vou também ficar devendo um comentário mais adequado à qualidade deste post, mas eu prometo voltar…

    Alexandre Bside

    Like

    • B-Side, realmente este foi o melhor dos 3 shows justamente por esta distância, ainda que o primeiro eu estivesse perto e, claro, tenha tido todo o fator de “inédito”. O solo está maravilhoso, não?

      Finalmente veremos um show da banda juntos, cara. A primeira tentativa durou menos 3 minutos, desta vez, tudo será diferente.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. Acabei de ver The Trooper , e mais uma vez me impressionei com a distância ínfima entre os ” três amigos” logo ali e você . Uma pena que o solo do Adrian usava o pedal wah-wah e ele teve de se distanciar para acessar a ferramenta.
    Ver um show de tão perto e com tanto conforto é o sonho de consumo de muitos . Consegui a façanha em alguns ( QR 2008 no Rio, Winery Dogs recentemente), mas isso por ter a casa muito vazia ( primeiro caso) ou então tratar-se de um show de dimensões e público menores.
    Cada vez eu vou ficando mais velho, menos disposição eu tenho para disputar espaço com a galera de mais energia…

    Alexandre Bside

    Like

    • É, B-Side, a distância era ridiculamente tendendo a zero mesmo, você verá também quando apreciar os outros vídeos deste post e do anterior, do dia 04/ago/2012.

      O engraçado sobre esta questão de espaço é o seguinte: no primeiro show, eu me posicionei como me posiciono aqui no Brasil: para trás, perto da grade (de trás). Quando vi o clima, totalmente diferente, e estando sozinho, pensei: “vou lá ver e qualquer coisa volto”. Não voltei, e no show deste post, fui direto para a frente, hehehe. Mas concordo: por aqui, cada vez menos quero isso… prefiro mesmo ver o show sem me preocuopar com cotovelos, pisadas, empurra-empurra, etc.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  4. O que mais impressiona, é algo que honestamente até me sinto mal em ver nos vídeos…. Cara, é incrível como como o público respeita a simples divisão da arquibancada (já demarcada) e o pit! isso sem falar na organização geral do evento!

    lendo esse texto, eu me lembrei do show do Maiden de 2009…. autodromo de Interlagos (show de horrores na organização e comportamento do público)… da até vergonha

    mas voltando ao texto…. cara (antes tarde do que nunca hehehe) ficou animal!! lembro ainda de quando você estava montando a programação da viagem hehehe coisa de doido… mas lendo da pra ver que valeu a pena cada loucura!

    Animal! ler esse texto só me deu mais vontade de ver o Maiden semana que vem (btw… ACHO que vai rolar um repeteco do show de 2009 – local zuado e organização MUITO capenga…. “vamu que vamu” )

    Up the Irons!

    Abrs (metálicos)
    Renato

    Like

    • Renatinho, muito bom te ver comentando aqui de novo (falo “de novo” isso). Realmente a organização – você já conhece – é algo que faz a gente ficar mesmo revoltado por aqui, não tem como…

      O show do Maiden em 2009, na pista comum, foi realmente um exemplo disso – um dos maiores exemplos. Até eu, na pista VIP, comecei a ficar preocupado com o tamanho da m… que podia ter dado aquele dia. Felizmente, não passou do susto.

      Pois é, o tempo passou, eu lembro de eu te mostrando a loucura que faria… e deu tudo certo, mais do que certo. E agora, já se passou um ano e temos a chance de ver a banda por aqui e, para mim, fechar com mais 2 shows – e fiquei feliz que eles passarão por Curitiba e você irá!

      Não tenho ideia deste lugar do show aí, depois traga suas impressões, serão bem-vindas… agora falta pouco, bons shows para nós!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  5. cara assistir de pit matou todo mundo!
    esse talvez tenha sido o post com amior quantidade de fotos que eu já por aqui ….quiça em todos os blogs por ai ……
    cara excelente post….excelente cuidado nas fotos…..Muito bom mesmo ……cara é impressionante isso aqui

    Like

    • Rolf, confesso que foi algo surreal, mesmo… tentei trazer aqui em fotos e vídeos de um CELULAR um pouco do que senti – para mim, rever isso tem um valor eterno! As lembranças que tenho na cabeça, igualmente eternas, é algo que jamais pensei que experimentaria – ver a banda de TÃO perto que tinha que ir para trás para poder as vezes enquadrar algum deles na tela do celular… ou ainda ver em detalhes eles tocando… é, este realmente “matei a pau”.

      Espero que todos tenham a oportunidade de “sentir” isso um dia por aqui, aos que ainda não puderam… e, se possível, gostaria de estar junto, hehehe.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

Trackbacks

  1. Cobertura Minuto HM – Iron Maiden em Irvine, Califórnia, EUA – 10/agosto/2012 – resenha « Minuto HM
  2. Cobertura Minuto HM – Iron Maiden em SP – parte 1 « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: