Megadeth – Projetos e Novas Músicas

Em um chat exclusivo com membros do MFC, Dave Mustaine comentou direto da Vic’s Garage sobre o novo álbum do Megadeth, e as novidades ficaram por conta das novas músicas que já estariam prontas. Contando novamente com a ajuda de Ken Eisnnagle, responsável pela pré produção dos excelentes Endgame e United Abominations, Dave disse que o trabalho com Ken tem sido muito produtivo e que já há 5 músicas saindo do forno para este novo álbum.

Outro fato comentado foi a participação de Dave em um projeto com Dan Spitz (ex-guitarrista do Anthrax). Nas palavras de Dave “Ele [Dan Spitz] fez um disco brilhante e veio me mostrar, eu perguntei a ele se ele tinha terminado o disco e ele disse que não e que queria minha contribuição. Então eu concordei em ajudá-lo e eu tenho que dizer a vocês, este material é incrível. Eu perguntei ao David [Ellefson] se ele queria gravar o baixo ali e eu estou aguardando a resposta dele.”

Na minha opinião, os álbuns do Megadeth estão numa crescente considerável em termos de musicalidade, tanto lírica como nas letras. Dave encontrou um ponto de equilíbrio e canalizou toda sua revolta apenas para sua guitarra, o cara amadureceu muito nos últimos anos, prova disso foi a reunião em pleno palco durante o Big 4, com os membros do Metallica, uma cena que poucos acreditavam ver, diante de todo o passado que envolve estes fantásticos músicos !!

Fonte:



Categorias:Agenda do Patrãozinho, Curiosidades, Discografias, Entrevistas, Megadeth

14 respostas

  1. Aehhhh Wagnão!!! Uma ótima notícia e um ótimo post!

    Não conheço muito de Megadeth, mas é bom ver posts seus por aqui.

    Abraços

    Curtir

  2. Wagnão, é isso mesmo… bem-vindo DE VOLTA para o mundo dos posts por aqui…

    Como você bem disse, não dá para não esperar um terceiro álbum de qualidade após o grande United Abominations e o ótimo Endgame.

    Mustaine amadureceu sim, como pessoa e como música, mas sem que isso tenha feito ele perder a pesada mão direita, dona de uma palhetada praticamente única no mundo do metal. A volta do Ellefson também dá uma “outra pegada” para a banda, gosto muito deste músico.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  3. Ouvi o Endgame recentemete e novamente temos um album no ponto certo. O Megadeth (Mustaine) raramente foge as suas características e sempre traz muita qualidade técnica em seu som. É esperar outro petardo, pelo que vemos neste ótimo post.

    Curtir

    • Sim, tomara… a banda está em um ótimo momento, não há razão para não termos um ótimo sucessor do Endgame.

      O tempo esta passando e é primordial que tenhamos grandes discos de metal… não vejo nenhuma banda surgindo para ser tão importante quanto estas como o Megadeth…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

  4. Acho também que Mustaine acertou nos dois últimos álbuns, e quando teve que substituir o guitarrista do ótimo United Abominations (Glen Glover), escolheu melhor ainda, pois Chris Broderick está perfeito neste ótimo Endgame. É torcer por um ótimo sucessor!

    Curtir

  5. Megadeth, entre os Big4, sempre foi minha banda preferida!

    Endgame é muito bom e Dialectic Chaos é uma das melhores aberturas de cd ja existentes no mundo!
    Que bom que Dave amadureceu e resolveu focar no que realmente importa que é a música. E nisso pra mim, ele é excelente! Ninguem compõe riffs tão geniais quanto ele.

    Fora o show incrível este ano em São Paulo. Rust In Peace na íntegra! Coisa mais linda de se ver! Com certeza este show entra no meu top5 de melhores de 2010.

    Vida longa ao Megadeth!! \o/

    Curtir

    • Mustaine realmente é excepcional, muito fora da curva… a mãozinha direita é pesada como poucos…

      As vezes penso como seria se ele tivesse ficado no MetallicA e contribuído com outro gênio: Hetfield. Mas isso é assunto para outro momento, talvez… e um assunto sem fim… hehehehe.

      Long Live Dave, Long Live Megadeth, Long Live Big 4!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

      • Outro dia tive um devaneio sobre o que teria acontecido se por um acaso Dave Mustaine, qdo formou o Megadeth na intenção de “destruir” o Metallica, tivesse chamando John Bush para o vocal (que anteriormenta já havia recusado um convite do Metallica)e, este, desta vez tivesse aceitado?

        Será que o mundo seria diferente de como conhecemos hoje? Seria que haveria uma inversão de papéis? Em vez do Metallica, o Megadeth que seria a top banda do mundo, ou será que to viajando muito? hahahhaa
        Ou então o Megadeth só deu certo mesmo por causa da voz de característica do Mustaine junto dos poderosos riffs?

        Voltando à Terra, hoje em dia já não consigo imaginar Megadeth sem o vocal do Dave. Mas que é engraçado pensar nesses “se”, isso é 🙂

        Curtir

        • Sim, e isso dá uma ideia maluca de fazer um post de “se tivesse isso”, “se fosse aqui”… imaginem a quantidade de combinações possíveis que poderíamos pensar e montar por aqui… mas eu sou um eterno sonhador… ideias de verdade não faltam, mas já tenho dívidas suficientes por aqui… são muitas dívidas mesmo!

          Podemos sim voltar a “brincar” de fazermos, todos, combinações malucas destes “se” em uma outra oportunidade…

          Alguém aí pode liderar esta? Seria pelo menos curioso…

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Curtir

  6. o metal agradece…

    Curtir

Leave a Reply

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: