Discografia MetallicA – parte 1: Objetivos, Estrutura, Escopo e Índice

Por livre e espontânea pressão JAMAIS observada por aqui vontade, ela está chegando!

DiscMet_timeline_1981_logos

OBJETIVOS

Sempre relutei em começar esse “trabalho” por aqui e há vários motivos, já conhecidos por muitos. Um deles é a riqueza que tende ao infinito da história de uma banda como esta versus a minha parca capacidade de síntese quando o assunto é este versus meu medo de deixar coisas de fora. Como fã, me cobro até disso e sei que outros fãs não esperam ler algo como “Discografia MetallicA” e não achar alguma pedra fundamental no meio de uma resenha.

Mesmo assim, aqui estou eu, neste momento ainda sozinho (*), iniciando este desafio que, para mim, agora é um projeto, com a exceção de um item fundamental: prazo! O prazo de publicação de posts e finalização desta discografia não existe e não existirá. Os posts sairão quando for a hora deles saírem. Há também, claro, a ansiedade pelo meu lado, mas tentarei, dentro do possível, não deixar isso me contaminar.

(*) Ajuda é bem-vinda! Acho saudável trabalhar nisso em pelo menos mais uma ou duas pessoas. Quem quiser colaborar de maneira esporádica ou fixa, ou até mesmo virar um parceiro nesta jornada, a hora é agora. Como diria Hetfield: “Are you still out there?” ou “Are you alive? How does it feel to be alive? SHOW ME!”. Ou seja, por favor, mostrem-se.

Outro ponto que será fundamental por aqui: tudo, exatamente tudo, será “vivo”, ou seja, a qualquer momento, pode sofrer alterações. Talvez não seja possível acertar muita coisa de primeira e peço a compreensão de todos – e aí voltamos no ponto de colaboração. Como de costume neste blog, muitas vezes mais importante que os posts, são os comentários de todos – inclusive meus – acrescentando, corrigindo e sugerindo materiais: isso vale para todas as etapas, inclusive agora, onde proporei mais abaixo um índice para esta discografia.

ESTRUTURA E ESCOPO

O MetallicA é uma máquina, muito bem lubrificada, em termos de lançamentos oficiais. O foco será, como deve ser, a discografia básica da banda. Entretanto, já temos muita coisa da banda por aqui no blog e, dentro do possível, faremos links aos materiais específicos. Dessa forma, o leitor será levado ao detalhe, caso queira, de determinado assunto já publicado, ou de complementos dele. Além dos materiais básicos, trarei o que considerado “marcos da banda”, ou seja, materiais com alta relevância na história da banda.

Assim, esperem e me ajudem a ter, dentro do possível, algumas coisas legais além da discografia básica, como fotos e vídeos (clipes, vídeos de tours, Misson: MetallicA, etc) (**); os principais awards; a explicação de algumas letras; os principais álbuns ao-vivo, singles e EPs, colaborações e compilações, covers, box sets; tours; algumas participações externas da banda e ou membros; VHS, DVD e blu-rays; livros; video-game; MetClub… e já estou com sensação que estou esquecendo algo! 🙂

Não é escopo desta discografia trazer materiais piratas da banda ou links para downloads não oficiais de Lars e CIA. Este blog não possui esta finalidade, nem nunca possuirá. Assim, não esperem por links para MP3s e afins que não sejam os oficiais e, mesmo assim, não esperem também para os oficiais. O caminho para isso é fácil, basta clicar aqui.

Também não é escopo apenas falar bem da banda. Neste ponto, pegarei uma “caroninha” na Discografia Kiss com a famosa “Nota do Redator” para poder mencionar minhas impressões pessoais – ou de quem mais estiver contribuindo comigo – sejam elas da escala “obra-prima” até “lixo não-reciclável”. E vocês já sabem que esta banda possui material passando por todas estas fases…

(**) E sim, dentro do possível, trarei materiais próprios, sejam meus ou de quem quiser colaborar. Teasers:

DiscMet_01_CDs

DiscMet_01_DVDsVHS

DiscMet_01_camisetas_afins

ÍNDICE

Abaixo, a proposta deste trabalho. Os outros inúmeros itens serão trazidos (ou pelo menos muitos deles) oportunamente dentro dos posts relacionados à época da banda. E, conforme os posts forem publicados, voltarei aqui para “linkar” cada capítulo, transformando este artigo em um índice mesmo.

  • PRÉ-METALLICA:
  • O ACIDENTE FATAL DE CLIFF BURTON
  • Jason Newsted
  • A POLÊMICA NAPSTER
  • SAÍDA DE JASON NEWSTED
  • AUDITIONS & ROB TRUJILLO

Galera, é isso. Um dia ela iria começar – eu mesmo duvidei, mas aqui estamos. Até o próximo post!

No life till leather

We are gonna kick some ass tonight

We got the metal madness

When our fans start screaming

It’s right well alright

When we start to rock

We never want to stop again!

[ ] ‘ s,

Eduardo.

____________________________________

PRÓXIMO CAPÍTULO: Discografia MetallicA – parte 2: [Pré-MetallicA] Lars Ulrich



Categories: Anthrax, Curiosidades, Discografias, Megadeth, MetallicA, Off-topic / Misc, Resenhas, Slayer

42 replies

  1. Antes de tudo. Parei tudo o que estava fazendo e parei mesmo! Larguei o Baixo, larguei tudo e sou o primeiro a comentar – isso era mais importante! Desafio aceito pelo Eduardo – não tenho nada a ver com isso, mas sei que agora aprenderei realmente sobre o Metallica – joguem todos os livros, as biografias fora – acho que até vou comprar o Lulu – parem o Mundo: A VERDADEIRA DISCOGRAFIA COMEÇOU….

    Like

    • Remote, a intenção não era fazer você largar tudo não, ainda mais o instrumento que toca Orion tão bem… só não exagere com estas coisas como “joguem os livros fora”… essa aventura vai sem dúvida ser legal apesar de, como dizem por aí uns caras do Rio que eu conheço, “I’m afraid…”.

      Sobre comprar o Lulu, bom, faça por conta e risco… esse será inclusive um capítulo curto, visto que já há um post específico dele por aqui, então a coisa vai ser mais história mesmo…

      Por fim, a VERDADEIRA, digo, AS VERDADEIRAS discografias são: Kiss, DIO, Scorpions e VH, não sei dizer a ordem direito, mas são estas. Eu estou embarcando em uma aventura enquanto outros capitães já estão em alto mar faz tempo…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Se uma coisa não preciso me preocupar é sobre a qualidade do texto e procurar outro tipo de leitura – fico com o MHM, ainda mais com o seu mentor – a Discografia Metallica não tem como dar errado – vai fazer par com as outras excelentes Discografias do blog, sem dúvidas. Que venha logo!

        Like

  2. Ah… e agora vou ler esse primeiro post…

    Like

  3. Esta salivando … Como mesmo você definiu não há prazo para início, nem fim, mas quando é o primeiro próximo post? Hehhehehehehehehe…

    Like

  4. Já reli esse primeiro post – ajuda para escrever sobre o Metallica – só se for da mãe deles, eu sou mero aprendiz aqui. Usar a idéia do NR – claro – se quiser assino até procuração liberando os direitos da discografia do Kiss e o que quiser mais.
    E esse material, que é isso? Deu vontade até de comprar – tão a venda? Acho que vou procurar uns vinis….
    Tá salivando….

    Like

    • Remote, todos vocês são grandes conhecedores da banda e eu JAMAIS me poria em uma posição de verdade absoluta aqui, não… aliás, vocês tiveram o PRIVILÉGIO de “viver” os anos 80 – ver tudo isso acontecendo enquanto eu estava preocupado com Pirocóptero, Lango Lango, mascando um Ploc…

      Tenho plena certeza que o que virá em forma de comentários será o principal a cada post…

      Sobre a NR, tenho certeza que não farei de maneira competente como vocês fazem, mas é algo que será um bom exercício para mim, para tentar jogar minha opinião sem muita emoção atrelada – apesar que isso será difícil…

      Sobre o material, cara, é o básico da banda, como muitos fãs têm também – e muito mais. Mas será legal para mim poder colocá-los por aqui, mais uma ideia genial de vocês, a propósito…

      Os vinis, por favor, eu apoio! E os quero aqui, claro… 🙂

      Pare de salivar e boas compras :-).

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Os vinis devem vir com os posts – mas não comprarei nenhum pós Black Album, por vários motivos, principalmente, porque a concepção de ser vinil já havia acabado e o album não era “montado” para este formato. Então tá mais ou menos fácil, só faltam os dois primeiros – na verdade talvez só falte 1. Já que o Kill Em All….. eu precisaria aceitar melhor o disco – mas a discografia ta aí para isso…

        Like

        • Excelente, depois podemos colocá-los por aqui, caso queira… será legal. Isso QUANDO tivermos os posts, claro, hehehehe…

          Já o primeirão é um disco à parte da discografia, praticamente… mas não é hora de entrarmos nisso (aliás, falta MUITO ainda).

          Enquanto isso, você pode dar uma ouvida em todos para dar uma “atualizada” na cabeça, sem compromisso… quem sabe após os posts a opinião não muda? Pode até piorar, hahahaha (mas, no caso do primeiro, não creio que piore).

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Like

  5. Agora vi vantagem!!!! Cara, nada mais justo do que um dos maiores conhecedores do Metallica iniciar aqui esta saga que promete ser uma das mais ricas do blog!! Espetacular esse primeiro post!!!

    Abs
    Wagner

    Like

    • Wagnão, eu que vi vantagem de ver você saindo das profundezas e comentando de volta por aqui. Seus “Mega”posts fazem faltam, assim como os comentários, e será legal ter você por aqui de novo, espero que não “apenas” para a saga MetallicA.

      Valeu pelos elogios, significam bastante.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  6. Nunca vim até o campo de comentários tão rapidamente… Pra dizer a verdade, agora qdo terminar é que vou ler… O “cara” lá errou a data. O mundo acaba por estes dias, né BSide e Rolf? Esse é o Dudu… rsrsrs

    DJ

    Like

    • É Daniel,corremos para comentar – se o mundo vai acabar por esses dias – hoje já começou – mas é bom ele durar pelo menos até o fim da Discografia!

      Like

    • Mestre Daniel, você é um dos que contribuiram com a pressão danada, ainda que em menor escala, hehehehe… e é um prazer ter um cara como você aqui acompanhando o que será iniciado – apesar da responsabilidade ser enorme…

      Sim, eu tenho informações privilegiadas que os Maias tiveram um erro de cálculo e que ele acaba ainda essa semana, antes da publicação do próximo capítulo, hahahaha… ou seja, vou morrer com a discografia iniciada, sem peso na consciência :-).

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  7. Cara, não preciso nem falar que estou com você “full time” nessa! Conte comigo… Podemos, inclusive, fazer um esquema TGI pra elaboração dos posts. Achei bem legal a estrutura proposta! E vamos que vamos…
    Abraços!
    Marcus [106] Batera

    Like

    • A responsabilidade de ter algo aqui com você lendo é ainda maior, my friend, e sua ajuda será bem-vinda. “Esquema TGI”, o esquema mais consagrado da história de um trabalho (hehehe – aos que não sabem, “TGI” nada mais é que o “TCC” da faculdade, assim chamado no Mackenzie), não sei se é possível repetirmos, dada a correria, mas toda e qualquer contribuição é sem dúvida mais do que aceita e válida…

      A estrutura está aí e as pesquisas já podem começar, desde já… pesquisa, opiniões, enfim, qualquer coisa mesmo… será um prazer dividir esta tarefa com todos que quiserem e, enquanto isso, vou aqui fazendo o que der… os comentários serão, mais do que nunca, FUNDAMENTAIS nesta jornada e isso todos nós – inclusive eu – devemos usar e abusar.

      Valeu e qual disco você vai ouvir para comemorar isso? Eu sei a resposta e lhe digo: ouvi o Justice na íntegra ontem :-).

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  8. Agora sim!!!!!
    Também desliguei um outro certo instrumento , todos os fios estão espalhados pela casa…. Esqueçam o Rock in Rio , esqueçam qualquer mudança de formação , esqueçam a discografia do KiSS, as partes que faltam da discografia Dio. …. nada mais disso interessa …
    Essa é a notícia do ano !!!
    E para não parar de espezinhar, falta apenas a outra….
    E que maravilha esse prólogo?? Tem até o LULU ali, olha só….
    Paro aqui pra ler tudo de novo ….
    Voltei…
    Eduardo, se tem alguém que pode ajudar nisso, parece até brincadeira o que vou escrever, não será eu, definitivamente..
    Seu conhecimento é estratosférico da banda, quanto ao NR, que ele venha , quanto maior, melhor……
    Parei de novo para ler de novo…
    Voltei…
    Esse índice é o sonho de consumo daqueles que querem conhecer a banda melhor…Ninguém mais vai poder dizer que não entende da banda …
    Vai chover cântaros no Rio de Janeiro hoje, vamos decretar feriado nacional , hoje é o dia internacional do Metal!!
    E que venha a próxima etapa !!! Estamos ansiosos !!!

    Alexandre Bside

    Like

    • B-Side, esqueçam RiR, Kiss e Dio uma PINÓIA! Já basta eu ser maluco aqui em querer iniciar algo com discografias Kiss e DIO como sombra – caras, e que sombras gigantes – como se fosse a sombra da Terra em uma azeitona…

      Notícia do ano? Que isso… como disse, um maluco já é o suficiente…

      Outra? Que outra? Falta muito para 2025?

      Sobre o Lulu, pensei se colocaria ou não, quando estava tentando fechar o tal escopo. O MetallicA tem “trocentas” coisas em sua discografia, procurei ficar com o essencial e tentar pelo menos CITAR o que a banda fez (e faz) ao longo destas décadas – e o Lulu é um desses casos que são essenciais citar e destacar, pois é um marco na carreira da banda. Marco bom ou ruim, é um marco…

      Sobre a ajuda, com certeza ela virá de você sim, diretamente ou não. Tenho certeza que lerei comentários que valerão mais a pena que o próprio post, e uma das pessoas que fará isso ser verdade é justamente você…

      Sobre a chuva, acho que já anda chovendo muito por aí, né? Será que é por isso? 🙂 . Não, chega de chuva…

      Dia Internacional do Metal eu não sei, mas complementando com o “allicA”, quem sabe? 🙂

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  9. Muito bom!

    E pelo visto, nem começou a análise e me veio uma preocupação: acredito que essa parte de comentários vai ter que mudar. Porque discografia do Metallica vai ser um prato cheio para discussões mil e aqui nós vamos nos perder completamente!

    Se quiser ajudar, é só mandar. Principalmente em Load e Anger que são álbuns que não são meus preferidos, mas adoro analisá-los.

    Uma coisa: o Beyond Magnetic vai ficar dentro do DM?

    Abraço e sucesso,

    Glaysson

    Like

    • Olha, Glaysson, a parte de comentários no sentido “fanboy” é, de verdade, a única coisa que me preocupa e era um dos pontos que me fazia pensar se começava a discografia por aqui ou não. O MetallicA e o Iron Maiden são bandas que provocam um amor as vezes cego e incondicional à banda – falo isso até por mim – e me preocupa um pouco isso, já que o nível do blog aqui é alto. De qualquer forma, acredito que o blog já está maduro o suficiente para “comportar” esse tipo de situação – que não deixarei acontecer por aqui.

      Mas cara, será um tremendo prazer fazer os comentários virarem uma verdadeira “zona”, enriquecendo o post. Eu diria que, quanto mais, melhor, desde que tenhamos coisas que contribuam – e tenho certeza que você será muito importante nisso, conhecedor-nato que é de MetallicA!

      Opiniões divergentes deverão rolar aqui como uma bola em uma ladeira, mas desde que acrescentando, vejo isso como a coisa mais saudável que podemos ter por aqui – vai fazer a gente aprender ainda mais!

      Sua ajuda, assim como comentei mais acima ao Marcus, é super bem-vinda. A ordem dos posts deverá ser mais ou menos esta e, assim, todos sabem o que virá em seguida! Muito obrigado mesmo, de antemão, por estar disposto a participar, é uma honra e acrescenta um peso absurdo na responsabilidade de resenhar por aqui…

      Sobre o Beyond Magnetic: sim, a princípio dentro do post do Death Magnetic, afinal, são materiais da época – o álbum poderia ter saído até duplo, não, se a banda quisesse ter trabalho mais firma na época com estes materiais?

      Obrigado novamente!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Acho difícil virar um “whiplash”, com nego se xingando. Se não ocorreu até agora, acho difícil ter nesse momento. Eu é que tenho que tomar cuidado se falarem mal do Hetfield, mas contarei até 10 haha.

        Apesar de cada álbum do Metallica – e de qualquer outra banda que somos fãs – ter um significado especial para cada um, tenho certeza que essa análise irá nos dar uma maior percepção de cada álbum e música, tamanho serão os comentários e a qualidade dos posts.

        Sucesso!

        Glaysson

        Like

        • Olha Glaysson, apesar de raro, esse tipo de coisa acontece por aqui também. O que acontece é que eu, como administrador, não aprovo o comentário caso ele seja de baixo nível ou agressivo…

          Tenho este receio sim, mas isso não significa que não podemos ter opiniões das mais diversas aqui, ainda mais se tratando de MetallicA. Conheço gente que considera o Kill ‘Em All o melhor disco da banda, mas tenho certeza que há pessoas que o colocariam como o pior dos 5 primeiros. Há a velha conversa do MetallicA ter se vendido, há a conversa que só os 4 primeiros prestam, enfim, não quero de verdade “reinventar a roda”.

          A intenção aqui é, por exemplo, compartilharmos conhecimento e coisas legais da banda… fazer a gente ouvir o disco e de repente, ouvirmos coisas que nunca ouvimos, boas ou ruins, como você bem disse.

          Tenho certeza que será legal e obrigado, cara, pelo apoio.

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Like

  10. Ahhhh … Entendi a estratégia … Ele esperou ver se o mundo nao ia acabar e só então deu essa noticia ao mundo!!!
    Edu … Parabéns pela iniciativa … Sei que esta iniciativa nao tem prazo para a “acabativa”, mas já sei que finalmente vou conhecer a história completa desta banda que tanto gosto!!!
    Também sei que tudo o que estou escrevendo pode e será usado contra mim!!! Mas é isso que vale!!! E tinha que aproveitar a oportunidade …

    Parabéns … E já estamos aguardando!!!! Hehehehehehehehe

    Like

    • Chris, o mundo vai acabar logo mais, por isso comecei aqui… vamos todos morrer com isso iniciado, hahahaha…

      A responsabilidade só aumenta a cada comentário por aqui, mesmo… espero, meu amigo, poder contribuir de alguma forma com seu conhecimento… se conseguir, o objetivo está mais do que atingido…

      Uma recomendação, mesmo que óbvia, é sempre procurar ouvir os discos – se possível, antes, durante e depois. Você verá que as vezes a coisa ganha mesmo outra perspectiva…

      Agora, sobre o que pode e será usado contra você… vou ver um certo “macreiro” para direcionar um certo trabalho para uma “Discografia Dream Theater”… just saying… 🙂

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  11. Aêeeeeeee!! Que ótima maneira de iniciar o ano!! Já estou ansiosa esperando os próximos capitulos e os comentários sempre ótimos que tem por aqui! Parabéns, Eduardo! Viva a livre e espontânea pressão!!! \o/

    Like

    • Su, Feliz 2013 a todos nós… nunca disse que não tentaria fazer isso por aqui, né? Agora que comecei, já era, hahaha…

      Você será sem dúvida outra pessoa essencial para que essa discografia fique melhor. E, mais uma vez, haja responsabilidade, é muita gente boa vendo isso…

      E é hora de direcionar a pressão para outro lado… por exemplo: conheço uma pessoa que manja de Alice In Chains como ninguém… estou só começando 🙂

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  12. Incrível, 2013 não poderia começar melhor!!!
    Uma coisa é certa: todos lembrarão pra sempre o que estavam fazendo quando viram o primeiro post desta discografia.
    Alguém tem dúvida que ela será magistral???
    E que venha mais pressão!!!
    [ ]’s
    Julio

    Like

    • Julio! Excelente… só de ver a galera se reunindo, já está valendo tudo…

      Sim, acho que todos nós lembraremos, mesmo. Que legal!

      Exageros à parte, agradeço os elogios e já que você também trouxe o tema “pressão” para a mesa… uma certa banda que começa com “V”e termina com “an Halen”… ring the bell? 🙂

      Está fazendo uma TREMENDA falta, de verdade!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  13. Opa, vou acompanhar esses posts também.

    Like

  14. Eduardo, a expectativa que todos estão expondo aqui já fala por si! mas o que é preciso dizer – talvez fale por muitos aqui – é que eu não tenho dúvidas que você realizará um grande trabalho pra falar dessa que é uma das grandes bandas do seu coração – senão a com a maior das fatias!

    Todos nós sabemos do significado que esse trabalho terá para o blog e por que não dizer para a história das mídias sobre o Metal no Brasil ……..não é pretensão minha não ……..basta olharmos para o que o Flávio e o Alexandre fizeram com as outras discografias ……..é histórico …dificil achar paralelo ……sem deixar de citar o que o Julio Bertocco trouxe também ………e “by the end of the day” sabemos que vamos aprender muito com você ……….que venha essa discografia …….grande abraço meu irmão

    Like

    • Rolf, faltava você por aqui… e pronto, o ciclo de responsabilidade está completo (creio eu)…

      Mas de novo, não acho que devemos esperar por algo do nível Kiss e DIO aqui não, ou ainda as do Julio com Scorpions e VH… mas espero, de verdade, poder contribuir com algo, a ideia é essa, afinal…

      Que venha logo… mas calma, sem pressa…

      Muito obrigado!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  15. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  16. Eduardo,

    Como sabe, estou chegando bem atrasado nas inúmeras discografias presentes aqui no blog, mas pretendo aos poucos revisar e comentar os discos analisados por esta excelente seleção de mestres que povoam as páginas do Minuto HM.

    Esta sua idéia de criar este índice é tão fantástica, assim como a forma que você organizou tudo a fim de pavimentar seu próprio caminho nesta longa jornada na história do MetallicA, que, face às dezenas de posts que comporão a série que estou escrevendo, irei “copiar” sua idéia, e logo teremos um índice similar para a Discografia Rush que já se encontra em andamento.

    Agora irei submergir nesta história do MetallicA, que confesso ser para mim bastante desconhecida…

    Parabéns!

    keep writin’

    Abilio Abreu

    Like

  17. MetallicA entra no livro dos recordes de 2015 por ser a primeira e até agora única a tocar em todos os continentes: http://wikimetal.uol.com.br/site/metallica-entra-no-livro-dos-recordes-de-2015/

    Só não dá para engolir esse papo furado de que “ninguém estava prestando atenção nisso”. Pelo contrário, as ações foram meticulosamente planejadas e é claro que a exposição e retorno para a banda eram parte do pacote. Não sei para que essa hipocrisia, sinceramente – é um discurso desnecessário para algo que é legal por si só.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

Trackbacks

  1. Discografia Newsted – Parte 1 – Álbum: Heavy Metal Music « Minuto HM
  2. Origens e curiosidades dos nomes de bandas « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: