Cobertura Minuto HM – Rock in Rio 2013 – MetallicA – parte 2

Após um vôo tranquilo, consegui ficar dentro das melhoras expectativas quanto aos horários, não precisando usar a “gordura” que havia deixado para o ônibus especial para a Cidade do Rock.

Cheguei no ponto as 15h50, sendo que meu cartão era para as 18h00. Havia um guichê para compra na hora e um leitor (catraca). Tudo muito bem organizado, inclusive a fila. Perguntei se podia antecipar e o senhor comentou que apenas em caso de disponibilidade e por ordem de quem já estava ali esperando com outros horários também. Após 2 ônibus (havia uma fila com 5), consegui entrar – indo sozinho, ficou ainda mais fácil.

A galera de várias idades, mas é nítido que há muitos “marinheiros de primeira viagem”. E tem muito mais paulista que carioca, hehehe.

O trânsito rumo à Cidade do Rock está intenso. Marcus Batera já chegou e, indo para a Barra, comentou a mesma coisa.

Já o Remote, que foi cedo, já está por lá e pelo jeito, gostou do Dr. Sin no Palco Sunset, parede que fechando o show com You Really Got Me, sendo que as bandas já tinham tocado Breaking The Law. E o Daniel está a caminho também.

O tempo está nublado, espero que não chova.

Do aeroporto até a Cidade do Rock, o percurso durou aproximadamente 1h40.

Vamos ver se teremos 3G lá dentro, e eu atualizo o post com fotos. Caso contrário, assim que der!

[ ] ‘ s,

Eduardo.

20130919-180706.jpg

20130919-180732.jpg

20130919-180739.jpg

20130919-180746.jpg

20130919-180751.jpg

20130919-180715.jpg



Categories: Agenda do Patrãozinho, Alice in Chains, Cada show é um show..., Curiosidades, Entrevistas, Ghost, MetallicA, Sepultura

12 replies

  1. Vou ficar no aguardo de fotos!

    Like

  2. estou assistindo Ghost BC pelo Multishow e esta sensacional o show dos caras !!!

    Like

    • Fala, Marcinho. Em geral, a banda foi mesmo bem aceita – não dá para dizer que é uma unanimidade. Em SP, sexta agora, eles abriram para o Maiden e a aceitação foi muito maior que no dia anterior no Rock in Rio – mas atribuo isso ao fato do público nesta data no Rio ser mais genérico e muito menos “metal” que em um show específico, fora de um festival.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Ouvi comentários sobre parte do público não gostar do show do Ghost e pedir o MetallicA. Ouvi também que alguns pediram por ( desculpem escrever isso aqui) pela Anita. É lógico que aqui a questão é pura brincadeira…
        Achei o show do Ghost meio morno, boa parte da platéia ficou mais quieta, mas acho que a desaprovação mais contundente partiu de uma minoria. O som estava bom, mas a banda tem muito pouco conhecimento em um público mais eclético como é o do RIR. O momento mais desagradável veio quanto Hetfield perguntou ao público se gostaram da banda, mais tarde. FIcou visível o desconforto em perceber que boa parte da platéia não respondeu positivamente .
        Ainda bem que estamos falando do Hetfield, que tornou-se um senhor dos palcos, e saiu-se super bem da enrascada , dizendo que a platéia deve ter ficado muito assustada , assim justificando a encrenca.
        Acho que a banda precisa de um lugar menor para tocar para fazer crescer seus admiradores.
        Também pouco conhecia a banda, achei o visual talvez um pouco exagerado, mas gostei da parte musical, embora ouvir canções em latim seja também meio estranho.
        É algo para definitivamente se conhecer melhor, para tecer comentários mais apropriados.

        Alexandre

        Like

        • B-Side, concordo com tudo (e é impressionante a maturidade do Hetfield – o cara hoje é um exemplo de tudo) e cabe voltarmos a falar disso em outro vindouro post, pois o Ghost foi muito melhor recebido no dia seguinte, em SP, do que no Rock in Rio. Em SP, a galera reagiu bem mais intensamente, ainda que o show mesmo tenha sido muito parecido. A banda não parece ter como objetivo EMPOLGAR, fazer pular… é um culto, um ritual…

          Falaremos mais sobre.

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Like

  3. Eu só vi a metade do show do Dr. Sin pelo streaming (achei que era às 15h, mas era às 14h), de “Lady Lust” pro final. SHOWZAÇO! O palco Sunset é muito pouco pra eles. E como sou burro, demorei demais no lanche e perdi o Almah… Mas peguei o show do Hibria e foi espetacular!! Pra mim a melhor banda de Metal nacional da atualidade.

    Like

    • Ulisses, obrigado por comentar. O Remote aqui do blog também chegou a tempo de vê-los ao vivo e os elogios e apreciação foram os mesmos. Eu já os tinha visto recentemente em SP e também estou com vocês.

      É que o Medina + Sepultura possuem um provável ótimo relacionamento, mas entendo também que eles poderiam estar ali no Palco Mundo, para variar um pouco – seria uma justa e merecida homenagem ao ótimo trabalho deles.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  4. Entrevista do Alice In Chains para o Multishow um dia após o show no Rock in Rio:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  5. Entrevista com Hetfield no programa “Agora É Tarde”, da Band – o papo com Papa Het está a partir dos 39 minutos e meio, aproximadamente.

    Uma babaquice sem tamanho – e a forma como Hetfield se porta realmente é algo inimaginável anos atrás. Ele realmente está em outro nível agora, um muito superior…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  6. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

Trackbacks

  1. Cobertura Minuto HM – Rock in Rio 2013 – bandas pré-MetallicA – parte 3 – resenha « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: