Iron Maiden: The Trooper – A Cerveja


Carnaval 2020 – eu realizo que chegou o momento de usar a célebre frase de Roberto Frejat no disco Carnaval. É assim: “Carnaval, eu queimo meu arsenal”. Taí o momento. Eu que sou devagar para beber e curto mais beber pouco mas com qualidade, chegou a hora de reencontrar as latas (nem dá pra chamar de latinha, vai) Trooper para degustar uma cerveja de sabor e qualidade inquestionáveis.

O material de merchandise da banda é extenso. Para o incauto leitor que passa suas vistas nestas parcas linhas deste que vos escreve, saiba que não é só de camisas, canecas e outros objetos que se pode ter colecionáveis do Iron Maiden. A banda conta em seu portfólio com uma cerveja criada em parceria com a Robinsons, uma histórica cervejaria da Inglaterra, instalada no coração de Londres e que acompanha um copo muito bacana, como já visto em diversos posts aqui pelo blog, especialmente nas keynotes do Bruce pelo mundo afora com nossa cobertura.

A Trooper é uma British Ale que homenageia uma das mais famosas músicas do Iron. ‘The Trooper’, que faz parte do quarto álbum da banda, Piece of Mind, de 1983. Sonzeira. Pena que ele é o segundo melhor disco da banda. O melhor disco da banda sem sombra de dúvidas obviamente é Powerslave. Uma obra prima do metal. O Iron bem que poderia lançar mais uma cerveja e nomear tipo “Aces High” para o nome dessa que seria uma nova cerveja, não é? Tem temática inglesa também, poxa! Vamos lá, Bruce e Harris.

E a cerveja não é apenas uma parceria de marketing da banda com a Robinsons. Bruce Dickinson é fã da produção cervejeira inglesa e atuou junto aos mestres da cervejaria para criar o sabor e o aroma da Trooper. Eu particularmente acho a cerveja deliciosa.

Apesar da produção artesanal, a Trooper pode ser encontrada fora do Reino Unido. Ela é exportada para mais de 20 países, incluindo o Brasil, onde é vendida em alguns sites especializados. Estava conversando com um amigo que esse sim entende de cerveja e ele havia comentado que me parece que no final do ano passado, foi lançada a Trooper IPA. Confesso que não fui atrás disso, mas é o sabor que mais me agrada. Preciso verificar aqui aonde adquirir.

O copo personalizado eu ganhei do meu amigo Marco Fragni, que também é um grande conhecedor de cerveja. Meu amigo José Botti me deu de presente uma das latas e eu só agradeço pela lembrança. Eu sempre quis registrar algo aqui no blog dessa cerveja. Ainda mais quando amigos me presentearam com as bebidas – aí sim me motivou a escrever algo aqui. Eu sou um apreciador dela há anos e chegou meu momento de mencioná-la e agradecer pelos presentes.

Então taí:

Rolf “Dio” Henrique

Não bebeu a cerveja com ele (ainda), mas ajudou no post: Eduardo [dutecnic].



Categorias:Iron Maiden, Off-topic / Misc

6 respostas

  1. Rolf, não sou um conhecedor de cervejas, mas tenho recentemente experimentado outros tipos de cerveja que não as pilsens tradicionais do Brasil, algumas eu gosto, outras não.
    Lembo de beber a Trooper original, em garrafa , a qual eu guardo aqui em casa. Um gosto diferente, mas que me agradou. Não é ” pra todo o dia ” , diria o presidente Eduardo Rolim.
    As que me interessam mais, entre as não tradicionais pilsens, são as Stout, pretas e com o malte torrado, muitas vezes acrescentando café ou até outros ingredientes como chocolate . Lembro de ter bebido uma em Gramado que era em sua fabricação utilizados barris de carvalho. Cerveja encorpada, quase outra bebida. Gostei também.
    Em relação ao post, vamos mandar uma solicitação a Steve e Bruce para fazer a cerveja Aces High. Quem sabe eles fazem uma Stout e me agradam ainda mais ? Sou Powerslave Futebol Clube, tá na hora de conhecermos o malte Aces High.
    E em relação as IPAS Iron Maiden : As Troopers que foram feitas especialmente para o Rock in Rio 2019 são IPAS e tem manga e cacau na concepção. Uma lata muito bonita que eu recebi de presente do Eduardo. Não tem preço e a lembrança da latinha pós consumo está aqui em casa. Foram 3 unidades pra mim, outras 3 pro Flávio. Uma das minhas está com o Bruno batera. Outra eu bebi, guardei a lata, como disse. Outra está intacta . O gosto não me agradou, fazer o quê. Vale muito mais o presente e a gentileza do presidente.
    Em relação ao carnaval, nunca curti. Gosto, no entanto, do álbum e da música do Barão. O melhor que conheço da banda.

    Saudações e aprecie com moderação

    Alexandre

    Curtir

  2. Isso aí Rolf! Cerveja e Heavy Metal, uma combinação perfeita! Também tem o meu apoio a cerveja Aces High para reverenciar o álbum mais f**a do Iron Maiden. Mas também ficaria feliz com uma cerveja 2 minutes.
    Eu sou um conhecedor bem básico de cervejas, mas gosto muito de me aventurar alem das fronteiras das pilsens.
    Como não sou um bebedor assíduo também prefiro a qualidade. Até porque geralmente bebida me causa sonolência na maioria das vezes.
    Abraço!

    Curtir

  3. Bom, eu tenho a original e algumas outras em garrafa e lata. Não bebo cerveja e minhas tentativas com está também não mudaram meu gosto, mas aí o problema sou eu… ou seja, são enfeites colecionáveis para mim, o que claramente também é uma intenção da cerveja.

    Passo aqui para registrar o lançamento de mais duas, uma Trooper IPA e outra, para “felicidade” de todos aqui, e para deixar Powerslave somente na expectativa: a “Fear of the Dark” Stout. Nada poderia ser mais apelativo e marketeiro que isso – e a banda está errada? Dinheiro, ahhhh, dinheiro…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: