Eagles of Death Metal toca em noite sangrenta em Paris… infelizmente não é ficção

eaglesofdeathmetal

Tudo fica pequeno e insignificante quando a humanidade entra numa guerra para saber quem está com a razão. Este motivo soberanamente idiota levou à morte mais de 120 pessoas na cidade de Paris por conta de ataques feitos pelo EI (Estado Islâmico). Um dos alvos foi a casa de shows Bataclan, tradicional espaço da capital francesa que recebia a banda Eagles of Death Metal, que traz entre seus integrantes o guitarrista do Queens of Stone Age, Josh Homme, na banda como baterista. Segundo relatos da imprensa, a banda foi uma das primeiras a perceber a presença de terroristas no interior da casa e conseguiu fugir, evitando uma tragédia maior, afligindo seus integrantes. No entanto, a história da humanidade já havia sido marcada pela sexta-feira 13 mais sangrenta da Europa dos últimos anos.

Não dá para ser indiferente aos caminhos que o mundo toma quando a grande questão que se faz envolve a irrestrita escolha imposta pelos islâmicos aqueles que não são. Se a igreja católica foi responsável por massacres sem precedentes na idade média, no mundo contemporâneo a medalha de ouro é dos seguidores do Alcorão. Este texto não é um ode opositivo às ações do terrorismo, mas sangra uma tristeza sobre a despedida precoce de pessoas que se divertiam no local, mais todas as outras vítimas que se encontravam na Cidade Luz.

As que estavam no Bataclan só queriam um pouco mais rock and roll na vida e se divertiam sem temores maiores sobre as imprevisibilidades desta mesma vida. O rock que liberta, que não aliena, que é panfletário e muito menos radical, foi o último som ouvido por um grande número de pessoas que ali estavam.

IMG_4600

Homenagem de Londres à Cidade Luz após os eventos ocorridos no últimos 13 de novembro de 2015

image1

London Eye com as cores da bandeira francesa. Mais um ode ao povo parisiense após os atos terroristas na cidade, o segundo em menos de 1 ano.

Aqui no Minuto HM somos redundantes no discurso de que, seja quais forem as circunstâncias, devemos aproveitar as oportunidades que esta controversa aventura nos proporciona. Navegando por aqui você verá inúmeros testemunhos de alegria/lágrimas (metais) de pessoas que não obstante alguns desafios de logística/financeira realizaram seus sonhos e alcançaram seus nobres e dignos objetivos.

Todos nós (acho que falo por cada colaborador e amigo), espera que cada uma daquelas pessoas tenha tido o mínimo de alegria curtindo EoDM e tenham se despedido deste planeta com o melhor som que poderiam ter ouvido e que os inúmeros sobreviventes não desistam da vida (e do rock and roll) porquanto a idiotice e barbárie dos que veneram seus deuses sob o combustível da intolerância e desumanidade.

1 minuto de rock and roll para quem se foi.

1 vida de rock and roll para quem fica.

 



Categories: Artistas, Cada show é um show..., Letras, Off-topic / Misc

9 replies

  1. Daniel, muito obrigado por esse post.
    Ataques onde os parisienses vão.
    O sentimento é o mesmo de todos: revolta, tristeza, incompreensão…….

    Like

  2. Bonito texto, Daniel. Deixo apenas um pedido de reflexão ao que John Lennon provavelmente falaria:

    Imagine there’s no heaven
    It’s easy if you try
    No hell below us
    Above us only sky
    Imagine all the people
    Living for today…

    Imagine there’s no countries
    It isn’t hard to do
    Nothing to kill or die for
    And no religion too
    Imagine all the people
    Living life in peace…

    You may say I’m a dreamer
    But I’m not the only one
    I hope someday you’ll join us
    And the world will be as one

    Imagine no possessions
    I wonder if you can
    No need for greed or hunger
    A brotherhood of man
    Imagine all the people
    Sharing all the world…

    You may say I’m a dreamer
    But I’m not the only one
    I hope someday you’ll join us
    And the world will live as one

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  3. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  4. Muito dificil falar algo por aqui; pensamentos que permeiam a desolação, impotência…
    Meus sentimentos às famílias dos que padeceram, e torço para a recuperação dos que estão lutando pela vida.
    Daniel foi fantástico no texto, coisa de craque.

    Like

  5. Daniel, perfeito e preciso, como sempre.
    Eu diria mais, o texto é comovente e uma justa forma de prestar algum sentimento nobre aos que se foram nesta tragédia.

    Obrigado

    Alexandre

    Like

  6. Ultimamente não tenho tido muito tempo para ver as coisas por aqui, mas esse texto me fez parar tudo para pensar e me colocar no lugar dos que se foram sem ao menos saber o por que. Excelente texto Daniel, e como você mesmo disse, também espero que cada uma daquelas pessoas tenha tido o mínimo de alegria curtindo o bom e velho heavy metal.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: