Discografia Scorpions – [EPÍLOGO]

Epílogo: por definição, é a parte de um texto no  final de obra literária que constitui sua conclusão.

Desde o anúncio, em Janeiro do ano passado, de que encerrariam a extensa carreira, muito tem sido especulado sobre o real motivo da aposentadoria dos alemães de Hanover.

No texto deste anúncio, feito via site oficial da banda, demonstram claramente o desejo de encerrar a carreira “com uma nota alta”, afirmam que “ainda possuem a mesma paixão pela música que sempre tiveram desde o início” porém “este é o motivo por terem acordado que o final da estrada foi alcançado”.

Como pudemos acompanhar durante os cinco meses de Discografia Scorpions aqui no Minuto HM, o SCORPIONS sempre demonstrou ser uma banda transparente, em todos os sentidos, desde a transmissão de suas idéias através dos discos publicados (às vezes até de forma muito enérgica nas capas polêmicas!) até a forma como as diversas e várias trocas de integrantes e diferentes formações foram se desdobrando.

Levando em consideração este histórico, fica difícil sustentar alguma razão para corroborar a ideia de que não estejam falando o real motivo para o encerramento da carreira. É claro que no mundo globalizado e tolerante a diversas opiniões no qual vivemos hoje, não faltariam teorias “conspiratórias” a respeito do motivo que a banda vem tentando esconder. Talvez a mais conhecida delas, já publicada até na divisão parceira de entretenimento da CNN, a Entertainment Weekly (EW), afirmava que o péssimo desempenho comercial dos últimos trabalhos da banda teria criado há algum tempo diversas desavenças entre os integrantes, ao ponto de não suportarem mais o convívio comum.

A teoria prova-se infundada para qualquer pessoa que pesquisar sobre a aceitação de crítica e fãs sobre os últimos trabalhos dos alemães e principalmente, ao buscar números sobre vendagens dos últimos álbuns. Além do mais, tal indisposição dos integrantes não é percebida (e muito pelo contrário) em diversos shows acompanhados de muita animação e entrosamento.

Aliás, este tipo de teoria faz lembrar dos inúmeros comentários registrados pelos mais diversos especialistas e críticos de plantão quando o The Police divulgou ao mundo sua turnê Reunion em 2007. Logo após o início dos shows, “virou moda” dizer que os integrantes (leia-se Stewart Copeland e Sting) eram praticamente arqui-inimigos. A resposta, como um violento tapa de luva de pelica viria no Blu-Ray da turnê, com os próprios integrantes exorcisando os fantasmas do passado.

Mas voltemos aos alemães de Hanover. Em suma, é claramente incompatível com o caráter dos integrantes atuais dos SCORPIONS os comentários de problemas internos que levariam ao encerramento da carreira. Além do mais, como voto de Minerva, não seriam dois discos supostamente com performance ruim que abalariam uma banda com mais de quarenta anos de experiência e estrada, certo?

O núcleo da banda, Meine e Rudolph, também nunca foi partidário de varrer para baixo do tapete grandes sucessos e participações de ex-integrantes da banda (diferentemente de outros virtuoses como Van Halen, que o fizeram – e até o fazem hoje em dia – mas estas histórias veremos agora em 2011 aqui no Minuto HM).

Assim sendo, o exercício final da Discografia Scorpions é compilar um setlist à altura da banda, mas não de forma unilateral e pasteurizada como algumas seleções à venda por aí, mas sim mostrar os diferentes estilos experimentados, as tendências de épocas e integrantes, e é claro, as baladas e hits que os consagraram.

Scorpions – Playlists Minuto HM:

  • Fase I – Da formação original até a saída de Uli Roth

01 – I’m Going Mad (Lonesome Crow – 1972)

02 – They Need a Million (Fly to the Rainbow – 1974)

03 – In Trance (In Trance – 1975)

04 – Pictured Life (Virgin Killer – 1976)

05- Catch Your Train (Virgin Killer – 1976)

06 – Yellow Raven (Virgin Killer – 1976)

07 – We’ll Burn the Sky (Taken by Force – 1978)

08 – He’s a Woman She’s a Man (Taken by Force – 1978)

*Uli Roth Bonus Tracks

09 – Dark Lady (In Trance – 1975)

10 – Polar Nights (Taken by Force – 1978)

  • Fase II – Sucesso comercial

01 – Loving You Sunday Morning (Lovedrive – 1979)

02 – Always Somewhere (Lovedrive –1979)

03 – Coast to Coast (Lovedrive –1979)

04 – Is There Anybody There (Lovedrive –1979)

05 – Holiday (Lovedrive –1979)

06 – Make It Real (Animal Magnetism – 1980)

07 – Lady Starlight (Animal Magnetism – 1980)

08 – The Zoo (Animal Magnetism – 1980)

09 – Blackout (Blackout – 1982)

10 – No One Like You (Blackout – 1982)

11 – When the Smoke is Going Down (Blackout – 1982)

12 – Bad Boys Running Wild (Love at First Sting – 1984)

13 – Rock You Like a Hurricane (Love at First Sting – 1984)

14 – I’m Leaving You (Love at First Sting – 1984)

15 – Big City Nights (Love at First Sting – 1984)

16 – Still Loving You (Love at First Sting – 1984)

17 – Rythm of Love (Savage Amusement – 1988)

18 – Wind of Change (Crazy World – 1990)

19 – Send Me an Angel (Crazy World – 1990)

*Bonus Cultural – Wind of Change em russo

20 – Veter Peremen (Single Betep пepemeh – 1990)

  • Fase III – Anos 90 e início de 2000

01 – Alien Nation (Face the Heat – 1993)

02 – No Pain No Gain (Face the Heat – 1993)

03 – Under the Same Sun (Face the Heat – 1993)

04 – Lonely Nights (Face the Heat – 1993)

05- Where the River Flows (Pure Instinct – 1996)

06 – You and I (Pure Instinct – 1996)

07 – Du Bist So Schmutzig (Eye II Eye – 1999)

08 – Moment in a Million Years (Eye II Eye – 1999)

09 – Hurricane 2000 (Moment of Glory – 2000)

10 – Drive (Acoustica – 2001)

11 – New Generation (Unbreakable – 2004)

*Bonus Track – Isso é Scorpions?

12 – Obsession (Eye II Eye – 1999)

  • Fase IV – Gran Finale

01 – Hour I (Humanity Hour I – 2007)

02 – Game of Life (Humanity Hour I – 2007)

03 – Love Will Keep Us Alive (Humanity Hour I – 2007)

04 – Humanity (Humanity Hour I – 2007)

05 – Raised on Rock (Sting in the Tail – 2010)

06 – Sting in the Tail (Sting in the TailI – 2010)

07 – Lorelei (Sting in the TailI – 2010)

08 – The Best is Yet to Come (Sting in the TailI – 2010)

  • Scorpions ao vivo

01 – We’ll Burn the Sky (Tokyo Tapes – 1978)

02 – Fly to the Rainbow (Tokyo Tapes – 1978)

03 – Rock You Like a Hurricane (World Wide Live – 1985)

04 – Dynamite (World Wide Live – 1985)

05 – No Pain No Gain (Live Bites – 1995)

06 – Concerto in V (Live Bites – 1995)

07 – Wind of Change (Live Bites – 1995)

08 – Here in My Heart (Moment of Glory – 2000)

09 – You and I (Acoustica – 2001)

10 – Send Me an Angel (Acoustica – 2001)

*Bonus High Energy – Live Recording

11 – Coast to Coast (Worldwide Live – 1985)

E aí estão elas. Cinco playlists montadas em cima de cada uma das principais fases dos alemães de Hanover. Apesar de parecer simples, experimente montá-las e ouvir as músicas na sequência, é muito interessante como a magia de cada fase se torna mais clara. Ao término de quase todas elas há uma pequena contribuição que poderia ser chamada de Bonus Track trazendo melodias características, controversas ou curiosas do período em questão.

E é claro, monte, adicione, exclua, enxugue ou estenda as seleções de acordo com seu próprio gosto, afinal, o mais importante é que você se divirta e viaje na história musical de uma das principais bandas de rock, principalmente agora que os principais detalhes desta história estão descritos aqui no Minuto HM.

Try Outs: Faça as tentativas e veja quanto os Scorpions estão presente no seu dia a dia:

– Tente olhar para um céu extremamente estrelado e não lembrar de Lady Starlight

– Ouvir Wind of Change e não associar à queda do Muro de Berlim

Still Loving You sem associar com algum capítulo romântico de sua vida

Big City Nights e Rock You Like a Hurricane sem ter vontade de sair rockin’ around

– Tente não perceber o início literalmente angelical de Send Me an Angel (1990)

Acompanhando a discografia você descobriu novas e ótimas músicas?

Caso tenha ficado surpreso com o quanto os alemães estão presentes, veja o por que no Apêndice abaixo.

APÊNDICE – SCORPIONS

Formação: 1965

Encerramento: 2012?

Tempo de estrada: mais de 45 anos

Álbuns publicados: 22 na discografia oficial

Compilações oficiais publicadas: 10 edições, algumas contando com edições especiais

Singles: 54 publicados oficialmente pela banda

Músicas no repertório: pouco mais de 300, totalizando cerca de 23 horas ininterruptas (a contagem leva em consideração apenas as músicas dos álbuns publicados)

Total de integrantes e ex-integrantes: 15

Membros presentes desde a criação: 2 (Klaus Meine e Rudolph Schenker)

Formação mais sólida: 1978 a 1992 (15 anos) > Klaus Meine/Matthias Jabs/Rudolph Schenker/Francis Buchholz/Herman Rarebell

Timeline completo:

 

[ ]’s

Julio.



Categories: Artistas, Curiosidades, Discografias, Entrevistas, Resenhas, Scorpions, Setlists, The Police, Van Halen

18 replies

  1. Julião,

    você fechou com chave de ouro esta interessantíssima Discografia Scorpions por aqui. Primeiramente, novamente e mais importante de tudo, obrigado por ter contribuído por aqui e meus sinceros parabéns pelo material e pela sua liderança / pontualidade ao longo de cada capítulo. Obrigado e parabéns também a todos que ajudaram o Julio nesta caminhada!

    Sobre este post, tomei a liberdade de fazer uma pequena revisão e inclusão dos links recursivos, facilitando ainda mais a navegação de todos que quiserem ler / reler sobre os alemães.

    Concordo contigo com relação aos comentários do fim da banda e, como você mesmo bem disse, eles têm crédito para esperarmos que tudo ocorra conforme planejamento deles. Portanto, devemos sim acreditar e aguardarmos.

    Já a escolha das músicas no setlist é realmente brilhante e resume bem a todos a banda. Gostei também dos Try Outs, é verdade – não há como não se emocionar e associar certos momentos da vida. Aliás, isso faz parte do meu dia-a-dia, com outras bandas também…

    Com relação a aprender sobre a banda e sua carreira, posso dizer que, agora, me sinto muito mais “conhecedor” da banda do que antes da discografia aqui publicada. Com os posts e com os comentários da galera, realmente aprendi bastante e passei a ter um respeito e admiração ainda maior pelo legado deles. Sem contar todo o contexto histórico que você trouxe a cada post, amarrado com o momento da banda, um excepcional bônus…

    Apenas para deixarmos perfeito, acho que há um pequeno engano de cor de legenda no excelente timeline que você montou com relação a cor do item “guitarra”. A ideia deste timeline é muito legal, parabéns!

    Para terminar, é muito legal ver que continuaremos vendo material seu, com a vindoura “Discografia Van Halen” agora em 2011. Já fico aqui, babando.

    Parabéns mesmo!

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  2. Julio, estes foram os comentários do pessoal do excelente ScorpionsBrazil.NET quando eles viram a Discografia Scorpions por aqui:

    Que foi “retuitada”…

    E: “Muito legal o blog, postei também no nosso facebook.”

    Facebook: http://www.facebook.com/scorpionsbrazil/posts/144300398956998

    Parabéns!

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  3. As situações descritas no “Try Outs” são com certeza sentimentos em comun entre os grandes fãs da banda. Além dos momentos que cada fã acaba criando durante um show, ou escutando as músicas sozinho em casa. Momento fanzona: Scorpions é tudo!!!

    Parabéns Julio, um belíssimo trabalho!

    Like

  4. Julio,

    Mais uma vez meus parabéns, este epílogo fechou brilhantemente a discografia e com chave de ouro! O reconhecimento do Scorpions Brazil é muito merecido e justíssimo. E gostei sobretudo da maneira singular com que você e seus colaboradores percorreram toda a carreira dos alemães, ainda que tenha algumas inevitáveis opiniões divergentes sobre uma ou outra música.
    E que tal partir para outra discografia agora ?

    Um abraço e um muito obrigado,

    Alexandre Bside

    Like

  5. Mal posso esperar pelo VH!!!

    Like

  6. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  7. Big City Nights: The Scorpions Story!

    Em 2013 nos cinemas, na televisão e em DVD!

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  8. Boas notícias:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  9. Entrevista com o ótimo site brasileiro com Klaus abordando a desistência da aposentadoria:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: