Direto do Túnel do Tempo – Capítulo 6 – A definição do termo Heavy Metal

Heavy Metal imagem

Srs habitantes do Minuto HM:

Antes de tudo, faço um pedido: ao iniciarem a leitura deste post, coloquem os três vídeos abaixo para tocar, um a um.

Isso dito, ou melhor, escrito, vamos seguir…

O termo ” Heavy Metal” tem, segundo os diversos pesquisadores, diversas origens. Até hoje vários conhecedores tem dificuldade de encontrar a verdadeiro início do  gênero, comumente atribuído a canções de meados da década de 60. Alguns chegam a pensar em algo ainda anterior, no final da década de 50.

Canções como You Really Got Me, de 1964 (The Kinks), Helter Skelter, de 1966 (The Beatles) ou mesmo Summertimes Blues (Blue Cheer, em um cover de Eddie Cochran) e Born To Be Wild (Steppenwolf), ambas de 1968, são, por diversos entendedores, as pioneiras na concepção do estilo. Born To Be Wild é provavelmente a primeira canção ao trazer o termo “Heavy Metal Thunder” em sua letra.

Além disso, diversas bandas são as consideradas como criadores do estilo musical: não há como não pensar em Led Zeppelin, Deep Purple ou Black Sabbath para incluir em uma primeira lista.

O propósito deste post, no entanto, é diferente: eu gostaria de pedir aos profundos conhecedores deste blog que indiquem aqui os álbuns que consideram não a origem, mas a essência do que é o Heavy Metal. A tarefa é árdua, mas fui buscar do maior dos filósofos aqui do blog a tal resposta, a qual assino embaixo. Assim, Diretamente do Túnel do Tempo, em uma pérola em formato de e-mail de 2007, trago abaixo a definição de Heavy Metal em álbuns pelo grande Rolf:

——————————————————————————————————————

RE: Minuto HM – VH não retorna e EVH se interna

Rolf Neubarth

12/03/2007

Para: Machado, Claudio Marcos Villanova, Alexandre Teixeira Pontes

Cc: flavioteixeirapontes, Rolim, Eduardo , arturcirio, rio2nyc, Lobo, Joaquim [CIB-IT], Magalhaes, Wagner , Malentacchi, Marcelo , marcosdmustaine, mleoncini, Pereira, Clovis

Folks,

Ao morrer coloquem na minha lápide a seguinte inscrição:

“Holy Diver….Pra mim,até hoje não apareceu uma definição de Heavy Metal

melhor do que esta obra prima…..Se algum moleque vier me perguntar:

Aí, velho, como é que esse tal de Heavy Metal? Eu chamo o cara , e falo
Ouve isso aí,e daqui a 500 cds ,a gente conversa de novo….” mas primeiro  ouve o Holy diver seguido do Dehumanizer e do Powerslave

Rolf Henrique Neubarth”

—————————————————————————————————————-

Bem, depois de tamanha aula de entendimento da definição do Heavy Metal, eu peço a todos aqui que tragam aqueles álbuns que consideram o ” Crème de la crème”  do estilo.

Eu não poderia concordar mais com o que o Rolf acima trouxe, mas também vou colocar algumas sugestões (se as mesmas acabarem por não surgir), nos comentários deste post.

Direto do Túnel do Tempo e aguardando os comentários de todos…

Alexandre B Side



Categories: AC/DC, Accept, Anthrax, Artistas, Black Sabbath, Covers / Tributos, Deep Purple, DIO, Guns N' Roses, Iron Maiden, Judas Priest, Kiss, Led Zeppelin, Músicas, Megadeth, MetallicA, Minuto HM, Pantera, Quiet Riot, Rainbow, Rush, Scorpions, Slayer, Uriah Heep, Van Halen, Whitesnake

40 replies

  1. A definição do Rolf explica tudo – nem precisava continuar por aqui. Mas vou, e novamente é chance de uma homenagem ao baixinho de grande voz. Eduardo, me perdoe, tem vários do Iron para colocar, tem o Judas, Saxon até o Queensryche podia aparecer fácil, mas depois de ver o primeiro vídeo, vou de Dio, Dio e Dio – seguem os três pedidos, embora eu tenha mais uns 30 para apontar provavelmente.
    Na ordem cronológica, não me façam categorizar aqui o que é mais representativo dos três:
    1) Mob Rules (1981)
    2) Holy Diver (1983)
    3) Dehumanizer (1992)

    Dio, Dio e Dio ….

    Flavio

    Like

  2. Tarefa difícil!

    Mas aí vão os meus três, também por ordem cronológica:

    1 – Paranoid – Black Sabbath – Um álbum que tem War Pigs, Paranoir e Hand of Doom não pode ficar de fora;

    2 – Powerslave – Grande álbum! E tem Powerslave e 2 Minutes…

    3 – Black Album – Metallica – Esta álbum levou o heavy metal para fora do seu mundo comum. Além disso, é o álbum, lançado após 1990, mais vendido no mundo.

    Abraços!

    Like

  3. Painkiller – Judas Priest.

    Like

  4. nossa, muito bom
    como eu dei risada aqui.
    Eu li em algum lugar que o termo Heavy Metal foi cunhado pela imprensa inglesa – sempre eles – após um jormalista ver uma performance do Led Zeppelin nos anos 70 aonde ele citava algo como ” a banda soou como metal pesado caindo do céu…metal pesado caindo das nuvens” e conta a lenda dos pergaminhos hiborianos – Conan, o Bárbaro – que desde então esse termo passou a ser usado pela imprensa.

    B-side, excelente gancho aqui para todos entrarem e darem sua opinião. Até agora eu concordo com todos os comentários. Estamos falando de heavy metal puro, colhido no pé.

    Like

  5. ROlf, que bom que gostou. Estou esperando outros comentários, mas tirando a ” cereja do bolo” , que você trouxe no preciso email de 2007, existem sim outros álbuns (como todos os citados até agora) que podem ser considerados colhidos do pé .
    Glayssom, MArcus e Flávio, são boas ( embora poucas ) as contribuições citadas.
    Mas tem pelo menos perto de uma dezena de álbuns ainda não citados .Quem se habilita ?

    Alexandre

    Like

  6. Caríssimos.
    Na minha humilde opinião a relação de álbuns de heavy metal que não podem faltar são os que seguem abaixo. Considerei os que tem maior peso.
    Killers – Iron Maiden
    Powerslave – Iron Maiden
    Machine Head – Deep Purple
    Creatures of The Night – Kiss
    Defenders of The Faith – Judas Priest
    Mob Rulles – Black Sabbath
    Holy Diver – Dio
    The Last in Line – Dio
    Deamons and Wizards – Uriah Heep
    Look At Yourself – Uriah Heep

    Optei por deixar as bandas thrash metal mums lista a parte
    Ride the lightning, Master of Puppets, …And Justice for All – Metallica
    Among the Living e Spreading the Desease – Anthrax
    raingn blood – Slayer
    The New Order – Testament

    Like

  7. Ops. Faltou o
    Countdown to extinction – Megadeth

    Like

  8. Judas Priest – British Steel(1980)
    Black Sabbath – Black Sabbath(1980)
    Iron Maiden – Killers (1981)

    Like

  9. Bom, para mim o mais importante não é o que listaremos aqui, mas sim o sensacional resgate de mais um e-mail, fomentando a já clássica série “Direto do Túnel do Tempo”…

    Eu vou procurar listar os álbuns que para mim DEFINEM, “colhidos do pé”, o que é Heavy Metal, mas podem, claro, haver esquecimentos que culminem em injustiças, mas vamos lá…

    E não estão em ordem, por favor, não sei se seria capaz, ou seja, “I”m afraid”…

    MetallicA: Master Of Puppets e … And Justice For All.
    Iron Maiden: The Number Of The Beast, Piece Of Mind e Powerslave (ou seja, a “trinca”).
    Dio: Holy Diver e The Last In Line.
    Black Sabbath: Black Sabbath, Paranoid, Sabbath Bloody Sabbath, Heaven And Hell, Mob Rules e Dehumanizer.
    Slayer: Reign In Blood e Seasons In The Abyss
    Judas Priest: British Steel, Painkiller, Sad Wings Of Destiny e Screaming For Vengeance.
    Megadeth: Countdown to Extinction e Youthanasia.
    Accept: Balls To The Walls.
    Rainbow: Rising.
    Anthrax: Among The Living.
    Led Zeppelin: Led Zeppelin I, II, III, IV e Physical Graffiti.
    Deep Purple: Machine Head.
    Van Halen: 1984.
    Scorpions: Blackout.
    AC/DC: Back In Black.
    Kiss: Creatures Of The Night, Destroyer, Love Gun, Lick It Up.
    Pantera: Cowboys From Hell e Vulgar Display Of Power.

    Qualquer coisa, eu volto aqui e valeu pelo resgate/post, B-Side!

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

    • Eduardo, dividi o comentário ( réplica ) do seu comentário apenas para dizer que melhor do que o resgate, é a sentença filosófica do filósofo mor do blog.

      Isso sim, é ” priceless”!

      Alexandre

      Like

    • Bom, fazendo os ajustes para os “colhidos no pé” e APENAS 3:

      Iron Maiden: Powerslave.
      Dio: Holy Diver.
      Black Sabbath: Mob Rules.

      Deixa eu colocar o Master Of Puppets aqui, vai? Não custa nada…

      Mas do restante da lista, se fosse colocar outros:

      MetallicA: (Master Of Puppets) e … And Justice For All.
      Iron Maiden: The Number Of The Beast e Piece Of Mind (novamente a trinca).
      Dio: The Last In Line.
      Black Sabbath: Black Sabbath, Paranoid, Sabbath Bloody Sabbath, Heaven And Hell e Dehumanizer.
      Slayer: Reign In Blood e Seasons In The Abyss
      Judas Priest: British Steel, Painkiller, Sad Wings Of Destiny e Screaming For Vengeance.
      Megadeth: Countdown to Extinction e Youthanasia.
      Accept: Balls To The Walls.
      Anthrax: Among The Living.
      Kiss: Creatures Of The Night.
      Pantera: Cowboys From Hell e Vulgar Display Of Power

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Vou ousar contrariar o presidente aqui e indeferir alguma coisa desta lista ( quanta petulância…)
        Quanto aos três principais, não há o mínimo questionamento , vamos seguir :

        Primeiro , vamos separar o Thrash Metal , uma vertente do tal do heavy metal. Aí muita coisa abaixo vai sair :

        MetallicA: (Master Of Puppets) e … And Justice For All. ( indeferidos – Eu colocaria o Black Album aqui)
        Iron Maiden: The Number Of The Beast e Piece Of Mind (novamente a trinca). ( Deferidos )
        Dio: The Last In Line. ( Deferido)
        Black Sabbath: Black Sabbath, Paranoid, Sabbath Bloody Sabbath, Heaven And Hell e Dehumanizer. – Bem, o Sabbath Bloody Sabbath é um caso a se pensar , dos demais não há questionamento.
        Acho que vou deixar a questão SBS para o vindouro podcast
        Slayer: Reign In Blood e Seasons In The Abyss – Thrash Metal não vale – Indeferidos
        Judas Priest: British Steel, Painkiller, Sad Wings Of Destiny e Screaming For Vengeance.- Exemplos purinhos, ” colhidos do pé ” – Todos aqui deferidos
        Megadeth: Countdown to Extinction e Youthanasia. – Deferidos , em especial o Youthanasia. Mas aqui os dois valem
        Accept: Balls To The Walls.- Ok aqui também
        Anthrax: Among The Living.- Indefiro
        Kiss: Creatures Of The Night.- Claro que sim!!
        Pantera: Cowboys From Hell e Vulgar Display Of Power – Não, aqui tudo é Thrash também.

        Presidente, por favor não me demita…..

        Alexandre

        Like

  10. Folks, eu posso dar uma de juiz ?
    Fazer o tal lance ” defiro ” ou ” indefiro” ?

    Tem coisa aqui ( independente da qualidade ) que eu indeferiria… Na ( ótima, por sinal ) lista do Cláudio, eu também deixaria alguma coisa de fora.

    O critério ( pra lá de subjetivo, vá lá…) traria álbuns com canções estritamente que seriam heavy metal purinho ( o “tal colhido do pé”, pela definição do Rolf)

    Será que não tem uma (ou mais) música(s) que ( independente da qualidade) não se encaixaria(m) na proposta ?

    Alexandre

    Like

  11. Alex,
    Na minha lista procurei focar o heavy metal na essência da palavra, ou seja, porradaria na minha percepção subjetiva do termo.
    Poderia incluir na minha lista Lick it up sem medo de ser feliz.
    Sempre tive em mente o Iron Maiden como principal representante assim como o Metallica representa a principal vertente thrash metal.

    Like

  12. Mas julga lá …

    Like

    • Hard rock, heavy metal, eu sei que a linha é tênue , mas existe. Algumas bandas fizeram prioritariamente hard rock em suas carreiras, mas em alguns momentos fizeram algo próximo do heavy metal. Stick it Out, do Rush, pode ser tida como Heavy Metal, mas o Rush não faz quase heavy metal em sua carreira. Assim eu entendo.
      Eu considero que para um album ser considerado heavy metal na essencia,pode até haver baladas, mas não deveria ter variações, como por exemplo, reggae. E se ele for prioritariamente hard rock, eu não o consideraria heavy metal .
      E nenhuma das faixas pode ser um reggae, vocês concordam ?

      Vou dar um exemplo ; O Creatures of the Night é sim senhor, um senhor ( perdoem-me pelo trocadilho, irresistivel) álbum de heavy metal. Pra mim é “O” álbum de heavy metal do KISS. O Lick it up pode também ser considerado, embora (e eu o adoro, para mim é o preferido no KISS) tenha faixas como a própria faixa titulo que transitam na linha hard rock.

      Agora um exemplo que eu deixaria de fora : D’yer Maker é heavy metal? I’m afraid…
      Eu não consideraria um álbum heavy metal colhido no pé tendo um reggae.
      Sorry….Esse não é o caso do House of the Holy? Eu sei, ele não foi citado, mas seria um caso ? E o Led, é metal ou hard rock ? Prioritariamente ? O Led III seria um álbum com mais folk do que qualquer outra coisa, eu assim imagino…

      Se vocês toparem, eu analiso e aponto alguns dos outros álbuns citados.

      Alexandre

      Like

      • Como dito acima – topado e mais do que topado. Mas afinal, não eram 3?

        Like

        • Flávio e Cláudio:

          Da lista do Eduardo presidente, eu vou ainda esperar já que parece que o mesmo vai fazer alguns ajustes :

          Da lista do Cláudio, deixando claro que eu vou indeferir aqueles que no meu entendimento não deixam qualquer dúvida acerca de serem “colhidos do pé ou não”.
          Se eu ficar meio na dúvida, vale a intenção e minha gratidão pela participação daquele que aqui comentou.

          Vamos lá , lista do Cláudio:

          Killers – Iron Maiden – Sim
          Powerslave – Iron Maiden – Sim
          Machine Head – Deep Purple – Ih…….I’m afraid : Lazy ( maravilhosa ) é heavy metal ? Maybe I’m Leo? Pictures of Home ? – Não, vou indeferir, Deep Purple é mais hard rock, heavy metal no Deep Purple é uma ou outra canção e olhe lá . Aqui talvez Space Truckin e principalmente Highway Star. Eu lembro de Speed King ( que não pertence a esse álbum) como talvez um outro exemplo. Ou seja, esse não rola
          Creatures of The Night – Kiss – Sim
          Defenders of The Faith – Judas Priest – SIm
          Mob Rulles – Black Sabbath- Sim
          Holy Diver – Dio- Sim
          The Last in Line – Dio – Menos do que o Holy Diver, mas é
          Deamons and Wizards – Uriah Heep – Ai,ai, ai…. pode Arnaldo ? Não, não pode..
          Look At Yourself – Uriah Heep – Ih, não rola não, Uriah heep é mais pro hard, pro progressivo..Arnaldo, a regra é clara….

          Alexandre

          Like

  13. Como diria o Arnaldo César Coelho: “A regra é clara”, só que não. esta condição de álbum exclusivamente de Heavy Metal deixa algumas dúvidas de interpretação. Mesmo assim me arrisco a citar algumas obras importantes:

    1 – Certamente são Heavy Metal de cabo a rabo:

    – Quiet Riot – Metal Heart
    – Mercyful Fate – Melissa

    2 – Entram na categoria: a confirmar:

    – Whitesnake – Slide It In
    – Ac-dc – Highway To Hell
    – Guns and Roses – Appetite For Destruction

    Teriam vários outros a acrescentar, pensando mais um pouco,

    Like

    • Schmitt , eu tenho esse Quiet Riot, vou aprovar, mas a linha é muito tênue, vá lá. Tem umas baladas meio xarope, uma Breathless que tá mais pro hard rock, mas ok, esse o juiz concorda.

      Mercyful Fate eu não tenho conhecimento para julgar, entendo que deve ser sim

      Dos “A confirmar ” – nenhum confirmado, pra mim..

      Aliás, o Dave Coverdale detesta ser rotulado de heavy metal . É uma bobagem da parte dele, mas no fundo ele até tem bastante razão..

      Alexandre

      Like

  14. Olá,

    espero que não soe arrogante, mas seja por desconhecimento ou mesmo falta de habilidade, não consigo lidar com termos ou rótulos para falar sobre A ou B.

    Tenho imensa dificuldade. O post, pra variar, é EXCELENTE, mas eu não consigo ver assim… Pergunte aos artistas envolvidos se eles fizeram heavy metal e eles dirão (possivelmente): fizemos música.

    É por aí. Se eu rotulo, eu restrinjo e se eu carimbar, eu não curto. Não tenho prateleira aqui em casa separando metal das outras coisas. E esta gaveta, nem mentalmente funciona.

    Acho que isso tem a ver com o fato de vocês estarem melhor inseridos nas particularidades do universo musical que é o HM, o que não é meu caso. Não carrego nenhum tipo de estereótipo sobre estilo musical algum. A minha marca maior é fazer parte da família MHM, da qual muito me orgulho.

    Mas se LZ, BS ou IM é heavy metal ou não… Sei lá, a mim soa estranho, acabo sendo patético e acusado de estar bebendo alguma coisa nos podcasts por não conseguir inserir nenhum deles em algo mais caracterizador.

    Para não ficar na retórica, não acho Zeppelin metal… Acho que tem momentos, já o Sabbath não consigo imaginar fazendo outra coisa que não o som que ele faz em todas as suas formações e o que é o som do grupo de Birmingham: música feita em cima dos riffs de TI, o patrão e gênio por trás das canções. Mesmo quando TM assumiu os vocais, tudo partia dali, por competência, por centralidade, por administração… Agora se isso é heavy metal… Não sei.

    O termo também me envergonha um pouco… O significante de metal é meio “argolas, correntes, cruzes invertidas e songs from hell”.

    Não me acho e também não me encontro. Dia 30 falamos mais sobre,

    Graça e Paz,

    Daniel Junior

    Like

    • Daniel, a parte ” fora da retórica ” vai de encontro ao meu pensamento e da maioria dos participantes aqui.
      Eu não gosto também da analogia do que se tornou o metal , o estereótipo. Principalmente quando a Globo resolve mexer com isso, normalmente é tétrico mesmo.
      De qualquer forma, obrigado por dar seu pitaco aqui

      Alexandre

      Ah….aqui também não separo os cds que tenho por estilo não. Estão em ordem alfabética de banda, e cronologicamente organizados dentro delas.

      Like

    • Acho que o rótulo tem uma pequena boa função que é facilitar o agrupamento de discos, ou bandas, músicas, etc… quase como numa indicação básica, descomprometida.
      Como ninguém (nem eu) entendeu nada do que eu disse, exemplifico.
      Conheci o Eduardo que gosta bastante da trinca HM (olha o rótulo!) do IM (como dito acima). Identifico no 1o LP Queensryche algo similar com o tal rótulo descompromissado que ele apontou. Como decidimos (eu e ele e mais alguns) – “rotular” basicamente como o tal HM colhido do pé, ficou fácil indicar o tal disco do Queensryche (Warning) que foi “bater e valer” – isso é: o Eduardo adorou, inclusive notando alguma similaridade.
      É claro que todos os 4 citados aqui são diferentes, mas tem pontos em comuns e daí o agrupamento ou o rótulo. Não vejo outra validade do tal rótulo, mas fiquemos abrindo aqui esta discussão e podemos comentar mais dia 30,
      Nesse seu comentário eu diria que rolou um muro aqui, ah rolou.

      Like

  15. a qualidade do texto do Daniel é outra história
    cacet*

    Like

  16. Vou incluir um polêmico ( não do ponto de vista de estilo, mas pela banda em si)

    Nem vou colocar aqui o nome….

    Afinal , o blog tava muito quietinho, ….faltava pimenta….

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: