16º Podcast Minuto HM – 30/maio/2014

Fala, galera!

Cravadas oito horas e 12 minutos de papo, chegamos ao nosso 16º podcast com mais um insano tempo de duração. É impressionante…

Estamos às vésperas da Copa do Mundo no país e o papo teve muito de futebol e da Copa logo no início, sem deixarmos de falar também ainda de F1 e cinema, “figurinhas” (aproveitando o clima para uso do termo) mais que marcadas também a cada trimestre.

Como tínhamos muitos discos para falarmos, desta vez puxamos para “mais cedo” (se é que dá para falar algo assim racionalmente com esta duração de papo) as análises, de forma intercalada, o que pareceu um acerto e algo que podemos sem dúvidas repetir nas oportunidades futuras.

Os destaques para mim neste podcast foi a verdadeira aula de Uriah Heep que tivemos do Eduardo Schmitt e também de Marillion do Abilio e dos gêmeos – realmente coisas que só este blog pode reunir em termos de abrangência de conhecimento! E até o Remote aproveitou para trabalhar um pouco durante o papo… :-).

Ah! E também dá para dizer que este podcast foi o da “emoção”, com todos contando uma ou outra situação de emoção – seja um show, uma banda ou mesmo um clássico do Al Pacino, certo, Remote :-)?

Participaram desta edição:

  • Eduardo [dutecnic] como host;
  • Flavio Remote;
  • Alexandre B-Side (playback dos sons);
  • Rolf;
  • Eduardo Schmitt;
  • Abilio (com direito a “vai e volta”) e
  • Daniel.

Sentimos, claro, as ausências dos amigos que não entraram, como o J.P., o Renato (que estava viajando na noite), do Claudio e do restante da galera que aparece por aqui e que agregaria muito ao papo!

Entre as várias dicas de todos aqui e ali, o Rolf relembrou do tributo de muita qualidade feito ao Dio por Jorn chamado “Song For Ronnie James”, que vale a pena ser colocado por aqui:

Playlist:

Eu também dei uma dica para a galera, da “nova” música do Led Zeppelin, “La La”, gravada durante as sessões para o clássico Led Zeppelin II (1969).

Como sempre, o podcast pode ser ouvido (por streaming) e/ou “baixado” no 4shared aqui (430 MB). Para fazer o download em formato MP3 para seu computador, clique no botão “Download Now” – o arquivo virá com a tag já devidamente formatada para seu MP3 player.

Novamente tivemos o teaser da edição anterior ao vivo, com o B-Side mais uma vez dando um show à parte com o “corte e costura” e com aquela paciência de sintetizar grandes momentos para todos. Para conferir / baixar este teaser da 15º edição, clique aqui para o 4shared ou use o iTunes em seu computador / celular / tablet (13 MB).

Por fim, para o 17º Podcast que deverá acontecer em agosto/2014, a “lição de casa” sugerida é:

  • Marillion – Clutching At Straws – pedido do Schmitt e sugestão do B-Side;
  • Adrenaline Mob – Men Of Honor – sugestão do Daniel e
  • Boston – Boston – sugestão do Remote.

Obs.: os álbuns acima, inclusive com as devidas músicas demos / bônus / alternativas, quando aplicáveis, já estão em playlist na nossa Rádio Minuto HM, podendo ser apreciados do seu computador ou do seu dispositivo mobile.

Valeu a todos e até agosto!

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: AC/DC, Aerosmith, Artistas, Avenged Sevenfold, Black Sabbath, Cada show é um show..., Covers / Tributos, Curiosidades, Deep Purple, Def Leppard, DIO, Discografias, Dream Theater, Entrevistas, Europe, Guns N' Roses, Instrumentos, Iron Maiden, Jethro Tull, Judas Priest, Kiss, Led Zeppelin, Manowar, Marillion, Mötley Crüe, Músicas, Megadeth, MetallicA, Minuto HM, Off-topic / Misc, Pantera, Pink Floyd, Podcasts, Queen, Rainbow, Resenhas, Rolling Stones, Rush, The Beatles, The Who, UFO, Uriah Heep, Van Halen, Whitesnake

29 replies

  1. … E não é que foi postado na terça-feira!

    Aguardamos os comentários.

    Like

  2. Pois é. Havia notado também o detalhe de terça-feira. Efetivamente este podcast mostrou um lado mais emotivo de seus participantes. Metaleiros também sofrem, hehehe.
    Eduardo, como foi a experiência na Arena Corinthians?

    Like

    • Muito legal todos observando a questão da terça-feira, hahaha. Sem dúvidas, mais um jargão do blog… o Rolf, até indiretamente, gera jargões, hehehe…

      Bom, xará e galera… vamos falar da experiência: optei pela ida de carro + metrô. Conheço a região do estádio muito bem, afinal, morei na Zona Leste de São Paulo de 1982 a 2009. Minha mãe e irmã continuam morando na mesma casa e a opção foi ir de carro até a minha mãe, filar um rango no almoço e andar uma estação de metrô até a estação Artur Alvim.

      Explico: haviam duas opções de metrô: o expresso (que será o principal da Copa daqui uma semana) partindo da estação Luz (linha azul) diretamente até Itaquera (a primeira da linha vermelha) para quem entraria pelos setores Leste e Norte do estádio. Meu ingresso era do setor Oeste, cuja indicação dos organizadores era descer na estação que falei acima, mas para quem viria pelo metrô para os setores Oeste e Sul, teria que pegar o metrô parando em todas as estações até Itaquera.

      A estação Patriarca, onde eu peguei, é bem distante da Artur Alvim, e o metrô não passou cheio. Faltavam duas horas para o jogo. Ao chegar, claramente havia um esforço enorme dos organizadores da FIFA para direcionarem as pessoas, com megafones. A Radial Leste estava com enorme trânsito na região, mas interditada de Artur Alvim até Itaquera.

      O torcedor do Corinthians estava claramente também “intimidado” com tudo. Pelos altos preços dos ingressos, salvo as organizadas, era um outro tipo de torcedor também presente. O estádio por fora está bonito, o tal “maior telão do mundo” (que ninguém fala mais a respeito) e que foi prejudicado com o último acidente, não está lá, ou pelo menos não estava visível. Todo o entorno fora do estádio está com obras inacabadas, areia, terra, pedras, tudo, mas tudo interditado. As passarelas não estão prontas, nem as escadas para quem vem do bairro para o estádio.

      Do lado de dentro, a catraca tinha um esquema de segurança tipo aeroporto. Primeiro, validaram meu ingresso, depois passei pela tal segurança com esteira e detector fixo de metal. A maior vergonha foi ver que a bandeja para as pessoas colocarem seus pertences era… eram caixas de papelão, tipo de fruta. Foi inacreditável. Os funcionários, sem exceção, falavam: “padrão FIFA”.

      Há várias portas e setores interditados no estádio, coisas cobertas com lonas e outras coisas. A entrada do meu setor mostrou lindas catracas, com leitores de cartões que funcionaram sem problemas. Haviam funcionários imprimindo os setores aos que esqueceram de levar o tal papel que indicava o setor, fileira e cadeira – infelizmente, neste país, é assim que “provaremos” nosso lugar.

      O lobby é maravilhoso, lindíssimo, mas ainda em obras. Havia UM BAR aberto, mas improvisado. Os banheiros são maravilhosos, enormes, espaçosos, com materiais de primeira. Espero que continuem assim.

      Ao entrar, 2 funcionários FIFA me disseram para respeitar o lugar. Ao me dirigir ao local então da cadeira, ouvia outros funcionários dizendo que “está tudo liberado, é Coringão”. Perguntei e falaram que então eu podia sentar onde quisesse. Fiquei com vergonha novamente. Então, fui para o meio de campo, entrei, sentei, mas me perguntaram por uma tal pulseira, que eu obviamente não tinha. Eu vi que estava em um setor “VIP”, que nem sabia que existia. Respeitei e sai para a fileira exatamente ao lado, que não era mais VIP. Depois perguntei a outro funcionário se podia ficar ali e ele disse: “poder não pode, mas hoje está liberado”. Enfim…

      O estádio é muito bonito. As cadeiras provisórias prejudicaram o mármore e instalações, machucaram bastante. Colocaram já os adesivos da Copa pelo estádio. As cadeiras são brancas e almofodadas, bonitas. Há porta-copo em todas as cadeiras, mas eles ficam na frente e o corretor de passagem ficou extremamente apertado, com vendedores ambulantes passando, só ficando de pé – ou seja, não ficou legal.

      A visão do estádio é sensacional, realmente impressionante. Muito legal mesmo. Só as divisões de torcida e de alambrado com campo que não existem, e sabemos como isso não funcionará depois da Copa… o som do estádio é muito bom, assim como quando a torcida canta – ainda que sentia realmente as pessoas ainda intimidadas, fotografando e olhando as coisas de boca aberta… há toda a questão emocional ainda dos torcedores com a (minha) nova casa.

      A saída após o jogo foi tranquila. Um ou outro afunilamento, mas em geral, tudo ok, inclusive no metrô e trem da CPTM, que diluíram bem os presentes. Só que há um ENORME item a ser considerado: foram menos de 38.000 presentes. Se vai dar certo com 61.606 (antes 68.000, mas a FIFA recuou quando viu os assentos com visão comprometida, coisa que notei no dia também) + imprensa mundial + curiosos? Sinceramente, eu acho que muitos problemas ocorrerão, de todos os tipos, mas no geral, está melhor do que eu achei que estaria…

      Agora é esperarmos…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. É – eu não posso assistir ao Carlitos Way – então me sacaneando novamente e aproveitando-se do jargão do Eduardo Schimit, muito utilizado pela Globo – os Siderúrgicos – aliás os Metaleiro também amam, meu amor…

    Like

  4. A terça feira do Rolf é o novo jargão do momento e agora eu também acrescentaria este ” SIderúrgicos”, excelente mesmo.

    Brincadeiras à parte, agradeço a todos vocês pela oportunidade sempre marcante de trocar idéias e aprender , é quase um intensivão de 8 horas.

    Destaco o ótimo álbum do Europe e o trabalho ( ou melhor, obra-prima) do Abílio que pudemos conhecer e tecer comentários pra lá de elogiosos e merecidos.

    Também a verdadeira aula de conhecimento em Uriah Heep pelo Schmitt , muito bem observada pelo Eduardo Presidente.

    E acho que teremos ótimos discos para o próximo podcast, a lista acima promete.!!!

    Até lá !

    Alexandre

    Like

    • B-Side, os jargões vão aumentando, mas este “terça-feira do Rolf” pode ser expandido até na vida pessoal, hahaha… igual ao “I’m afraid”, do post…

      Os discos para a lição de casa atual realmente parecem muito promissores, será um trimestre bem agradável.

      Agradeço ainda a você pelo excepcional teaser do podcast de fevereiro e já de maneira antecipada pelo vindouro deste podcast de maio. Como sempre falo: só você, mesmo…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  5. Minuteiros,

    Foi um podcast de muita emoção para mim… Poder “discursar” sobre um trabalho que fiz com tanta paixão e cuidado, e após isso ouvir os mestres do MHM apenas elogiando e exaltando o “OPEN WINDOWS TO NOTHINGNESS” foi algo indescritível… Quando terminei de gravar, meu desejo era que este trabalho atingisse mais pessoas, e já sinto que a missão está sendo devidamente cumprida!

    Isso que a emoção já havia chegado a níveis atmosféricos quando falamos sobre as diversas fases do Marillion…

    Estar na presença de nosso Presidente Eduardo, B-side, Remote, Daniel, Schmitt e Rolf já é algo a ser comemorado, e a conversa realmente fluiu ao ponto de que as 8 horas e tanto passaram em 1 minuto, MINUTO HM!!!!

    keep podcastin’ until we die!

    Abilio Abreu

    Like

    • Abilio, e creio que posso falar por todos, os elogios não foram “puxação de saco” por você ser conhecido… todos os elogios e observações foram verdadeiras, porque o material faz por merecer!!

      O tempo realmente passa rápido… agora vem a Copa do Mundo e logo estaremos juntos novamente, para mais um podcast!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  6. Para registro por aqui: eu disse neste podcast que o Brasil seria campeão do mundo. O registro de agora é feito de cabeça quente, mas a única coisa que falo neste momento é: “APRENDA, BRASIL”…

    Aprenda o que é trabalho, empenho, dedicação, foco, classe, educação, objetivo, controle… aprenda as lições de uma vez. Aprenda que a torcida alemã não humilhou os outros, e sim gritaram pelo Brasil. Aprendam que dá para vencer na vida sem “jeitinho” ou sem malandragem – aliás, é só assim que se vence, o resto nunca é vitória.

    As lições são grátis, o aprendizado, nunca.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  7. Eduardo, isso tudo se resume em uma palavra : Educação. O Brasil não está acostumado a aprender, é mais fácil buscar os atalhos, furar as filas, dar os jeitinhos, molhar a mão de alguém.
    E nós continuamos sem humildade, achando que o que aconteceu foi um acidente de percurso…

    Que alguém comece a pensar em educar este país para dentro de cem anos aqueles que aqui estiverem possam usufruir do excelente exemplo alemão, entre outros. É, por que exemplos não faltam, mas dão tanto trabalho pra gente….

    Alexandre

    Like

    • B-Side, perfeito. Educação é a base de tudo, e é justamente o que mais falta por aqui, desde SEMPRE, geração após geração… e pelo que se vê por aí, está é piorando dia após dia… o reflexo está mais que claro…

      Sem contar a hipocrisia brasileira em épocas de Copa do Mundo, Carnaval, etc.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

    • Minute-men,

      Não é de hoje que postamos aqui no blog as diferenças entre nosso querido Brasil e os países desenvolvidos.

      Vimos aqui nas coberturas de shows realizadas pelos membros do blog, o tamanho contraste que há quando se vai a um evento aqui ou lá fora.

      E realmente, não é o poderio monetário que faz esta diferença, mas sim a educação, objetividade, e demais adjetivos que hoje se encontram quase que extintos, como bem colocado aqui pelo Eduardo e Bside.

      E, como eu mesmo venho sempre insistindo aqui no blog: Meu conselho = estudem, aprendam, sejam criativos, metam a cara, mas tudo com dedicação e seriedade, trilhando uma estrada própria, baseada na originalidade e honestidade! Na música, futebol, ou o que quer que seja!

      De todas as experiências que já tive na vida, quando estive realmente bem preparado, não levei goleadas! (e posso afirmar que já levei – e levo ainda – várias…)

      keep upgradin’

      Abilio Abreu

      Like

  8. Acabou a Copa do Mundo para o Brasil, após mais uma derrota humilhante, desta vez perdendo de 3 para a Holanda.

    Mas mais que a derrota no futebol, ficaram novamente as lições da educação e da classe dos holandeses. E o Brasil, mais uma vez, perde no campo de uma forma que reflete exatamente a diferença entre os países avançados em organização, dedicação, etc., contra um “catado” de gente sem estrutura de nada.

    A Copa do Mundo, que ainda não acabou, já é talvez a maior aula que pudemos ter em nossas terras de tudo isso, e que isso seja o legado…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  9. meu amigo Eduardo, nao sabemos sequer a nossa historia. o Brasilieiro é o povo mais acomodado do mundo. mais conformado do mundo. nao aprendemos nunca com os nossos erros por que vivemos do improviso, do jeitinho, das coisas de ultima hora……..por que a copa seria de alguma forma uma outra lição? aqui no Brasil nunca se aplicou tanto uma frase atribuida a Napoleão Bonaparte: “nada muda mais do que o passado”

    Like

    • Perfeito, Rolf… e agora teremos também 2 estádios que não tem qualquer atividade prevista e que serão os maiores banheiros de pássaros do mundo…

      Enfim, os erros e interesses igualmente errados são tantos que é difícil até ter forças para mais discussão…

      Enquanto isso, o prefeito de NY negou o convite das Olimpíadas 2024 pois “a cidade de NY já possui 54 milhões de visitantes/ano, e além disso, nosso planejamento de obras é de longo prazo, e para obras duradouras, e não para atender certos interesses pontuais e temporários”.

      Em resumo: NUNCA SEREMOS.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  10. cara, que maneiro aqui o final de carlito’s way. esse pra mim disputa na minha opiniao o meu filme favorito, junto com blade runner e o profissional….cara esse blog é fantástico……….as vezes parece um sonho…..mas acho que no final acaba tendo uma explicacação razoavel:” as coisas naturalmente se atraem”…sei lá, parece algo quase que espitirutal isso aqui

    cara, to, pra variar, em um grande debito…..preciso ver o video do Daniel que eu só consigo ver os 05 primeiros minutos e preciso ouvir o OPEN WINDOWS TO NOTHINGNESS

    Like

    • Rolf, acho que todos nós por aqui compartilhamos desta mesma opinião… é realmente surreal ver o que direta e indiretamente este blog proporciona e é sempre importante ressaltarmos e curtirmos isso…

      Sobre você estar em débito, até “terça-feira do Rolf” você consegue? 🙂

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

Trackbacks

  1. Convite – conferência para gravação do 17º podcast do Minuto HM – agosto/2014 « Minuto HM
  2. 17º Podcast Minuto HM – 15/agosto/2014 « Minuto HM
  3. Consultoria do Rock – “Melhores de Todos os Tempos: 2004″, com participação do Minuto HM – Minuto HM
  4. 25º Podcast Minuto HM – 07/outubro/2016 – Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: