Cobertura Minuto HM – Rock in Rio 2017 – Guns N’ Roses e The Who – parte 1

Após o ensaio da galera, com direito a muitos sons malucos em mais uma aula de música dessa galera, nos reunimos rapidamente na casa do mestre B-Side para outra aula de hospitalidade antes da partida ao festival.

Com saída do ponto da Tijuca as 17h00, o ônibus de hoje, ainda que tudo tranquilo, pegou mais trânsito e fez um caminho alternativo, passando pelo Engenhão e com direito ao motorista errar a entrada e parar para fazer pergunta.

Logo na entrada, já foi possível ver um movimento muito maior que o da quinta-feira.

E, realmente, tudo está muito mais cheio e, com isso, aparecem as filas e gente batendo cabeça – não pela música. O palco mundo, local que viemos direto para a abertura do Titãs, estava já lotado em torno das 18h30, sendo que já estamos bem mais longe (ainda) do que na noite do Aerosmith.

Os Titãs estão tocando e tiramos uma foto pra registro de mais um encontro da galera no Rock in Rio.

Atualização 20h11: sobre o post da logística exemplar de quinta, hoje mudou tudo: banheiros lotados – as filas dos banheiros femininos então, nem se fala, vergonhosas. Circulação horrível também. A quantidade de ingressos “esgotados” tem com certeza diferenças, ou muito gente com ingresso não veio no dia do Aerosmith – algo não bate. E ainda há gente chegando.

E, ao contar por hoje, infelizmente nem com o novo local e reduzindo a carga de ingressos, temos uma boa situação – espero que para 2019 novos estudos sejam feitos, pois é evidente que são necessários.

[ ] ‘s,

Eduardo.



Categories: Agenda do Patrãozinho, Artistas, Guns N' Roses, Off-topic / Misc, The Who

11 replies

  1. Rock in rio
    Pelo relato, o potencial de melhoria na estrutura do evento é grande. Espero que isso ocorra logo. Apesar das dificuldades, o fato de poder encontrar essa turma vale todo o sacrifício e com certeza eu adoraria engrossar esse caldo. Quem sabe para próxima edição?!
    Abraço,
    Claudio

    Like

    • Claudio – e galera em geral que possivelmente esteja lendo – esse encontro anual (ou semestral, depende) é algo sensacional no ano. Não há palavras para descrever o encontro, as risadas, o divertimento e o companheirismo.

      Espero que todos nós possamos sempre estarmos juntos! E Claudio, gostaria muito mesmo de ter você com a turma de novo e que a gente pudesse se conhecer.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  2. Muito maneira essa foto ai
    Valeu pelo rolé!

    Like

  3. O texto é do show do The Who em São Paulo, mas o espírito é o mesmo:

    http://cultura.estadao.com.br/blogs/julio-maria/apenas-os-roqueiros-sao-felizes/

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  4. RIR infelizmente acompanhei apenas pela telinha ( multishow 😦 )

    Aqui em sampa a aventura com o sp trip foi sensacional. otimas surpresas como Alter Bridge e Tyler Bryant, mas Tia Alice, Who e Guns tiraram lagrimas dos olhos.

    Ah, teve The Cult tb, ótima banda ao vivo, e ponto para o Astbury por puxar a orelha da galera que vão para os shows só para filmar e tirar foto!

    Like

  5. Primeiro, fica aqui o registro da satisfação em ter novamente esse encontro fabuloso e musical com alguns dos membros dessa galera valorosa aqui. Cláudio, se puder vir uma vez ou estar conosco alguma vez em algum desses encontros, eu ressalto, é algo que não se paga. Schmitt, Marcus, Eduardo, Flávio, meu sincero agradecimento.
    Em relação ao Rock in Rio, esse ano se evidenciou algo que talvez tenha acontecido nas outras ediçoes, mas eu sinceramente não reparei. O local do evento escolhido desta edição é certamente muito maior do que as versões anteriores desta sequencia impar que começou em 2011. Arrisco dizer que pelo menos o dobro. E os shows da sexta e sábado finais estavam muito cheios, com loais de circulação quase impossível. Acho pouco provável que houvessem as tais 80 mil pessoas por lá, parecia ter muito mais do que a lotação das edições anteriores. Mas tirando as questões de circulação e as tendas próximas ao palco para filmagem que atrapalham a vista, o restante funcionou bem. O banheiro masculino também,os femininos já não suportaram tanta demanda.
    Quanto ao conteúdo musical, gostaria de ver uma parte 2 para comentar. Vai rolar ?

    Alexandre

    Like

Trackbacks

  1. Cobertura Minuto HM – Rock in Rio 2017 – resenha “resumão” dos shows – Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: