Série de pesquisas sobre “Instrumentos” – Jimmy Page: escolha sua guitarra preferida

JimmyPagesGuitars

Iniciando este série de pesquisas,”sobrou” para mim a árdua tarefa de trazer alguns das guitarras usadas pelo mestre Jimmy Page durante sua carreira, em especial no Led Zeppelin, mas também em alguns outros momentos. O objetivo desta série é que todos aqui escolham um dos instrumentos apontadas na pesquisa ao final do post para ser a sua favorita. O critério é subjetivo, basta escolher uma, utilizando fatores pessoais que podem ser beleza, importância, sonoridade, simpatia pela cor, modelo, entre outros inúmeros fatores. Sem mais delongas, vamos elencar alguns dos instrumentos importantes da vida de Page, não sem antes deixar claro que outros foram deixados de lado, em virtude da limitação da série em no máximo 10 instrumentos por pesquisa.

 

1) Gibson Les Paul Custon Black Beauty (com alavanca Bigsby)

$_57 (1)

Um dos primeiros instrumentos de Page remonta à época onde o mesmo se encontrava passeando entre vários artistas como músico de estúdio. Jimmy afirma que a guitarra em questão era de cor sóbria e trazia múltiplas possibilidades de sonoridade, ideal para o tempo em que mal sabia qual seria sua próxima aventura musical.

1963bdc80d27ff18eb11b6447760e1fd

Ele usou muito pouco tempo com o Led Zeppelin, pois a mesma foi roubada e nunca mais recuperada em 1970. O vídeo abaixo não traz Jimmy, mas mostra um pouco da versatilidade da guitarra.

 

2) Fender Telecaster (“The Dragon Tele”)

1ca5_3

Ainda no Yardbirds e nos primeiros anos dos Zeppelin, Page usava a guitarra que foi um presente de Jeff Beck. Esta Telecaster foi mexida por Page em especial na pintura psicodélica que se adequava ao momento cultural da época.

jimmy and early tele

O instrumento, original de 1959, vai ser aos poucos substituído dentro da carreira do Zeppelin por outro mais conhecido…

 

3) Gibson Les Paul Standard (“Número 1”)

les paul 1

Uma das mais conhecidas guitarras utilizadas pelo mestre das 6 cordas no Led é a Les Paul também 1959 que foi vendida para Page por Joe Walsh, antes deste entrar no Eagles, em 1969. Este é o instrumento usado na maior parte do icônico filme The Songs Remains the Same.

lz19750327_24

Segundo Page, esta guitarra supriu os poucos “poréns” que sua guitarra anterior trazia, além de trazer tarraxas do tipo Grover já na ocasião, o que fazia as regulagens de afinação serem mais precisas e suaves. Além disso, Walsh havia deixado seu braço mais fino e desta forma mais confortável para Jimmy Page.

 

4) Fender Eletric XII

timthumb

Esta guitarra é pouquíssima vista e registrada em fotos ou vídeos durante a carreira de Page, pelo simples fato do músico ter um grande medo de transportá-la e sofrer com assaltos ou desaparecimentos, como foi o caso da primeira guitarra desta lista. O grande mérito da mesma é ter servido como guitarra principal de boa parte das gravações em guitarras de 12 cordas de Jimmy, em especial o que está registrado na versão de estúdio de Stairway to Heaven. Assim, coloque o Led IV para tocar e ouça o som da guitarra de 12 cordas aqui mencionada.

jimmy-page-12-string

Page pouquíssimas vezes levou a mesma consigo para shows, mas há uma exceção honrosa, quando o mesmo presta uma homenagem a Jeff Beck no Rock and Roll Hall of Fame de 2009.

 

5) Gibson EDS 1275 Double-neck

18807_CS_Page_Double_Neck_Aged_Signed_JP016_a(1)

A outra das mais conhecidas guitarras de Page foi inicialmente procurada pelo guitarrista para tocar as versões de Stairway to Heaven ao vivo, já que a versão de estúdio mistura instrumentos de 6 e 12 cordas. A original de Jimmy é de 1971, e passaria a fazer parte de todas as suas turnês desde então.

Com o passar do tempo, Page foi incorporando a guitarra para outras canções, em especial para a sequência que vemos nos históricos shows do Madison Square Garden, na dobradinha The Song Remains the Same (inteiramente tocada no braço de 12) e Rain Song (tocada com afinação fora do padrão, no braço de 6).

jimmy and double 2

 

6) Gibson Les Paul Standard (“Número 2”)

les paul 2 outra foto de novo

Durante a sequência da carreira do Led Zeppelin, Page optou por ter uma guitarra reserva para sua Les Paul Número 1. Também de 1959, sua guitarra Número 2 difere levemente da sua principal, mas aos poucos foi recebendo inovações na parte elétrica, que a transformam em diversos padrões de sonoridades, como os de uma guitarra que trazem captadores simples (mais finos, como nas Fenders mais conhecidas). Como cada captador é duplo, basta que o músico aperte um botão para ligar/desligar cada um dos lados (o botão serve para volume e liga/desliga).

page-gibson1

Aparentemente, no entanto, a guitarra se difere apenas em uma leve tonalidade mais marrom e menos alaranjada em seu degradée. Abaixo, vemos Page no recente vídeo It Might Get Loud, onde os detalhes da coloração podem ser melhores apreciados a partir do terceiro segundo.

 

7) Danelectro 3021

$_57 (1)

Este instrumento é utilizado por Jimmy desde os primeiros tempos com o Led Zeppelin, na instrumental White Summer/Black Moutain Side, mas passou a ser bem mais reconhecido pelas versões de Kashmir e também In My Time of Dying.

danelectro colorida

A Danelectro é usada em afinações fora do padrão, e tem um som mais “magro” ou “anasalado” do que as Les Pauls mais usadas por Page, ideal para canção com menos “sustain” ou distorção.

 

8) Gibson Les Paul Gold Top Wine Red (“Número 3”)

jp31

Nos últimos anos da carreira com o Led Zeppelin, em especial na tours do Physical Graffiti e do Presence, Page utilizou outra Les Paul nos shows.

les paul vinho

Não consegui verificar uma explicação maior pela opção deste Les Paul de cor diferente das usadas por Page normalmente, o que pode nos sugerir apenas uma preferência pessoal ou necessidade de ter mais um instrumento à mão em tais tours. O modelo é 10 anos mais novo que as principais guitarras e tem diferença no acabamento (em especial no verniz). A Gold Top originalmente era dourada, mas ao que parece Jimmy preferiu mudar sua cor.

 

9) Fender Telecaster (B-Bender)

t02200293_0800106712492552058

Também nos últimos anos junto ao Led Zeppelin, Jimmy incorporou o uso em tours de outra de suas guitarras usadas especificamente em estúdio, neste caso para específicas canções também.

jimmy and tele b bender

A Telecaster B-bender usada por Page em faixas como Ten Years Gone e Hot Dog tem um interessante apetrecho (o B-bender), que faz com que a corda Si (a segunda mais fina, de baixo para cima) possa ser esticada em duas casas (o conhecido bend). Na prática, a sonoridade obtida é de um slide guitar ou pedal steel guitar, sons característicos de uma pegada mais country, conforme observa-se abaixo no vídeo de Ten Years Gone.

 

10) Gibson Les Paul Gold Top (Multi-Tune)

multitune

Nos anos mais recentes, Jimmy usou guitarras que acabaram ficando de fora desta lista. Entre elas, uma Fender Stratocaster (usada em In the Evening, na última tour com o Zepp) e, estranhamente, uma guitarra não vintage usada na fase do The Firm, neste caso uma Kramer. Trago aqui para o último modelo desta difícil relação, no entanto, outra Gibson Les Paul, no caso, a quinta em uma relação de dez. O motivo da inclusão desta Gold Top nesta lista é o fato da mesma possui o apetrecho intitulado AxCent Tuning, que serve para programar afinações diferentes em apenas uma guitarra.

Gibson_Goldtop6

Page usou esta guitarra tanto com Plant na época do UNLEDDED, quanto com Dave Coverdale um pouco antes, no álbum-parceria Coverdale/Page, mas também quando se aventurou a gravar a trilha sonora para o filme Godzilla, com o Rapper Puff Daddy, na então chamada Come With Me, claramente uma adaptação de Kashmir com acentos de hip-hop. Talvez por isso tudo, esta Gold Top acabe sendo deixada em segundo plano nesta votação, mas é no mínimo uma reflexão o fato de um instrumento mais tradicional acabar trazendo e incorporando inovações tecnológicas como este Axcent Tuning.

Bem, aqui acaba minha árdua tarefa de tentar listar as mais importantes guitarras usadas por Jimmy Page. Agora, passo a tarefa para todos para iniciarmos a votação, que tem duração prevista para duas semanas. O resultado sairá por aqui mesmo quando do fechamento da pesquisa, sendo assim solicito não só que comentem suas escolhas no generoso espaço aberto abaixo, como também o resultado final neste futuro próximo. Aproveito também para novamente convidar aos especialistas que habitam o espaço do Minuto HM para contribuírem com instrumentos de seus músicos favoritos e assim juntarem-se a mim e aos outros que irão participar desta série.

Mãos à obra, galera!

ATUALIZAÇÃO EM 01/FEV/2015 por Eduardo: pesquisa fechada. A famosa Gibson EDS 1275 Double-neck venceu com praticamente metade dos votos, mas foi interessante notar que apenas 3 das 10 guitarras não receberam votos, o que mostra realmente a apreciação da galera pelas diferentes guitarras do mestre Page.

Confira os resultados finais abaixo:

Saudações,

Alexandre B-side



Categories: Artistas, Curiosidades, Instrumentos, Led Zeppelin, Músicas, Pesquisas, Trilhas Sonoras

22 replies

  1. Tive o privilégio de publicar este post com o autor dele no Skype comigo. A honra foi tanta que pude ler o post em conjunto e aproveitar para não apenas aprender com o texto “ao vivo”, mas aproveitar para perguntar ao mestre B-Side alguns detalhes dos instrumentos que este magnífico post traz – foi aquela aulinha magna…

    Olha, a ideia da série de pesquisas é muito legal, vai ser interessante ver os resultados a cada pesquisa, mas melhor que a série é ver um compilado com esta qualidade.

    Minha preferência foi comentada ao B-Side ANTES do post, mas agora que eu li, tenho lá minhas dúvidas. Vou votar assim que “conseguir” chegar a alguma conclusão que, provavelmente, será a “conclusão do momento”, já que há muitas guitarras interessantes (isso porque ele teve que se limitar a 10).

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

    • Bem, antes de tudo, e mais uma vez, foi uma trabalheira para arrumar a bagunça que eu fiz, e acabando que durou mais de uma hora. Então novamente agradeço, Presidente.

      Agora, em relação ao seu comentário acima, mais “MURO” impossível…É escolher uma guitarra, desce do muro, chefe…

      E a respeito das pesquisas: O mais legal é que podemos ter vários conhecedores aqui trazendo músicos e seus instrumentos. Espero que apareçam muitos amigos do blog querendo participar.

      Alexandre

      Like

  2. Olha o Ale iniciou com maestria por aqui e fica até ruim conseguir acompanhar a aula nas guitarras de Page em alguma contribuição minha.
    Muito legal o post e a votação acaba sendo mais embasada, com os vários vídeos e explicações das diferentes “caracteristicas” das guitarras.
    Como apetrechos interessantes o tal B-bend e o tal do Axcent Tuning que fiquei com vontade de ver como funciona e segue o video explicando, inclusive exemplificando com Rain Song (entre outras)

    Like

    • Flávio, em relação ao conteúdo, acho que você tira de letra, fácil. É trazer os instrumentos, buscar alguns detalhes, momentos que o músico em questão os utilizou, etc.. Vamos tentar evitar muita informação técnica, pelo menos no texto principal, senão acaba ficando uma chateação de blá-blá-blá de conhecimento mais específico.

      Voltando à escolha, ela já inicia com a surpresa pelo voto na guitarra numero 3 de Page, neste momento está à frente da mais usada pelo músico em sua carreira ( número 1). Mas vamos aguardar o desenrolar dos dias, parece que a double neck saltou na frente e tem toda a chance de dominar a pesquisa.

      A respeito do AxCent Tuning, aqui eu vou tentar ser um pouco mais técnico , sem exagerar: É realmente um inegável avanço para quem toca guitarras com várias afinações durante o show. Poderia trocar todas por uma só. Fica a questão da tecnologia x tradição, já que a Les Paul é uma guitarra totalmente icônica, e mexer tão radicalmente na mesma pode ferir o pensamento dos mais puristas. Eu mesmo não sei se faria tal adaptação na minha, neste momento a resposta seria não.

      Encontrei outra forma de uso das afinações modificadas de forma tecnológica na internet, cuja instalação ( nos EUA) traz um custo material ( fora a parte de mão de obra) em torno de 300 dólares, sendo possível adaptar em várias guitarras, exceto as de ponte flutuante. o tal tronical tuning system fica mais escondido, as tem limitações na quantidade de afinações possíveis de armazenamento. Ainda assim, bastante versátil. veja aí :

      E aí, será que vale ?

      Alexandre

      Like

      • Cara, muito interessante – mas penso em algumas coisas:
        1) Vale para quem muda muito de afinações – várias – pelo menos umas 4 ou 5 diferentes ou usar afinações muito diferentes entre si (pelo menos 3).
        2) Me chamou a atenção que leva um tempo para mudar de afinação, então é uma coisa que não dá para fazer dentro de uma mesma música
        3) Quem instala e conserta esse bagulho se der defeito?

        Como não sou guitarrista deixo a opinião para os mais sabedores…

        Like

  3. Já que temos a explicação das múltiplas afinações, segue vídeos que mostram como a coisa do B Bender funciona na prática, além de um com Page que mostra a parte de trás da Telecaster acima.

    Aqui o Jimmy :

    Ah , e já existe também a G-Bender, ou seja , que faz a mesma coisa não na segunda corda ( mais fina, de baixo para cima), e sim na terceira .

    E também as Double B and G Bender ( com as duas funções numa só)

    Thats all folks,

    Alexandre

    Like

  4. Tive que votar na Double-neck… Um verdadeiro sonho de consumo, na qual Page estraçalha na dobradinha citada: “Song Remains the Same”/”Rain Song”, minhas prediletas do famoso filme da banda de 73.
    E quem toca sabe que não é moleza dominar uma 12-strings, o que Page faz com maestria.
    Fico no aguardo da sequencia da série, que já começou nota 100, como tudo que traz a assinatura do nosso mestre B-side!

    Keep instrumentin’

    Abilio Abreu

    Like

  5. Não, meu voto na “The Dradon Tel” não tem nada a ver com meu apurado senso estético. Ocorre, pessoal, que minhas decisões referentes ao mundo da música são 99% relacionados ao som e não ao visual. Se fosse o contrário, dificilmente escutaria uma banda que em seus primórdios costumavam portar calças colantes e coloridas ao corpo (Iron Maiden).
    Vocês dificilmente verão eu discutindo um DVD uma vez que raramente veja algum. Devo ter em torno de 30 DVDs/Blue-Rays em casa. Nenhum deles vi mais de 5 vezes, mesmo os mais antigos.
    Ao me deparar com esta enquete, só poderia ter um prumo pelo qual escolher o instrumento preferido. E para mim, o som que o Jimmy Page tirou de sua guitarra no primeiro LP, Led I é primoroso. A “autoria” deste som é esta desengonçada guitarra que, em que pese seu visual “diferente”, leva meu voto.

    Like

    • Olha, eu vou dizer, Schmitt, que as Teles não fazem a minha predileção do ponto de vista estético, mas gosto do que Page fez na pintura desta guitarra.
      Seu ponto de vista, no entanto, está plenamente justificado. É o instrumento que deu luz ao primeiro petardo desta banda seminal.
      Voto totalmente coerente, então!

      Alexandre

      Like

    • Está dentro dos critérios da série de pesquisas e mais que justificado. Alguém aqui ousará falar qualquer coisa negativa do som do Led 1?

      Aliás, como você, eu também sou muito mais auditivo, justificativa inclusive por eu conhecer pouquíssimos clipes.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

    • Entendo, é que a força do The Song Remains The Same (video) é incrível em minha memória. É um dos primeiros shows que vi por inteiro em VHS (seja na sala Candido mendes – RJ ou em casa).
      Junto como Kiss (1976 Rock n Roll Over Tour e 1985 Animalize) e o Whitesnake em 1983 Donnington.
      Aquela cena antologica do solo de Stairway, onde a guitarra aparece espelhada entre 06:20 e 06:40, nunca vai sair da minha memória…

      Like

      • Bom, ganhou a minha escolhida, que era a favorita também, acredito
        A cena acima é emblemática e deve ter ajudado.

        Like

        • Concordo, Remote, é impossível ficar indiferente à foto… no mínimo, balança…

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Like

          • Bem, eu to bem atrasado nesta análise final aqui, mas acabou dando o óbvio, até eu, um Bside confesso, não ousei sair da linha mais tradicional e fui um dos votantes da vencedora.
            Eu achei que a Gibson intitulada numero 1 teria mais votos e talvez chegasse a rivalizar com a vencedora. Isso por que é ela que participa da maior parte do emblemático The Song Remains the Same.
            Mas não há dúvida que as cenas que trazem em especial a execução de Stairway to Heaven atreladas à questão da maestria de Page em tocar um instrumento inusitado acabaram por fortalecer a imagem da vencedora.
            A série só está começando, vamos aguardar o próximo capítulo.

            Alexandre

            Like

            • Vou arriscar uma ordem de preferência então :

              1) Doubleneck
              2) Número 1
              3) Black Beauty
              4) Número 2
              5) Danelectro
              6) Gold Top ( multitune)
              7) Dragon Tele
              8) Número 3
              9) Tele B-bender
              10) Fender eletric XII

              Aliás, esta última é feia demais, desculpem-me ( se é que eles existem) os admiradores. Mas fica o legado icônico de estar esta feiosa eternizada na versão de Stairway to Heaven no Led IV. E também por ter contribuído para Page usar a vencedora da pesquisa como o instrumento para tocar a canção.

              Alexandre

              Like

  6. Post indexado:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

    • Muito legal o veículo. Eu, que não estou acostumado com essas modernidades do tweet, aprovei.
      Parabéns ao autor do espaço

      Alexandre

      Like

      • B-Side, permita-me a audácia de tentar te ensinar alguma coisa… vamos lá: o Paper Li é um serviço de consolidação de temas.

        Uma vez que se cria uma conta lá, se escolhe alguns temas para que o serviço passe a monitorar e indexar em formato agradável de leitura – tipo um jornal eletrônico. No caso deste, ao que parece, o tema escolhido é guitarra.

        É um recurso interessante e o post do blog foi provavelmente indexado no Google e, assim, o Paper Li foi lá e “o pegou”.

        [ ] ‘ s,

        Eduardo.

        Like

  7. Post atualizado com a pesquisa fechada. Notem que o widget da pesquisa continua ativo – não é mais possível, claro, votar, mas o link para comentar dentro dela e ver o que já está publicado continua ativo, bem como os botões de compartilhamento nas redes sociais.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo

    Like

  8. excelente isso aqui
    nao tinha visto
    que post excelente

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: