Queen + Adam Lambert: mais um “return of the champions”

Pessoal,

dois dos shows mais emocionantes da minha vida foram no final de 2008, quando pude ver o chamado “Queen + Paul Rodgers” nas apresentações na cidade de São Paulo. A experiência com Paul Rodgers, que durou 5 anos, foi muito positiva e rendeu bastante coisa – vale a pena lembrar um pouco neste post que fiz em 2009. Me lembro que, logo na primeira música do primeiro show, eu disse ao Marcus: “eu não sei você, mas darei um jeito de estar aqui amanhã [no segundo show]”…

Agora, o retorno do label “Queen” é dado com outro vocalista: Adam Lambert. No auge da minha total ignorância televisiva (uma das coisas que tenho mais orgulho em ser ignorante, diga-se de passagem), vi a notícia e não tinha a mínima ideia de quem seria o dito-cujo.

Então temos a internet e alguns artigos para nos ajudar (este, este, este e este, por exemplo). Trata-se de um cara que acaba de completar 30 anos e que, com exceção a apresentações amadoras anteriores, conseguiu seu espaço na mídia através do programa American Idol (oitava temporada) no primeiro semestre de 2009 – aquele mesmo programa que Tyler, do Aerosmith, é um dos jurados hoje em dia (mas não era na época de Adam). Adam não foi o vencedor na ocasião, mas obviamente chamou a atenção e lhe abriu portas para iniciar uma carreira solo, cujo segundo disco está para ser lançado.

Assim, no mês passado, Brian May e Roger Taylor confirmaram o convite oficial para que Adam participe de um show onde o Queen será headliner – o ótimo festival Sonisphere, no palco em Knebworth, ao norte de Londres, dia 07/julho/2012. Será a terceira vez que Adam estará envolvido com o Queen – já que ele já participou da MTV Europe Awards para celebrar a banda no “Global Icon Award”, além da apresentação no próprio American Idol, com “We Are The Champions”.

Será o retorno do Queen a um local que deixa saudade para a banda, para os ingleses e para todos os fãs, já que sua última apresentação por lá, em agosto/1986, na frente de 120.000 pessoas, foi um dos melhores shows da história do grupo. Este ano, além do Queen, esta perna do festival contará com Kiss, Evanescence, Marilyn Manson e Faith No More.

Mas, antes do histórico retorno deles à Londres, eles tocarão em Moscou, no Olympic Arena, dia 30/junho/2012. Este é um novo show confirmado…

Bom, é sempre legal ver o Queen e ficamos aqui na torcida por mais boas lembranças que eles possam deixar neste tributo. Com base apenas nos vídeos acima, dá para ver que a coisa até funcionou bem, não?

E fiquemos com algumas frases sobre essa formação, retiradas dos links citados mais acima:

“Judging by my incoming mail, this decision will make a lot of people very happy. It’s a worthy challenge for us, and I’m sure Adam would meet with Freddie’s approval!” – Brian May.

“They are very sweet and just to be up there doing this music is such an honor. Freddie Mercury was a hero to me and his voice, his song writing and being gay, the whole package is amazing” – Adam Lambert.

“I in no way am trying to copy or mimic or replace Freddie or do what he did, that would be insulting to his memory and to the fans that hold him in such high regard,” Lambert said. “I just am paying tribute. I am excited to sing the songs that he wrote and to try to give them some sort of flair that he would appreciate.” – Adam Lambert.

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Aerosmith, Agenda do Patrãozinho, Artistas, Cada show é um show..., Curiosidades, Entrevistas, Faith No More, Kiss, Músicas, Off-topic / Misc, Queen, Setlists

16 replies

  1. É a “Gleerização” do Queen. 🙂

    Canta bem. Mas é aquele vocal American Idol… Glee… Não curti muito não. Curiosamente ele é gay como o Freddie Mercury era…

    Like

    • Uma das coisas que me deixa um pouco “blergh” é a tal “tremida” que ele dá no final das frases… fazendo uma porca comparação, aquilo que se vê muito no “sertanejo”… quero dizer: sabe cantar, mas tem isso que eu, particularmente, não gosto e, dependendo, até me incomoda…

      Vejamos em um show completo como tudo se comportará…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  2. Não tem como não reconhecer que o cara canta bem!
    E pelo que vi em outros vídeos no You Tube, Adam tem uma perfomance bem mais “sóbria” junto com o Queen, bem diferente de como ele se apresenta normalmente, o que é bem legal.

    E pelo visto não é a primeira vez que ele se apresenta com grandes bandas. Aqui ele com o Kiss, no American Idol

    Like

    • Excelente contribuição, Su… realmente, o cara sabe cantar, mas o lance que comentei acima da “voz sertaneja” fica ainda mais claro nesta apresentação com os “mascarados”…

      Comentários adicionais:

      – o Kiss nunca descuida da produção, né? Nunca!
      – Adam já pode dizer “Kiss” e “Queen” e pronto… é como se sua carreira tivesse já atingido o ápice…
      – Paul Stanley realmente rouco, como estamos acompanhando nestes últimos anos…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

    • Não gostei dessa performance com o KISS não… Sei lá, é muito pasteurizado, muito Lady Gaga, esses gritinhos… Ou hoje estou muito rabujento tb…

      Like

      • Esses gritinhos e a parte “sertaneja” realmente incomodam quando ocorrem (não sempre), mas o cara sabe cantar… há de se reconhecer… pode não ser do gosto (o meu, não é muito), mas…

        [ ] ‘ s,

        Eduardo.

        Like

      • Que ele tem ótima voz e alcance não há dúvidas
        Mas vou concordar com tudo dito – é polido e pasteurizado demais, não combina nem com o Queen, nem com o Kiss.
        Imaginem a Mariah Carey como vocalista do Black Sabbath …
        Ela cantaria todos os tons, mas não dá….
        Acho um bola fora total do Queen…
        FR

        Like

  3. Numa boa…. uma banda desse calibre não precisava passar por isso!

    O tour com o Paul Rodgers foi boa, e realmente valeu muito a pena!! o Show foi sensacional! Uma pena que acabou! Como não foi pra frente…. numa boa, devia ter terminado ali!

    Concordo que o cara canta bem, mas não esse tipo de musica e concordo com o Edu, maldito tom sertanejo que ficou!

    Numa boa, escutar The Show Must Go On com esse cara…. Make me sick!! Uma das melhores musicas da banda…. bom minha opiniao eh que nesse caso… o Show Nao deveria Go On……..

    Like

    • Olha Renatinho, só nos resta torcer por bons shows. Também vi com certa desconfiança quando a experiência com Paul Rodgers foi anunciada, mas depois foi aquela maravilha que vimos (inclusive juntos no segundo dia).

      Agora, gosto do Paul Rodgers inclusive nas outras bandas – Free e Bad Company – apesar de não conhecer a fundo nenhuma das duas.

      O cara novo aí sabe cantar, mas não faz o nosso estilo… e aí tendemos mesmo a não gostar, não tem jeito…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  4. Vou resumir ( será? ) :

    Não está em discussão a questão técnica, exceto pelo teste que ainda falta ( um show ao vivo de grande duração , onde bons vocalistas precisam dosar a voz para manter uma satisfatória perfomance o tempo todo).
    O timbre em alguns momentos até se assemelha ao saudoso Mercury, este deve ter sido o fator principal para Brian e Roger ter pensado neste cara(?).
    Mas falta a postura mais rock , tá tudo muito “agua com açúcar ” demais pro meu gosto.
    Se a questão é ter voz, que tal a Christina Aguilera então ? Bem, com ela não ia rolar , por que o cachê seria mais alto….
    Ainda assim, ressalto, essa foi a impressão inicial… Que tal esperar os shows ?

    Alexandre

    Like

    • Sim, B-Side, aguardemos, sem dúvidas… o timbre realmente se assemelha, como em The Show Must Go On e também tem o “poder” que o programa tem mundialmente…

      Realmente falta este “punch” mais rock que você comenta, mas teremos certeza ao-vivo depois do primeiro show…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  5. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  6. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  7. Show na íntegra com Adam, em Kiev, Ucrânia, dia 30 de junho de 2012, por ocasião da festa de encerramento da Eurocopa. O show foi transmitido ao vivo para as TVs da Polônia e Ucrânia (que dividiram o posto de sede do campeonato):

    SETLIST:

    Fonte: http://www.blabbermouth.net/news.aspx?mode=Article&newsitemID=176253

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

Trackbacks

  1. The Sunflower Super Jam 2012 – Dickinson, May, Jones, Cooper, Roth, Moody, Paice… que tal? « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: