Adrenaline Mob: novo e atual projeto de Mike Portnoy

Portnoy, como estamos acompanhando desde sua surpreendente saída do seu filho Dream Theater, vem metendo seu nariz em um monte de coisas, mas apenas coisas temporários, projetos, jams, enfim… Portnoy hoje está mais para freelancer do que para “funcionário”, se é que vocês me entendem…

Segundo este link, ” ’em março deste ano, em uma entrevista, Russell Allen descreveu o Adrenaline Mob como “uma banda de rock direta com músicas só de rock”. Nada de progressivo. Ele acrescentou: “Acho que será muito bem recebido pelos fãs que gostam de ouvir esse tipo de coisa. Isso é novo para Portnoy e para mim. Estou acostumado em trabalhar com o mesmo tipo de música com Ayreon, mas agora será diferente. É uma espécie de som moderno, quase como ROB ZOMBIE ou BLACK LABEL SOCIETY com Dio nos vocais. É como se fosse tudo isso junto. Então, será definitivamente diferente, e isso é legal”. Em entrevista à MetalSymphony.com, Orlando falou sobre o Adrenaline Mob: “Essa banda não está na veia de Symphony X ou Dream Theater. É mais na pegada de, digamos, Rob Zombie, Godsmack, Disturbed, Black Label Society, Shinedown. Com os vocais infernais de Russell e Mike acabando com tudo na bateria. A guitarra é vibrante e tem alguns momentos muito loucos, mas é uma banda de música honesta e esse é o aspecto mais importante antes de qualquer coisa”. Ele continuou: “Russell e eu temos uma química incrível escrevemos juntos e ele é um dos meus amigos mais próximos e queridos. É um prazer trabalhar com um talento tão grande como Russell”. Ele acrescentou: “O Mike é simplesmente inacreditável. Seu modo de tocar vão além das palavra. Ele é um grande músico, um dos caras mais mais legais que eu já conheci e toquei. É uma honra chamá-lo de meu colega, para dizer o mínimo, e estou ansioso para detonar, com Mike e Russ… os caras!’ ”

Bom, Mike Portnoy e sua nova tropa (Russell Allen – Symphony X frontman, Mike Orlando – guitarrista – Sonic Stomp, Paul DiLeo no baixo e Rich Ward – o “The Duke” – guitarrista – Stuck Mojo/Fozzy) estão por aí e fizeram no The Hiro Ballroom, em NY, ontem, seu primeiro show juntos. Portnoy pediu para que o público não filmasse o show e, até o momento, parece que a estratégia funcionou: não achei nenhum vídeo no You Tube – aliás, nem o setlist completo eu encontrei mas, pelo twitter do Eddie Trunk, que já falamos por aqui, sei que a banda abriu a noite com um cover de The Mob Rules. Vejam os tweets abaixo:

Achei uma versão – não deve ser a final – deles tocando o clássico do Sabbath de 1981:

A banda ainda não anunciou quem será a gravadora de trabalho e tão pouco comentou sobre a data de lançamento de material de estúdio.

Disponível neste momento, temos apenas um teaser:

Será este um projeto que fará Portnoy ficar mais, digamos, “fixo”? Já dá para perceber, pelo teaser acima, que o som segue uma linha mais moderna. Como será o resultado final de tudo, mesclando músicos de diferentes carreiras? Portnoy inclusive comentou que pretendem fazer uma tour “everywhere possible” – será que o veremos novamente em breve por nossas terras, após sua passagem com o A7X no SWU?

Só nos resta aguardar…

Adrenaline Mob

Adrenaline Mob

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Agenda do Patrãozinho, Artistas, Avenged Sevenfold, Black Sabbath, Bootlegs, Cada show é um show..., Covers / Tributos, Curiosidades, DIO, Discografias, Dream Theater, Entrevistas, Godsmack, Músicas, Resenhas, Setlists, Thin Lizzy, Whitesnake

38 replies

  1. É cedo pra tentar entender o que este projeto ou banda se propõe a fazer….A princípio parece mais um projeto paralelo, afinal não há notícia sobre a saida de Russel do Symphony X , que parece ainda ser seu principal grupo. A banda tem um novo álbum este ano, assim por enquanto eu prefiro entender este Adrenaline Mob como um projeto paralelo.
    Mas projetos paralelos também se apresentam ao vivo, há diversos dvds do Transatlantic lançados e outros dos projetos covers que Portnoy participou. Assim, uma vinda ao Brasil é perfeitamente possível, já que aqui virou rota oficial de qualquer turnê.
    Em relação ao som, gosto do vocal de Russel,o baterista dispensa comentários e o restante da banda parece muito competente. Se isso
    vai funcionar, só o tempo dirá. Os covers até agora escolhidos são um capítulo à parte .
    Escolher The Mob Rules é um senhor desafio, pelos mestres que a gravaram originalmente. Da versão acima, sem fazer qualquer comparação com o Sabbath, gostei. High Wire do Badlands é uma ótima escolha, e também o desafio para o vocal ( pra lembrar , o original ficava a cargo do também saudoso Ray GIllen, uma das grandes vozes do final dos anos 80) , como no link bootleg abaixo

    Mas a surpresa maior fica pela escolha de uma do Duran Duran, a “melosa ” Come Undone. Esta merece uma explicação do Srs Portnoy e Russel…

    Aguardemos os próximos capítulos desta nova experiência de Mike, Russel e Companhia

    Alexandre Bside

    Like

  2. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  3. Já está no youtube a versão em vídeo de The Mob Rules, do primeiro show da banda .

    O interessante é que o vocal de Russel me lembrou a versão de Mob Rules na turnê do Seventh Star, cantada pelo Ray Gillen.
    Que é justamente que canta na outra cover que o Adrenaline Mob vem levando, a High Wire , do BadLands.
    A voz do Russel é menos limpa , mais ” rasgada”,mas o estilo de cantar me lembrou muito o saudoso Gillen.

    Vamos ver o que vai aprontar o Adrenaline Mob nas composições inéditas , e continuo intrigado com a versão da Come Undone do Duran Duran.

    Alexandre Bside

    Like

  4. E mais um projeto de Portnoy está aparecendo ( alguém já contou quantos já foram desde a saída do DT?).
    Agora envolvendo o fantástico guitarrista John Sykes que esteve aqui nos históricos shows do Whitesnake no Rock in Rio 1.
    Pra mim definitivamente a melhor formação que Coverdale colocou num palco sob o nome Whitesnake, contendo ainda o saudoso Cozy Powell e o baixista Neil Murray.
    John esteve envolvido em projetos que não lhe trouxeram repercussão digna de seu talento, como o interessante Blue Murder e sua participação constante no Thin Lizzy , de onde surgiu para o mundo.
    A banda nova de Portnoy e Sykes conta com um baixista de nome ainda não revelado , e só, o que pode nos render uma ótima edição de um novo power-trio de respeito.
    O negócio é ver o que isso vai render e quanto tempo Portnoy ficará neste projeto.
    É mais fácil acertar a mega-sena do que saber isso…

    Alexandre Bside

    Like

    • B-Side, por mais que estes projetos possam render bons frutos e serem divertidos, está cada vez mais claro para mim que Portnoy está é perdido. E, muito provavelmente, arrependido de sua saída do DT…

      Como você bem disse, não dá para saber mais nada dele e, confesso, nem tempo dá para ficar acompanhando este monte de projetos. É quando a exceção se torna regra, ou seja, os projetos se tornaram a atividade dele.

      De qualquer forma, aguardemos mais novidades… e vejamos quanto tempo isso dura até ele pular para o próximo barco…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  5. [ ] ‘s,

    Eduardo.

    Like

  6. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  7. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  8. Olha, existe o “salve-se se puder” e agora o “acompanhe se puder”, uma cortesia de Portnoy:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  9. Projeto de MP que não vingará:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  10. Desde o início, este era o projeto que eu mais tinha curiosidade de ver , mas sempre achei também que Sykes e Portnoy estão em mundos meio distantes … A sensação que fica é de uma certa pena do lance ao que parece não rolar mais, mas ao mesmo tempo era o tipo do projeto que corria um grande risco de não atender as expectativas …

    Like

    • B-Side, talvez o projeto continue… mas claro que, se continuar, é OUTRA coisa, outra expectativa…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Eduardo, ao que parece o Ritchie Kotzen vai assumir o lugar de Sykes . Independente da inquestionável qualidade de Ritchie, é uma pena não ver Sykes em ação com Portnoy, ainda que tivesse sérias dúvidas ( que se confirmaram ) a respeito desta união. Em relação ao baixista, será mesmo que o projeto envolveria Sheehan ? Bom, Portnoy já tocou com esse ” monstro” no tributo ao the Who e sabemos que Billy já esteve com Kotzen no Mr Big. Ou seja, faz todo o sentido essa nova formação…

        Um abraço,

        Alexandre

        Like

    • B-Side, galera, do site oficial do Sykes (http://www.johnsykes.com/news.html), uma linha do tempo:
      ________________________________________

      January 29, 2012: The project I was putting together with Mike Portnoy didn’t work out, and I wish him all the best for the future. I’m continuing to work on my new album, and I look forward to putting out some great new music in 2012.

      October 12th, 2011: Check out John’s appearance on “That Metal Show” with drummer Mike Portnoy.

      July 27th, 2011: Yesterday, during his taping of “That Metal Show,” John announced that he is forming a new band with drummer Mike Portnoy. The band is unnamed as of yet and they have not yet chosen a bass player. They plan to head in to the studio in the fall and have a release ready for early next year.
      ________________________________________

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  11. Revelada a capa do disco do Adrenaline Mob: http://www.metalsucks.net/2012/01/24/adrenaline-mob-album-cover-maybe-you-didnt-notice-but-your-brain-did/

    E uma nova polêmica – que ela parece com a capa do álbum Nightmare, do A7X – banda que Portnoy fez parte por um tempo, inclusive…

    O que acham? Eu fico com “coincidência”, a princípio…

    Até o símbolo do Megadeth, Vic Rattlehead (https://minutohm.com/2009/11/13/vic-rattlehead-a-historia-do-icone/), eu lembrei (mas este foi apenas uma distante lembrança, não sei por quê)…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  12. Eu ouvi o programa ao-vivo nesta última madrugada (que, aliás, é praticamente um programa como creio que nós neste blog faríamos, tanto em termos de assunto abordados, músicas e formato – o legal é que rola uns Beatles também do nada – somente música de primeira linha, b-sides inclusives) e pude ouvir esta música acima.

    O estilo dela não é muito o meu – uma mistura de progressivo com linhas do chamado “new metal”, mas com a vantagem de ter o Portnoy na bateria (dá para sentir o poder) e um ótimo solo de guitarra. No mais, o vocal realmente não é meu estilo – apesar de não ser ruim – e não achei a música lá muito cativante (mas foi somente uma audição, então…).

    De qualquer forma, fica a dica também do programa de rádio, para quem puder, que começa as 23h00 do horário de NY na Q104.3 NYC – aqui pelo Brasil, dá para ouvir pelo iHeartRadio, programa disponível para celulares como o iPhone.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  13. Eis que Portnoy está saindo de mais uma banda / projeto:

    A Message From Mike Portnoy:

    It saddens me to announce that the 4 upcoming shows in Latin America this month supporting Halestorm will be my last with Adrenaline Mob.

    Unfortunately, I have scheduling conflicts that prevent me from being able to fully commit to the band’s future activities at the moment.

    As I cannot be in two places at the same time, I don’t want to hold them back and have to wait for my schedule to re-open up to resume activity.

    I’m very proud of what we started together and the music we made over the past two years and I wish the guys all the best in the future.

    Fonte: https://www.facebook.com/adrenalinemob/posts/570813989608017

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  14. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  15. “Men Of Honor” é o nome do próximo disco da banda, que já não conta com seu idealizador (Portnoy), agora substituído pelo AJ Pero (Twisted Sister), previsto para 24/fev/2014:

    http://feedproxy.google.com/~r/blabbermouth/~3/Rs74Yc2ljxE/

    http://adrenalinemob.com/main/latest-news/

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  16. Não entendi se era da “turnê” ou da “banda”. Pela falta de tempo e projetos indicados, acredito que esteja deixando o AM.

    http://whiplash.net/materias/news_812/208034-adrenalinemob.html

    Like

  17. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

    • Bem, é uma notícia muito triste. Era um grande batera e mesmo em uma banda ( sem qualquer julgamento de valor aqui) cujo estilo talvez limitasse um pouco a atuação de AJ nos álbuns ( Twisted Sister ). Ainda assim, deixou registrado momentos como a intro da mais famosa ( we’re not gonna take it ) e pra aqueles que não conhecem, uma virada de bateria muito legal na baladinha You’re not alone , do álbum anterior ao classico stay hungry ( , You can’t stop rock and roll de 1983). Esta aí embaixo, lá pelos três minutos :

      O trabalho do Adrenaline Mob é de excelente qualidade e com mais espaço, cobrindo a saída de Portnoy. Percebe-se ainda mais quanto AJ era capaz.

      Em relação às circunstancias da morte, a coisa está meio enevoada, fica meio óbvia juntar as peças e talvez caminhar para o entendimento que AJ pode ter feito uso das tais substâncias ilícitas.. Aos 55 anos, nem sempre pode se entender que o corpo vai reagir como aos 20. Isso é uma hipótese, que ganha certa força quando não há uma explicação bastante clara do ocorrido.

      Antes do fim deste comentário, vi o video acima com Mob Rules, ainda que o assunto principal não seja este, o gogó de Russel. Excelente perfomance em uma musica muito dificil de cantar.

      E por fim, AJ, obrigado por tudo e RIP.

      Vai ficar na nossa lembrança para sempre !!

      Alexandre

      Like

  18. MAIS UMA banda para o Portnoy… é brincadeira o desespero dele em se manter ativo… poderia tocar ao vivo no MetallicA, como venho dizendo…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

    • Fala aí, Presidente.

      É, na verdade, na verdade, o Portnoy já fez vários trabalhos com o Neal Morse. Eles são amigos (mesmo) de longa data e estão juntos no Flying Colors já “a dois discos” e eu tinha (nem sei por onde anda um longuíssimo DVD do Neal Morse Band (acho que tinha umas 3:30 h de duração) em que o nova-iorquino está nas baquetas… Enfim, desde a nova fase (2003) do Morse (quando ele se converteu ao cristianismo), o Portina tá em (quase) todas com ele.

      Agora eu vou falar uma coisa pra você e sei que isso não impediria a ação esquizofrênica do meu baterista preferido: como eu estou torcendo para ele voltar ao DT!

      No meu coração, eu sei que isso é muito difícil de acontecer, mas em meus melhores sonhos, ele voltaria para resgatar o som mais bacana que a banda produziu há mais de 10 anos. O Mangini, o outro Mike, transformou a banda que eu mais gosto em uma das bandas mais chatas da atualidade. O DT precisa voltar “ao primeiro amor”.

      Daniel

      Like

  19. Novo álbum da banda a caminho, com formação diferente novamente: http://www.blabbermouth.net/news/adrenaline-mob-completes-new-album/

    E pensando em Portnoy, notícias aleatórias dizem que ele vai se meter em NOVO projeto… haja desperdício… tomara que ao invés da Lady Gaga, esse projeto seja com o MetallicA… 🙂

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  20. O que ainda salva do Portnoy, além de boas idéias que não saíram da obscuridade, é o Winery Dogs, mas ainda é pouco. Tá aqui um dos maiores talentos desperdiçados do atual cenário musical.

    Alexandre

    Like

Trackbacks

  1. Discografia-homenagem DIO – parte 5 – álbum: Mob Rules « Minuto HM
  2. Aventuras em Manhattan – Especial Minuto HM – Parte 2 | Minuto HM
  3. Discografia The Winery Dogs – Parte 1 – Álbum: The Winery Dogs « Minuto HM
  4. Consultoria do Rock – “Melhores de Todos os Tempos: 1981″, com participação do Minuto HM « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: