Cobertura Minuto HM – Barão Vermelho – São Paulo – 01/julho/2017 – parte 2 – resenha – O Barão voltou…

Com um bom público no Tom Brasil em São Paulo, o show abre com Suricato mandando um solo com slide. Rodrigo Suricato mostrou talento, excelentes solos, multi-instrumentismo, humildade e mantém o legado da banda com muita competência. A banda revisitou seu repertório mais rock and roll e agradou muito a um fã xiita como eu. Diminuiu a quantidade de baladas e rolou muito rock and roll.

Numa inevitável comparação, a única diferença gritante desta formação foi na execução das músicas onde o Barão de Frejat tocava versões mais elaboradas e nesse show todas as músicas foram executadas ou na versão estúdio ou nas versões do Barão Ao Vivo de 1990. Compreensível. Para ir pra estrada mais rápido e entrosar o novo integrante imagino que foi uma opção acertada.

Show excelente. Muito acima das expectativas. Alma lavada pros fãs da banda. Suricato é um excelente músico e Rodrigo Santos, Guto Goffi, Fernando Magalhaes e Mauricio Barros também estavam em plena forma

O repertório está mais rock and roll e pra mim foi perfeito. Segue:

01 – Pedra, Flor e Espinho

02 – Pense e Dance

03 – Ponto Fraco

04. – Carne de Pescoço – com um solo de teclado

05 – Bete Balanço

06 – Dignidade

07 – Billy Negão – primeiro solo de Fernando Magalhães na noite

08 – Eu Queria Ter Uma Bomba

09- Down em Mim

10 – Viver é Deixar Viver

11 – Meus Bons Amigos

Suricato anuncia “uma especialidade da casa, vamos aos blues”.

12 – Quem me Olha Só

Mauricio Barros é reverenciado.

13 – Eu Não Amo Ninguém – cantada por Mauricio Barros

14 – Tão Longe de Tudo

15 – Por Você – quebrando uma sequência de blues e rock and roll sem precedentes no repertório ao vivo da banda.

Suricato ironiza “fofa né? Agora uma mais fofa” e solta:

16 – Por que a Gente é Assim

17 – Cuidado – cantada por Rodrigo Santos

18 – Menina Mimada – solo dobrado sensacional!

19 – Declare Guerra

20 – Brasil qual é o seu negócio – não sei o nome correto dessa música e não me interessei por procurá-lo.

21 – Puro Êxtase

22 – Maior ao Vivo

BUSINESS INTELLIGENT SYSTEM – também conhecido como BIS, muito mais fácil assim né?

23 – O Poeta Está Vivo – Suricato errou a letra do início. Trocou “o poeta está vivo” por o “poeta não morreu” errou feio. Depois cantou a estrofe no lugar errado.

24 – O Tempo não Pára – roupa nova na versão. Ficou excelente. Solo com wah-wah. Muito bom.

Guto Goffi vai à frente do palco e desabafa e “vai até o mundo acabar isso aqui”.

25 – Pro Dia Nascer Feliz

E como eu disse antes: O Barão está de volta com um músico excelente à frente. Parabéns a banda pelo retorno. Nós, fãs, agradecemos !

Vídeo com compilado de trechos de músicas:

Galeria de fotos:



Categories: Artistas, Cada show é um show..., Curiosidades, Resenhas, Setlists

15 replies

  1. As fotos são aquele show de horror que vocês já conhecem

    Like

  2. Rolf, algumas fotos estão bem legais. As demais, muito melhor do que eu faria, sem dúvida. Muito mais importante, no entanto, é o seu parecer do show, o seu sentimento. Não conheço ninguém com maior gabarito do que você para isso. São anos e mais anos, praticamente todos em que a banda está na ativa, nos quais você vem acompanhando os diversos shows e turnês, com as inevitáveis e inúmeras alterações e propostas que o grupo vai trazendo.
    A última mudança é provavelmente a mais traumática. Mais ainda do que a saída do Cazuza. Isso pelo fato inconteste de que Frejat estava muito tempo à frente da banda, e era membro fundador, maior compositor, a cara do Barão Vermelho em pelo menos 30 anos pra trás. Desta forma, a expectativa era muito grande.
    E pelo jeito funcionou essa opção pelo Suricato, que tem essa pegada de raiz do rock’n’roll que o Barão sempre quis, e que talvez com os últimos anos com o Frejat tenha deixado como segundo plano.
    Daí um repertório matador, com o melhor do rock e blues que a banda pode fazer e com um novo membro com competência pra agregar na tarefa.
    Isso tudo está muito bem descrito no post, volto a ressaltar, ninguém melhor que você para isso.
    Que a banda se mantenha com a vontade que parece ter voltado ou estar mais latente no atual momento.
    E que Frejat seja feliz na proposta que pretende seguir.
    Os fãs das duas vertentes agradecem.
    Como você acabou de fazer.

    Excelente esse conteúdo, parabéns!

    Alexandre

    Like

  3. B side
    Seu comentário é certeiro.
    A banda visivelmente está fazendo essa turne para tirar a “inatividade” dos ombros. São músicos. Querem tocar. Nada substitui o palco. Puseram o novo integrante que segurou muito bem a transição.
    O rock vive um dos momentos mais difíceis em sua trajetória no Brasil.
    Uma banda como o Barão que toca rock and roll e blues precisa tomar cuidado Redobrado pois sua subsistência que invariavelmente passa por entender os apelos do mercado precisa ficar atenta. Frejat soube fazer essa leitura e conduziu a banda por caminhos não muito agradáveis pra nos, mas, compreensíveis.

    Like

  4. Perfeito, Rolf. Você fica me devendo a pergunta na outra parte do post.

    Aproveito para acrescentar que a música Brasil qual é o teu negócio, na verdade, é só Brasil mesmo. Uma música do Cazuza, parceria com George Israel e Nilo Romero. Aliás, eu acho, humildemente , que não faz muito sentido a música aparecer em um resgate de um set list mais tradicional do barão, não vejo motivo de aqui estar. A não ser que seja pelo fato da banda resolver fazer um ” link ” com a atual situação política do país. Se é o caso, eles deveriam ter mencionado antes de tocá-la. O fizeram ?

    Alexandre

    Like

    • Não fizeram, B side
      E sim você tem razão: essa é a única justificativa.
      Sem a percussão do peninha a música poderia facilmente poderia ter dado espaço a outra
      O Barão nunca foi muito de “interação” com o público
      A troca de guitarras de Suricato por pouco não mudou isso. Foram muitas
      Claro que entendemos isso mas deveria ser revisto visando manter a dinâmica do show da banda que é fantástico

      Like

  5. Eu sou uma topeira com relação ao Barão Vermelho. Se eu tiver em mãos um “o melhor de” com certeza vai ter coisa que eu não conheça.

    Agora, pelas palavras do Rolf acho que o temor colocado no primeiro post do Barão (com relação ao Suricato assumir como frontman) foi totalmente por água abaixo e temos um primeiro chão firme que a banda seguirá forte.

    Like

  6. Acabo de ver o vídeo “compilation” recentemente acrescentado ao post, em tenho três detalhes que gostaria de comentar:
    1)O timbre do Suricato lembra demais o do Frejat. Certamente foi um ponto levado em consideração para a escolha do músico/vocalista, ou então eu devo estar ficando maluco…
    2)Muito legal o Rickembacker do Rodrigo. Sempre gostei deste baixo, não me lembro de ter visto algum nas mãos dele.
    3)Achei o solo final do Bete Balanço, feito pelo novo integrante, horrível. Se é pra fazer barulho, que fizesse bem feito. Melhor seria chamar o KK Downning, o Vernon Reid, o Vinnie Vincent… Aí sim, seria um barulho de respeito…

    Alexandre

    Like

  7. Para quem tem o Canal BIS no seu pacote de assinatura:

    Barão Vermelho: Canal Bis exibirá show ao vivo de BH.

    De volta aos palcos em tempo integral desde maio passado e com planos de lançar um álbum de inéditas , o BARÃO VERMELHO terá o show que fará no próximo dia 15 de julho em Belo Horizonte/MG, no Km de Vantagens Hall, exibido ao vivo pelo Canal Bis a partir das 22h30 na TV e também no site do canal musical.

    FONTE: Whiplash

    Like

  8. Julio, B side e Kelsei
    Muito obrigado pelas contribuições

    Like

  9. Rolf, passando para primeiramente agradecer por mais uma cobertura de show, e nada nem ninguém melhor que você para fazer algo do Barão por aqui.

    Aos que não sabem, o Rolf, além de tudo, tem uma ótima voz para cantar rock nacional, provada em diversos ensaios, já teve projetos pessoais cantando apenas Barão também. Acompanha a banda desde sempre, tendo inclusive vários momentos de aproximação com a banda. Sempre defendeu o Barão como um ícone nacional.

    É muito bom que acima de tudo foi um bom show, Rolf, e que eles reaparecem com gás renovado. Melhor ainda que a questão do vocal está endereçada também.

    Que venham outros shows e outras coberturas.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  10. Excelente post!
    Juntando este à primeira parte da cobertura e outro post sobre blues, torna-se uma aula completa sobre o Barão. Formidável!
    Para mim, mera ouvinte, que não sabe nada de nada de música, só resta apreciar o conhecimento que notei que os autores deste blog têm. Pelo pouco que li, assumo que todos são músicos, e têm muita propriedade sobre os conteúdos que aqui comentam.
    Parabéns!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: