The Bridge School: 25º aniversário celebrado com grandes nomes da música

Pessoal,

toda e qualquer ação que envolve grandes nomes como MetallicA, Pearl Jam, Elton John, Bruce Springsteen, David Bowie, Bob Dylan, Paul McCartney, The Who, entre outros, já chama muito a atenção – há sempre um lindo objetivo por trás de coisas assim. E nós do Minuto HM estamos sempre atentos e incentivando estas atividades.

Mas essa, em especial, é realmente muito comovente. A norte-americana “The Bridge School” é uma organização sem fins lucrativos que educa crianças especiais com deficiências físicas e de fala, através de criativos processos comunicativos, tecnologia assistida e o apoio das famílias e comunidade.

Com frequência anual desde 1986 (exceto 1987), há um concerto totalmente acústico que envolve grandes nomes da música. Atualmente está sendo organizado por Neil Young e sua esposa, Pegi. Toda a renda é revertida às operações da organização.

Falando mais especificamente de música agora, teremos uma edição com 3 DVDs e CD duplo dos shows ao longo destes anos – e a poderosa Disposable Heroes, do MetallicA, em versão acústica dos shows de 2007, está na lista – entre outros petardos! 🙂

Confira abaixo a lista de artistas e músicas (clique na imagem para ampliá-la):

Vídeo da campanha:

Há muita coisa no YouTube para quem quiser ir matando a curiosidade… o MetallicA, por exemplo, tocou várias músicas em 2007: I Just Want To Celebrate (Rare Earth), Please Don’t Judas Me (Nazareth), Only Happy When It Rains (Garbage), Brothers In Arms (Dire Straits), Turn The Page (Bob Seger) e músicas da banda, claro – All Within My Hands, The Unforgiven, Nothing Else Matters e a própria Disposable Heroes.

Olhem aí que legal – e aqui tem mais! Vale a pena conferir tudo – as versões do MetallicA, por exemplo, estão excelentes e muito divertidas…

Está aí algo muito bom para ser adquirido, galera – em todos os sentidos. As vendas começam nesta segunda, dia 24/outubro/2011.

The Bridge School
545 Eucalyptus Avenue
Hillsborough, CA 94010-6404

Ah! Doações para a escola podem ser feitas neste link.

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categorias:Agenda do Patrãozinho, Artistas, Cada show é um show..., Covers / Tributos, Curiosidades, Dire Straits, Guns N' Roses, Músicas, MetallicA, Off-topic / Misc, Pearl Jam, Setlists, Tá de Sacanagem!, The Beatles, The Who

13 respostas

  1. Iniciativa muito legal mesmo! E o vídeo da campanha, com a participação das crianças assistidas pela ong, é realmente emocionante!!
    Um ótimo presente de Natal!! 🙂

    Ainda não conferi todos os vídeos, só o de Disposable Heroes, e achei tb divertida e diferente. Fiquei curiosa em ouvir as outras versões.

    Curtir

  2. Avaliando o que vi e ouvi, o que gostei mais foi ver o Sir Paul McCartney em ação .
    A versão de Disposable Heroes é interessante , já as demais ( inclusive uma das minhas favoritas fora do Metal, Brothers in Arms, que procurei ouvir no youtube )a cargo do Metallica não me chamaram tanto a atenção de forma mais positiva. É curioso ver a vontade dos caras da banda em se aventurarem fora do estilo , contudo.
    O real intuito desta campanha está muito bem mostrado no vídeo promocional do álbum. Nele, entendemos perfeitamente o trabalho feito pela escola e preciso sobretudo elogiar todos os artistas ( independente do estilo e teor musical de cada um) pelo engajamento na campanha e a doação de cem por cento de suas contribuições em favor da Bridge School.
    Isso vale muito mais que qualquer avaliação musical…
    Estão todos de parabéns !

    Alexandre Bside

    Curtir

    • B-Side, realmente não dá para falar do MetallicA no sentido de se aventurar com covers, né? E acho que em geral eles mandam muito bem, principalmente nos covers de músicas mais “puxadas” ao hard rock / heavy metal – vide os discos “Garage”.

      Os artistas realmente merecem muitos elogios e nosso apoio. E achei legal também essa “tradição” da escola em pedir versões acústicas das músicas – mesmo para bandas como o MetallicA. E que escolha do MetallicA, hein? Disposable Heroes… hehehehe.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

  3. O que? Os covers ficaram excelentes! Acho que vocês não viram os videos né?

    Curtir

  4. Axl, tá de sacanagem, né? Performance no Bridge School deste ano.

    Por vários momentos eu achei que ele fosse morrer de alguma séria falta de ar.

    fonte: http://popload.blogosfera.uol.com.br/2012/10/24/axl-rose-chafurda-na-onda-do-dislike/

    Curtir

    • Eddie Vedder no mesmo evento que o Axl

      Curtir

    • Su, o link do vídeo da reportagem foi removido, mas já há vários outros disponíveis no YouTube. Então, fiz a troca dele aqui.

      Poucas vezes senti tanta vergonha alheia na vida. Fica difícil acreditar em um primeiro momento que o vídeo é verdadeiro, mas tendo em vista do que vimos no Rock in Rio 2011, principalmente, há a certeza que “é isso aí mesmo”. A verdade é que qualquer banda amadora minimamente talentosa entregaria uma versão melhor que esta – enough said.

      E sim, categoria “Tá de Sacanagem!” adicionada no post. E com todos os méritos para (mais esta) porcaria do Axl Rose. Sinto minha infância / adolescência sendo despedaçada…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

    • Méritos indiscutíveis para a “aversão” acústica de Mr Axl e Cia estar no Tá de Sacanagem… Aliás, nem o instrumental salvou. posso no máximo poupar o baixo .Voltando à questão principal que é o arremedo de voz , o fiapo( ou fiasco) vocal que está sendo mostrado , é de doer mesmo.. Salvam-se poucas frases , o restante é triste demais de acompanhar…
      Será que algum fã de Axl defenderia essa interpretação ? Pior que isso é até possível, considerando a idolatria que o “ex-cantor” inegavelmente ainda possui.

      Uma celebração com grandes nomes da música, isso é o esperado. Espera-se também boas canções bem interpretadas, bem longe do que se ouve acima .

      Alexandre Bside

      Curtir

      • Olha, B-Side, ele inegavelmente possui muitos fervorosos fãs, mas somente as pessoas “surdas” no sentido musical podem defender alguma coisa ali. Não há qualquer defesa, infelizmente… não há performance de palco, nao há voz, não há dança, não há nada… e o que existe, envergonha o genial legado…

        [ ]’ s,

        Eduardo.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: