Discografia HM – Black Sabbath – Born Again – A Capa

capa-born-again

Caros Amantes do Metal,

Aproveitando a vinda dos monstros do HM ao Brasil,  resolvi reescrever no Minuto HM um pouco da historia sobre a capa do album Born Again:

Para nos situarmos: Em 1983, após a saída de Dio do Black Sabbath, levando a tiracolo o baterista Vinnie Appice, havia uma grande interrogação sobre o futuro da banda, e esta não foi a primeira , nem a última vez que isso aconteceu. Quem teria o cacife de substituir Ronald Padavona (Dio) ou Ozzy, como front-man da Banda Mãe do HM? A solução foi encontrada em grande estilo: Ian Gillan! O Resultado é um album sombrio, que manteve a reputação da banda intacta, além de providenciar uma mistura de estilos interessantes entre duas grandes bandas: Black Sabbath + Deep Purple.  Ainda sobre o álbum vale dizer que ele pode ter agradado a vários fãs das duas bandas, mas não agradou ao principal personagem dele: Ian Gillan.  Gillan se considera o pior vocalista do Black Sabbath, além de ser totalmente incompatível com o estilo dos outros membros (principalmente Iommi e Butller).  Só para melhor exemplificar, as gravações foram feitas em separado, isto é: Gillan gravava na manhã e Iommi, Butler utilizavam a noite e madrugada para gravar.

Vamos então a capa – inicialmente se supôs que ela era baseada na capa do album New Life do Depeche Mode (1981), mas a história é outra:  Criada por Steve Joule, ela (segundo o próprio) apareceu em circunstâncias nada habituais. Basicamente o que houve foi que Sharon (Esposa de Ozzy) e Ozzy haviam brigado com a gravadora e o seu Manager Don Arden (Pai de Sharon) na época. Don resolveu se vingar decidindo fazer o Black Sabbath reconquistar a posição de melhor banda de HM do mundo, que para muitos já era, mas na época, a banda não exibia a mesma forma dos anos 70. Após recrutar Ian Gillan e trazer de volta Bill Ward para o álbum, Don resolveu roubar o máximo do time que trabalhava para Ozzy e Sharon.  Steve Joule fazia as capas de Ozzy naquela época e foi convidado para criar esboços para Born Again. Como Steve não queria perder seu trabalho e se indispor com Ozzy, resolveu criar um esboço óbvio e ridículo, mostrar para os membros da banda, que rejeitariam, mas…..

Quatro ideias foram enviadas e uma delas era baseada no bebê da capa de uma revista chamada Mind Alive (1968). Steve fez fotocopia em preto e branco da capa, criou os chifres, unhas, dentes e utilizou a mais estranha combinação de cores que achava possível. A história se segue com a reunião onde Tony Iommi e Geezer Butler estavam presentes, mas Gillan e Ward não participaram. Tony adorou a capa e Geezer, conforme nos é informado, olhou para ela e disse, “É uma merd*, mas é boa para caralh*!”  O Empresário Don não somente adorou mas também decidiu fazer uma fantasia do bebê para um anão utilizar na turnê.  De repente Steve foi forçado a fazer uma capa que detestava e por uma grande quantia de dinheiro (mais do dobro do que era pago por Ozzy) se entregasse na data marcada.  Após enrolar durante algum tempo, pois não queria fazer a capa, Steve juntou-se ao seu vizinho, uma garrafa de Jack Daniels, e numa noite, rapidamente fez a capa, incluindo toda a parte escrita nela e no encarte de letras (N.R: praticamente ilegível), para receber o combinado. Quando Ian Gillan finalmente resolveu ver a capa, ele detestou e afirmou ter jogado uma caixa com 25 cópias do album pela janela, de tanta raiva. Gillan pode ter detestado, mas Max Cavalera (Sepultura, Soulfly, etc..) considera a sua favorita.

Após o lançamento do álbum, Bill Ward se recusou a realizar a turnê, sendo substituido por Bev Bevan, mas a turnê é história para outro post…

Abraços a todos

Flávio



Categories: Artistas, Black Sabbath, Curiosidades, Deep Purple, Discografias, Entrevistas, Sepultura

25 replies

  1. como tudo q envolve este disco é sinistro. bom d+++++

    Like

  2. Galera, não gosto da capa, é a minha opnião….Mas é muito mais importante o conteúdo,e considero um álbum que tinha tudo pra dar errado,mas ficou muito bom.Independente da qualidade dos vocais de Gillan à época,já que sua voz só começaria a trazer sérios desgastes no retorno do Deep Purple(na turnê do Perfect Strangers dois anos depois) o estilo do Sabbath notoriamente é muito diferente de tudo que Gillan fez em sua carreira .O álbum é muito digno de destaque na discografia do Sabbath e o trabalho de Gillan é brilhante, acrescentando agudos de destaque e contribuindo pro clima soturno que permeia todo o álbum.
    A foto da revista foi descaradamente chupada tanto para o Born Again como para o álbum do Depeche Mode, disto não há duvida nenhuma .E concordo inteiramente com o desleixo do encarte,as letras estão completamente ilegíveis.
    Muito bom o post, e melhor ainda é que a história envolvia Ozzy, Sharon ,o empresário da época e tudo mais que cerca o lado sujo do show business.
    Saudações,

    Alexandre

    Like

  3. Eu gosto da capa. A cópia deixada de lado, é como o (re)nascimento do próprio patrãozinho, como gosta de dizer o Rolf. E isso é sinistro e combina com o que o Sabbath representa. A cada dia, aprendo mais da banda com vocês. Abraços.

    Like

  4. Hehe, muito boa história, que eu não conhecia. Pô, jogar uma caixa com 25 cópias pela janela por causa da capa? Esse é o Gillan, sempre “chiliquenta”… Abraço!

    Like

  5. Remote, seu post foi encontrado pelo Google, acredito, e colocado no orkut: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=27957282&tid=5330600820102610865&start=1 .

    Parabéns.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  6. cara, posso colocar no meu blog essa postagem com a devida indicação, claro?

    ele se chama Salada Mal Lavada é sobre coincidências e afins. Tem uma postagem sobre a capa Powerslave que você acho que vai gostar.

    badlywashedsalad.blogspot.com

    obrigado

    Like

  7. Mesmo não sendo o dono do post, “kaos”, tenho autorização para dizer “sim, pode colocar com a fonte”. Abraços.

    Like

  8. Amigos do metal, olhem no frame da esquerda do Whiplash! … primeiro link … Remote tirando sarro com post do Born Again (Black Sabbath):-) e viva o blog Minuto HM, que proporcionou isso…

    Fonte: http://whiplash.net/materias/curiosidades/090225-blacksabbath.html

    Like

  9. Show de Bola….Do Maranhão para o Mundo!!!!

    Like

  10. Entre as notas mais lidas do Whiplash no mês de junho: http://whiplash.net/materias/news_873/091869.html .

    Parabéns!!!

    [ ]‘ s,

    Eduardo.

    Like

  11. Este post continua fazendo sucesso no Whiplash! e pela internet por aí…

    http://fuzzine.net/index.php?option=com_fireboard&func=view&id=576&catid=12

    Parabéns novamente!

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  12. Rolim! Rolim! Rolim!

    Remote! Remote! Remote

    Like

  13. Remote, este post ainda está rendendo: foi um dos mais lidos no Whiplash! no mês de junho/2009 – conforme retrospectiva deles mesmo:

    http://whiplash.net/materias/news_868/100672.html

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  14. Remote, de novo, o post virou destaque lá no Whiplash! e voltou a ser capa no site hoje.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  15. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

Trackbacks

  1. Long Live Minuto HM: passamos dos 10.000 hits « Minuto HM
  2. Semana Minuto HM: números, 1 ano depois… « Minuto HM
  3. “Heavy” 2nd Birthday, Minuto HM! « Minuto HM
  4. Até que ponto uma banda ainda é aquela banda? « Minuto HM
  5. O famigerado post dos vinis « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 3,151 other followers

%d bloggers like this: