Discografia Van Halen – [CAPÍTULO 14]

{Tokyo Dome Live in Concert – álbum e turnê, 2015}

Em 2012 e 2013, o Van Halen sai em tour para promover A Diferent Kind of Truth, tendo em mente apenas acrescer algumas das faixas novas do material clássico com os vocais de Dave Lee Roth. A recepção ao novo trabalho inédito, após tanto anos, foi em geral positiva pelos críticos e muito bem vinda pelos fãs. E desde o início, Wolfgang foi muito bem recebido para o lugar de Michael Anthony, ainda que a saída deste não tenha sido feito da forma mais adequada. Anthony atestou no programa de TV de Eddie Trunk, That Metal Show, que ficou sabendo das novidades pela imprensa, sem sequer ter sido avisado previamente.

Após a tour, a banda inicialmente pensou em lançar um álbum de versões inacabadas, versões demos, e mesmo faixas inéditas, material anterior ao Van Halen I, mas tudo estava em condições inviáveis de recuperação de áudio, assim optaram por gravar shows entre 2012 e 2013 para lançar um duplo ao vivo. O show em Tokyo do dia 21 de junho de 2013 acaba sendo o escolhido para ser registrado em CD. Assim, em 31 de março de 2015, o grupo acaba lançando este, que é até agora seu último registro oficial e o único ao vivo com Dave Lee Roth. Há, neste momento, em 2018, rumores acerca de uma possibilidade de um novo álbum com faixas inéditas, quem sabe?

O lineup do Van Halen permanece até a data atual sendo:

Dave Lee Roth: vocal

Eddie Van Halen: guitarra e backing vocal

Wolfgang Van Halen: baixo e backing vocal

Alex Van Halen: bateria

TD01

Não há fotos da atual formação no álbum, nem mesmo no encarte, que novamente traz as letras das canções e demais créditos.

TD02

Faixas – CD 1

Faixa Título Compositor Duração
1 Unchained Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 4:56
2 Runnin’ With The Devil Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 3:44
3 She’s The Woman Van Halen, Roth 2:57
4 I’m The One Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 4:12
5 Tattoo Van Halen, Roth 4:32
6 Everybody Wants Some Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 8:30
7 Somebody Get Me a Doctor Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 3:22
8 China Town Van Halen, Roth 3:22
9 Hear About It Later Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 5:11
10 (Oh) Pretty Woman Roy Orbison 3:08
11  Me & You (Drum Solo) Van Halen, Roth 2:54
12 You Really Got Me Ray Davies 5:34

Faixas – CD 2 

Faixa Título Compositor Duração
1 Dance The Night Away Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 4:27
2 I’ll Wait Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 5:03
3 And The Cradle Will Rock Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 3:44
4 Hot For Teacher Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 5:44
5 Women In Love Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 4:25
6 Romeo Delight Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 5:47
7 Mean Street Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 5:11
8 Beautiful Girls Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 3:36
9 Ice Cream Man John Birm 5:10
10 Panama Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 4:20
11 Eruption Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 8:08
12 Ain’t Talkin’ ‘Bout Love Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 6:07
13 Jump Anthony, Roth, Van Halen, Van Halen 5:02

A versão em LP é quádrupla e segue a tendência dos novos lançamentos em vinil, caprichada e para um pequeno público seleto.

TD03 

Turnês:

A Different Kind of Truth Tour percorreu os anos de 2012 e 2013 para a promoção do último álbum de estúdio do Van Halen, com sessenta shows, quase todos nos EUA, exceto um, em Sidney, Austrália e outros quatro no Japão, de onde surgiu o material para este Tokyo Dome Live in Concert. Além das músicas contidas neste live-álbum, algumas faixas novas foram tocadas em alguns shows, como The Trouble With Never ou Blood & Fire, além de outras raramente tocadas ao vivo, como Girl Gone Bad (1984) Jamies Crying e Atomic Punk (Van Halen I), Hang’ em High (Diver Down), Bottoms Up e Outta Love Again (Van Halen II). A turnê foi a oitava mais rentável entre os shows americanos e rendeu quase 50 milhões de dólares à banda para uma audiência próxima aos 500 mil pagantes.

TD04

A partir de 2015, para promoção deste atual último álbum, a banda novamente excursionou, cumprindo datas que haviam sido postergadas no fim da tour anterior, sob a alegação de exaustão dos integrantes. Assim, com um setlist alterado, o Van Halen fez mais quarenta e um shows nos EUA, o último em Los Angeles, em outubro daquele ano, sendo a data em Chicago presenciada pelo Eduardo Presidente e Eduardo Schmitt, com direito a sound check também. Este é até hoje o último show da banda. As alterações no set trazem faixas muito esperadas e algumas raras, como Light Up The Sky (que abria os shows), Drop Dead Legs, Feel Your Love Tonight, In a Simple Rhyme e Dirty Movies, todas da fase clássica da banda. Não houve inclusão de faixas do mais recente álbum de estúdio.

TD05

Não há registro oficial das referidas turnês, mas com a plena divulgação via internet dos atuais dias, há vários shows filmados, embora nenhum tenha a qualidade que esperemos ver para registro do atual momento do grupo.

Avaliação:

Finalmente um álbum ao vivo da (quase) formação original!!! Imaginamos quanto tempo o fã da banda esperava por isso. O álbum se “paga” simplesmente pelo material antológico que ele traz, mas, além disso, ele traz uma ótima gravação, energética como um álbum ao vivo deve ter e performances excelentes da parte instrumental. Faixas menos tocadas, como Women In Love, I’ll Wait e And The Craddle Will Rock são uma espécie de “cereja do bolo” para os fãs mais assíduos. E cabe ressaltar, esta formação é um “rolo compressor”, pois Wolfgang provou ser um ótimo baixista. Além disso, os irmãos Van Halen se apresentam com a energia e capacidade do início da carreira.

Há pontos negativos, no entanto. O primeiro é a opção de não haver um home-video desta fase. Ao nosso entender, algo bastante errado, em face da energia que essa banda entrega até os atuais dias, ainda mais contando com um frontman como Lee Roth. E, o que já era até esperado, outro ponto negativo é o vocal em algumas faixas, como You Really Got Me ou Hear About It Later, onde ele praticamente não canta. Dave nunca foi um cantor de referência, sempre primou pela postura de palco e por ser um entertainer. Assim, podemos considerar que ele “passa raspando”, já que a expectativa em relação ao seu vocal não poderia ser muito alta mesmo. Fica também a reflexão, já que os backing-vocals estão excepcionais, chamam muito a atenção. Houve, desde a entrada de Wolfgang, a suposição da utilização de base pré-gravada (playbacks) nos backings vocals. Não se sabe, então, quanto deste álbum é realmente ao vivo, mas “quem for santo que atire a primeira pedra”…

Premiações:

O álbum chegou ao vigésimo lugar nas paradas da Billboard, mas não há informações encontradas acerca de suas atuais vendagens.

Curiosidades:

A bolacha teve as músicas da fase clássica creditadas apenas a Van Halen/Roth, ou seja, excluiu-se o nome de Michael Anthony de todas as faixas até o 1984, exceto I’ll Wait (do próprio 1984). Certamente isso envolve disputas judiciais e questões financeiras, já que a banda sempre creditou todos os nomes dos integrantes em todas as suas faixas de todos os seus álbuns e Anthony só deixou de ser creditado nas faixas inéditas da coletânea The Best of Both Worlds, de 2004. Por questão de coerência, deixamos o nome de Anthony creditado nas faixas onde ele tocou originalmente neste capítulo da discografia.

Para seu iPod:

Avaliação do álbum: 3 estrelas ( *** )

Você já ouviu: Jump, Runnin’ With The Devil, Ain’t Talkin’ ‘Bout Love, Panama e You Really Got Me.

Ouça: Women In Love, I’ll Wait, Hear About It Later e Tattoo.

E com este capítulo, chegamos enfim ao final da discografia Van Halen, ainda que esse possa não ser um final definitivo, afinal a banda não anunciou algum pendurar de chuteiras. Fica então em aberta sempre a possibilidade de haver mais algum capítulo, basta que Eddie e seus companheiros de grupo resolvam nos brindar com alguma novidade. Nós, por enquanto, vamos ressaltando o Julio pelo excelente início, que cobriu sem dúvida a maior parte da fase mais icônica do grupo de forma tão brilhante e esperamos que os capítulos mais atuais tenham atingido em alguma parte o desejado pelos leitores que por aqui se aventuraram.

[ ]’s

Alexandre Bside e Flávio Remote

Contribuiu: Eduardo.



Categorias:Artistas, Covers / Tributos, Curiosidades, Discografias, Músicas, Resenhas, Setlists, Van Halen

7 respostas

  1. 14 capitulos dpeois eu agradeço por tudo aqui!
    Essa é a única banda a qual eu não vi e queria ter visto!

    Curtir

  2. Também nunca vi, privilégio aqui no blog para os Eduardos. A sequência da discografia agora depende dos caras, por enquanto está finalizada, dever cumprido.
    Vamos ver o que o futuro nos destina.

    Alexandre

    Curtir

  3. Ainda preciso de mais algumas audições, mas aproveito o álbum ao vivo para fazer uma ponderação do que percebi nos outros posts no que diz respeito às tours. A banda se limitou a fazer 90% dos shows nos Estados Unidos. Acredito que os fans de outros países apreciariam muito os shows.

    Curtir

    • Isso é uma constante no Van Halen. Suas tours e álbuns vendem muito nos EUA, então eles saem muito pouco do país. Com a mudança e queda na vendagem de álbuns, talvez fosse mais possível eles saírem de lá , mas Eddie está muito recluso, imagino que a motivação financeira pese menos hoje em dia.
      O que é uma pena, realmente essa banda só os Eduardos conseguiram ver , entre todos nós do blog.

      Alexandre

      Curtir

  4. Pois é! Achei o registro interessante. A qualidade está ótima e set foi bem escolhido. Eu daria nota 10 para a parte instrumental e 8 para o Dave considerando o desgaste natural da idade.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: