08 de Junho – Dia do Heavy Metal na cidade de São Paulo

Muitos sites e redes sociais já notificaram essa informação e meu objetivo aqui é também pontuar essa grande iniciativa aqui no blog que só mostra o quanto São Paulo é uma cidade diferenciada no quesito cultural: a Prefeitura de São Paulo anunciou no último sábado (13), Dia Internacional do Rock, a criação de mais uma data em homenagem ao gênero no calendário da cidade. A partir do ano que vem, o dia 8 de junho será celebrado como o Dia do Heavy Metal na capital paulista. A data coincide com a morte do vocalista André Matos, que faleceu por parada cardíaca aos 47 anos há cerca de um mês.

A homenagem a André, que liderou as bandas Angra, Shaman e Viper, foi alvo de uma petição pública no site de abaixo-assinados. Criado poucos dias depois da morte do cantor e compositor, o pedido direcionado ao Senado Federal defende a inclusão da data no calendário nacional de eventos.

No momento, o abaixo-assinado já conta com mais de 42 mil assinaturas. Anteriormente com meta de 30 mil apoios, a petição agora busca angariar 50 mil nomes. Até então, ainda não há movimentação nesse sentido, mas a cidade de São Paulo, onde André nasceu e construiu sua carreira, se antecipou.

“Quero aproveitar a Semana do Rock e o Dia Internacional do Rock para anunciar que nos próximos dias vou instituir via decreto o Dia Municipal do Metal, que será comemorado todo dia 8 de junho, em homenagem ao cantor paulistano André Matos, ex-integrante da Banda Angra, e falecido nessa data”, afirma o prefeito paulista, Bruno Covas, em comunicado.

Para o secretário de Cultura de São Paulo, Alexandre Youssef, a criação da data comemorativa faz jus a um gênero de tanta importância para a vida cultural da cidade, como os diversos eventos da recente Semana do Rock comprovam. “Além de instituirmos a Semana do Rock, que celebra esse gênero musical que é uma das mais expressivas tradições culturais da cidade, vamos também reconhecer a importância do heavy metal para a cultura de São Paulo e homenagear André Matos, icônico ex-vocalista das bandas Angra, Viper e Shaman”, diz ele.

Agora, é aguardar se a data se estenderá ao restante do país. Grande passo para a divulgação do gênero. Aqui, apoiamos e muito a inciativa.

Nosso especialista nas bandas aqui do blog, o Kelsei, pode comentar mais pois é um grande conhecedor e amigo do músico. A mim, cabe o respeito muito grande e a vontade de ter aqui um registro desse fato essencial para a cultura da cidade.

Aqui o link da petição.

Grande abraço

Rolf “Dio” Henrique



Categorias:Artistas, Curiosidades, Off-topic / Misc

6 respostas

  1. Eu também gosto e apoio a iniciativa. Nós, brasileiros, talvez por falta de cultura de guerra / história como outros países mais avançados, não damos o devido reconhecimento aos nossos ídolos, salvo exceções.

    Hoje fiquei feliz com esta homenagem, ainda que simbólica, no mesmo dia que vi (já deve estar faz tempo, mas só vi hoje) que a estação do metrô Parada Inglesa também traz o nome do Ayrton Senna associado.

    Boa iniciativa.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  2. Muita justa a homenagem, André como bom pauliosta e exemplo do país do gênero que amamos merece ter essa reverência.

    Alexandre

    Curtir

  3. Olha, pelo que eu acompanhei desse assunto e de tantas outras (possíveis) homenagens ao André que tentaram colocar – como um tributo a ele por músicos brasileiros no espaço que o Megadeth deixou no Rock in Rio (posteriormente complementado pelo Helloween), acredito que essa iniciativa passou especificamente pelo termo “vontade”.

    Isso é só um achismo meu, mas o Bruno Covas é fã de Heavy Metal (isso eu já ouvi na Kiss FM quando noticiaram o “Dia do Metal”) e acho que foi a vontade dele como fã, somada às inúmeras iniciativas sem apoio de muitos outros fãs, que o fez estabelecer o dia 08 de Junho como data municipal.

    Em muitos locais onde poderia se fazer uma bela homenagem, o dinheiro falou mais alto, despriorizando a homenagem por outra atração. Aqui vem sim um pouco da questão cultural falada acima pelo Rolim, mas realmente esse tipo de coisa só sai do papel quando quem está no comando pessoalmente apoia a causa.

    Mesmo assim, isso cria uma marca importante para uma figura da cena metaleira Brasileira que é crucial. Muita gente, mas muita gente mesmo, só cria algo de metal no Brasil por causa de um tal de “Angra” e um outro tal de “Sepultura” (e um “Ratos de Porão” aqui e um “Korsus” acolá).

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: