Semana Minuto HM – Children of the Sea no ensaio do DW (RiR 2011)

Galera,

uma das coisas que estou guardando há um certo tempo, especialmente para esta semana, é o vídeo abaixo. No sábado antes do MetallicA se apresentar no Rock in Rio 2011, nos reunimos por horas para tocarmos algumas das músicas que marcam a nossa vida de dedicação ao metal. Quer dizer, alguns tocarem, outros terem o privilégio de assistirem.

E uma destas músicas, filmada na íntegra pelo Marcus Batera, é Children of the Sea, do clássico Heaven and Hell do Black Sabbath.

Já que estamos na chamada “Semana Minuto HM”, comemorando o aniversário de 3 anos do blog no próximo dia 25, este post tem o intuito de homenagear e agradecer estas pessoas que estão no vídeo  – e também todas as outras que estavam presentes no ensaio e/ou no show – e que são os pilares deste blog, cada um contribuindo, ajudando ou interagindo da melhor forma possível.

No vídeo, vocês poderão conferir na formação do DW – com os irmãos devidamente uniformizados:

  • Alexandre B-Side e seu enorme talento na guitarra – com destaque para a brincadeira que ele faz com a mão perto da câmera e seu perfeccionismo na execução da música;
  • Flavio Remote e seu galopante baixo – um mestre em conseguir tocar o que toca e ainda cantar – prestem atenção como seu talento se destaca nesta música e
  • “Rolfístico Personagem” e toda sua leveza, delicadeza e sutileza na bateria – uma pessoa realmente carinhosa, hehehehe… 🙂 – algo que faz toda a diferença, não?

Lembro já com muita saudade de todo o final de semana e espero que muitos ainda se repitam.

Long Live DW e Minuto HM.

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Bandas Independentes, Black Sabbath, Cada show é um show..., Covers / Tributos, Músicas, Minuto HM, Off-topic / Misc

9 replies

  1. Wooooow!!! Muito legal!!! E que dia divertido!!! Uma das tardes mais divertidas de 2011, sem dúvidas! E mais barulhenta também 😀
    Meus ouvidos nunca mais foram os mesmos hehehe

    Parabéns a banda e ao Minuto. Sou fã!!!!

    Like

  2. Sem contar que o volume ia aumentando música a música… realmente não dá para não destacar que o o ar lá dentro ficava diferente… e os ouvidos nunca são os mesmos depois de uma sessão como esta…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  3. Eduardo,
    O maior feito é seu: conseguir retirar o vídeo do celular do rolf e publicar é muito mais dificil que tocar a música.
    E o outro destaque foi a reunião de toda a galera naquele fim de semana realmente inesquecível.
    FR

    Like

    • Remote, realmente não é das tarefas mais fáceis, mas devo aqui elogiar nosso “Personagem” pois ele rapidamente me trouxe o vídeo depois que eu pedi… então, desta vez, gostaria de no mínimo dividir isso com todos e dar os devidos créditos a ele por ter sido bastante rápido!

      Sim, o final de semana foi inesquecível e legal poder ter algo em vista novamente.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  4. Eduardo, Suellen e amigos do blog:

    Fazer essa bagunca com vocês e com os meus brothers de banda Dw não tem preço. Considerando que essa parceria em trio tem uma história que ultrapassa os 25 anos , juntos em projetos musicais ou não, estar tocando com esses caras é a cereja do bolo. E também é uma forma de homenagear nossos ídolos, aqueles que fizeram toda a diferença em nossa cultura musical. Se pra vocês a homenagem ficou legal, só posso agradecer …
    A questão do gradativo aumento de volume que se observa durante os ensaios do Dw tem relação direta com o único instrumento acústico do projeto, no caso a bateria . O Rolf já é meio surdo, acredito que a surdez vai se acentuando durante o ensaio, fazendo com que ele aumente gradativamente a forma nada delicada de tocar o instrumento. Como uma ação corresponde a uma reação, os demais instrumentos vão acompanhando a força motriz da banda. Essa é a explicação técnica.
    Vai agora a explicação emocional : Segundo o filósofo da banda, Rock and Roll é pra tocar alto, e disso ninguém vai poder reclamar no ensaio do Dw.
    Bem, o filósofo da banda vocês sabem quem é , certo ?
    Por fim, gostaria de agradecer ao Eduardo por ter disponibilizado isso por aqui, eu nem sabia que isso tava sendo gravado e guardado…

    Obrigado

    Alexandre

    Like

    • B-Side, comentário fantástico e que resume / completa maravilhosamente bem o post e o histórico de tudo.

      Sem dúvidas as homenagens feitas são excelentes e posso me sentir um privilegiado em poder presenciar vocês tocando. E sim, jamais dá para reclamar que o volume não está no melhor estado que possa estar – ou seja, ouvidos sangrando.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  5. QUE dia !! Esse final de semana foi com certeza um dos melhores da minha vida. Nada melhor que tocar em grupo com gente que sabe tocar e no dia seguinte ir ao Rock in Rio e assistir ao Metallica, Angra e Motörhead, tudo num só final de semana .. Inesquecível !

    Like

    • Gabriel, sua “adição” nesta banda foi também muito legal! Você tem muito talento, de verdade, e sei da responsabilidade em tocar ao lado desses outros 3. Na dupla com B-Side, a coisa funcionou muito bem! Parabéns a você por tudo!

      Foi um final de semana realmente incrível! Ah! E ainda teve o MetallicA…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

Trackbacks

  1. Metal no Rio de Janeiro. Por que é tão difícil ? Conheçam a banda carioca Dreadnox « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: