Cobertura Minuto HM – Yngwie Malmsteen em SP – World On Fire Tour – parte 2 – Live Blogging – resenha

São 18h53 e a casa ainda nem abriu para a entrada do público. Sabe aquele metáfora “a fila da dobrando o quarteirão”? A fila está dobrando literalmente o quarteirão.

Tem um camarada tocando uma guitarra na rua. Toca muito bem.

Yngwie Malmsteen em SP_27ago2016_01

A coisa ainda está bem organizada. Todos respeitando uma fila que se estende por uns 300 metros.

Yngwie Malmsteen em SP_27ago2016_02

São 20:00 e nada.

Bom, como eu havia comentado na primeira parte em que mencionei que ele havia espremido os outros músicos na outra parte do palco, aqui não será diferente… Malmsteen espremeu todos no palco e a parede de Marshalls segue firme.

IMG_6110

IMG_6111

IMG_6117

IMG_6115

IMG_6119

IMG_6118

IMG_6116

IMG_6120

  

A qualidade do som da casa ficou muito boa. Som alto, limpo e livre de falhas.

Black Star e I’ll See The Light:

Saída de Malmsteen do Carioca Club:

Yngwie J. Malmsteen Setlist Carioca Club, São Paulo, Brazil 2016

Rolf.

Contribuiu: Eduardo.



Categories: Agenda do Patrãozinho, Cada show é um show..., Curiosidades, Resenhas, Setlists

3 replies

  1. Chegou pelo nosso Twitter:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  2. Rolf, mal deu tempo de te desejar um ótimo show… estava por aqui dando aquele “tapa”, você sabe.

    Há de se destacar seu esforço em entender como funcionava publicar as coisas ao vivo e creio que você tirou de letra – é claro, se EU faço, imagina você… era questão de tentar, e você tentou e conseguiu tirar de letra (do Black Sabbath).

    Todos nós queremos que venha mais do show aqui.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  3. Ninguém melhor que o Rolf para representar o MHM nessa cobertura. As fotos estão melhores que a encomenda, by the way. De resto, é o previsível…bem, talvez não, pois dessa vez, não contente de encher o fundo do palco com a já esperada parede de Marshalls, Malmsteen resolveu enfeitar também a lateral do palco.
    Achei o set meio pequeno, considerando que apenas o temperamental guitarrista se apresentava. E fica sempre a esperança de sons como I am a Viking ou Don’t let it end serem tocadas , o que acabou não rolando.

    Valeu Rolf por nos colocar por dentro dos acontecimentos.

    Alexandre

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: