Encontro semestral Minuto HM – Ensaio DW4 – 25/agosto/2012

Fala, galera,

este é um post muito especial, de uma data muito especial: trata-se do encontro (no mínimo) semestral onde a galera do blog se reúne para “fazer um som”. Mas quando o “core” deste encontro possui, entre outros amigos, o trio Remote, B-Side e Rolf, é muito mais que isso…

O ensaio em São Paulo durou algumas poucas horinhas (a tarde toda e uma parte da noite) e reuniu, além dos citados, alguns convidados de honra, como o Chris, o Renato e a ilustre visita do Jake Wizard, além de mim. Outro convidado era o Marcus, que era mais que um convidado, sendo membro da banda no segundo momento do ensaio para um enorme repertório recheado de clássicos do rock e do metal.

Na parte que competia ao lineup do DW4, ou seja, dos amigos cariocas, Jake Wizard caprichou em sua participação gravando diversas músicas, com mais de uma câmera, e depois, como de costume, montando um DVD, até com menu, e mais: conseguiu trabalhar na qualidade do som – de totalmente “estourado” (com o volume no 11 que o ensaio sempre é feito, graças aos Deuses do Metal), como vocês poderão ver na versão Director’s Cut dele, para uma versão bastante sóbria e limpa, onde é possível conferir cada instrumento com muita clareza!

No vídeo abaixo, é possível conferir como o fantástico trio se alternava entre DIO e Black Sabbath, trazendo mais para o final a banda dos mascarados mais famosos do mundo, inclusive com um lado B-side total com as músicas do (Music From) The Elder. No meio disso tudo, o agradável e esperado reencontro após muitos anos de Jake Wizard com um instrumento que domina, para uma música do Ozzy e, por fim, emprestando o vocal ao trio em War Pigs!

Então, aí está o setlist, com os links para as devidas resenhas dos discos:

01) Sacred Heart
02) Sabbath Bloody Sabbath
03) Between Two Hearts
04) The Sign Of The Southern Cross
05) (Treino) E5150 com Eduardo no playback
06) Children Of The Sea
07) Straight Through The Heart
08) Lonely Is The Word
09) One Night In The City
10) Crazy Train com Jake Wizard na guitarra, Marcus no vocal e Eduardo na filmagem
11) Strutter
12) Only You
13) Under The Rose
14) War Pigs com Jake Wizard no vocal e Eduardo na filmagem

Aqui o Director’s Cut do DVD, com Sabbath Bloody Sabbath e Between Two Hearts:

Após o ensaio do DW4, o Marcus foi para a batera para o “complemento” (leia-se maior parte) do ensaio, e tocou diversas músicas com o trio, de várias bandas. Já na música do AC/DC abaixo, o Marcus em sua grande capacidade musical foi para o vocal e eu, Eduardo, vou para a bateria, em uma das maiores honras que um aprendiz como eu no instrumento podem ter – quisera todo aluno iniciante de bateria tivesse a honra de tocar com estes caras – fica tudo tão fácil…

Por fim, também de autoria de Jake, um slideshow com fotos e uma trilha sonora especial:

Dedico este post aos aniversariantes do dia, senhores Alexandre BSide e Flavio Remote, os gêmeos de talento inigualável, e também ao Jake Wizard, por toda a parte “multimídia” que proporcionou este post ser feito – eu só “youtubiei” a coisa toda.

Que este encontro se repita por todos semestres (de novo: no mínimo semestralmente) possíveis do mundo, sempre…

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: AC/DC, Artistas, Black Sabbath, Cada show é um show..., DIO, Kiss, Músicas, Setlists

6 replies

  1. Excelente post!!!
    Realmente um dia pra ficar guardado na memória! Me sinto honrado em ter participado deste grande encontro recheado de feras. Não há adjetivos realmente para descrever o que é levar um som com os gêmeos (gênios) e com o Rolfístico personagem… o som é bom, é alto, é limpo… tem muita qualidade nesses caras!!!
    – B-Side, guitarrista fantástico! Toca com dois amplificadores porque vale, no mínimo, por dois guitarristas! Sensacional!
    – Remote, que é aquilo que você faz, cara? Toca baixo com a mão, teclado com o pé, e canta? Que p…@ é essa, mano?! Formidável!!!
    – Rolf, tem algum instrumento que você não toque? Impressionante, onde encosta a mão sai som! Sei lá, ukelelê! Taí, quero ver você tocar ukelele e acordeon!!! Só falta isso mesmo… Espetacular!
    Sem contar os mesmos como pessoa… um mais legal que o outro… pessoas muito humanas mesmo, no melhor dos sentidos!!!
    E teve até participação de nosso amigo Jake “Randy Rhoads” Wizard!!! Mandou uma guita irada no Crazy Train e ainda mandou um vocal de War Pigs. E assim, de sopetão! Falou que não tocava há 3 anos e tocou daquele jeito?! Duvido! 😀
    Chris e Renatinho marcaram presença só pra assistir! Sensacional. Uma pena que não puderam ficar até o final e nos acompanhar em uma deliciosa pizza pós-ensaio, assim como o Jake.
    Eduardo, meu irmão, excelente sua evolução nas panelas! Muito bom mesmo! Saído do zero, e em menos de 1 ano já leva um som, sem nenhum problema, com caras do nível do trio carioca! Parabéns mesmo! Se em algum momento pude te ajudar, me sinto honrado em ver o que você já faz hoje!
    Por fim agradeço as palavras sobre minha pessoa. A intenção era não atrapalhar ninguém… 🙂
    Enfim, muito bom esse post para trazer lembranças de um dia inesquecível. Foram 7 horas de METAL que passaram em 7 minutos (HM).
    E que venham mais encontros como este (no mínimo semestralmente).
    Abraços a todos!

    Marcus [106] Batera

    Like

    • Valeu, Marcus, excelente comentário que resume bem um pouco daquele ótimo dia.

      Falando de mim um pouco, olha, meu objetivo ao começar as aulas era apenas de conseguir, um dia, tocar UMA MÚSICA COMPLETA, seja qual fosse (claro, uma música que eu gostasse). Não só hoje toco uma ou outra música completa, como ando me arriscando a tocar músicas de um nível 2, o que, para mim, já é demais…

      Conseguir então tocar com os “gêmeos gênios”, com você, com Rolf, enfim, já é mais do que sonho realizado. Sério, para mim, já é mais do que objetivo atingido. Tudo que vier para frente de aprendizado de batera que eu possa ainda ter é lucro, e líquido…

      Sabe o que é também muito bom pensar? Daqui alguns anos, voltar a este post. A lembrança é uma coisa que não tem preço e este blog vem, ainda bem, proporcionando momentos muitos felizes a todos, o que me deixa muito orgulhoso…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  2. Bom entrei já na madrugada do dia 10, um ano e um dia mais velho e já tinha sido avisado pelo B-side do post, resolvi conferir – essa é uma das vantagens de não conseguir dormir dire(i)to. Cara, mermão, é incrível o que esses mano(s) paulista são capazes de fazer. O Eduardo além de montar e manter (ta f…) este espaço com essa qualidade, participa da brincadeira, grava, toca, escreve, youtubeia, sei lá mais o que… O Marcos toca bateria, aliás toca And Justice, Harvester, Spirit of The Radio na bateria, canta Highway to Hell com maestria, inventa as mais impossíveis musicas para serem tocadas, Renatinho sempre muito participativo, que reclamou de ter perdido Sign of The southern (desculpa nao dava para reprisar – não tinha tempo nem voz para isso – fico devendo para daqui a 6 meses), O Christian que sabe tudo de cor e nos traz uma responsabilidade em tentar agradar – o cara é fã de DT, e perde tempo ouvindo a gente… e o Jake nos traz o que não acreditei ser possível, filmar e filtrar (ta f… outra vez) o som de forma a ficar audível aquela barulheira toda – é incrivel a diferença no director´s cut e depois eu achava que mexia alguma coisa de edição de som. E a edição de vídeo é genial – deve ter dado um trabalho da P… isso tudo – Quanto estamos devendo?
    Ao Rolf e meu irmão são os de sempre agradecimentos de anos tentando manter a barulheira cada vez mais alta…
    E no fim no Slide Show: Fluff – as lagrimas estiveram querendo cair pelo meu rosto – é acho que estou velho mesmo.
    Obrigado a todos pelo presentão de aniversário – inesquecível…
    FR

    Like

    • Remote, que legal seu comentário e que bom que vocês gostaram. Fico muito feliz em poder minimamente proporcionar um momento como este – afinal, vocês nos proporcionam muito com a amizade de vocês, aqui no blog e fora dele.

      Quem ganha o presente somos nós, na verdade…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. Eu confesso que tenho uma certa aversão a ver esses vídeos , a tendência é sempre de buscar os erros e esquecer os acertos …
    Mas como a edição tirou muitos dos erros ( mas não todos, é claro), queria primeiro agradecer ao Jake,além de elogiá-lo na condição de Director . O mundo está perdendo um cineasta . E nós estamos perdendo um guitarrista … Como eu gostaria de que ele participasse do projeto, coisa que ele demonstrou que rolaria tranquilamente.
    Eduardo,eu queria lhe agradecer pela idéia de nos homenagear em nosso aniversário ,veja só,acabei vendo todos os vídeos , até o de mais de uma hora … É coisa de irmão mesmo, muito obrigado !! E também preciso elogiar sua parte cineasta,tentando buscar os melhores detalhes de cada instrumentista em seus determinados momentos das canções .
    Aos parceiros musicais Rolf e Flávio,que essa brincadeira dure bem mais que os já mais de 25 anos que nos conhecemos , também sou só agradecimentos …
    Aos masoquistas Renato e Chris , obrigado pelo sobreviverem ao “sofrimento” que fiz vocês passarem . E é verdade,o cara ouve DT,o que ele estava fazendo lá …
    Marcos,deixei você por último por que em virtudes de questões circunstanciais , afinal o Jake teve de ir embora, a mais valorosa virtude sua como instrumentista não está em nenhum dos vídeos acima . Embora possamos ouvi-lo cantar inclusive Strutter , que ficou ótima, diga-se de passagem, e não antes mencionado nesses comentários , como eu gostaria de ver suas sensacionais participações nas bateras de músicas como Rime of The VERY ancient Mariner , The Call of Ktulu, And Justice for All e principalmente Harvester of Sorrow,que pra mim se constitui do maior desafio de memorização de qualquer canção que eu tenha até hoje ousado a tentar tocar .
    Juntemos isso a um repertório que fez uma inusitada mistura, desde My Love ( Macca) e Careless Whisper ( desculpe-me todos, eu não consegui levar essa a sério, e acabei estragando a versão ) , passando por Home Sweet Home ( Motley Crue) e Foolin ( Def Leppard) e chegando ao peso puro das do Iron ,Metallica e também Cult of Personality ( Living Colour), e o que posso mais fazer do que agradecer e agradecer a todos …????

    Um abraço e até o próximo , que seja breve !

    Alexandre

    Like

    • B-Side e a infinita humildade… cara, tocar o que vocês tocam, da forma que vocês tocam, não existe facilmente por aí – você sabem disso, não? Vocês são fantásticos…

      Como disse ao Remote, fico muito feliz em proporcionar este momento para vocês mas, de verdade, o presente é para mim e para os outros que acompanham este blog e seus “eventos”… o grande presente é a amizade e companheirismo de vocês…

      Falta muito para o próximo ensaio? Quando começaremos a discutir data, local e setlist? E por favor, me deixem apenas como fã…

      Ah! Remote e Renato, SEM MACRO DE EXCEL! Hahahahaha…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: