Dream Theater anuncia data para novo álbum!

Após as merecidas férias pós world tour do álbum A Dramatic Turn of Events, o primeiro após a saída do baterista e fundador da banda, Mike Portnoy, o Dream Theater e sua gravadora, a Roadrunner Records, anunciaram a data do lançamento do novo álbum desta icônica banda.Dream Theater formation

Em 24 de setembro deste ano será lançado o álbum entitulado “Dream Theater”. John Petruci se diz muito empolgado com este lançamento e afirma que a cada álbum a banda vê uma oportunidade de recomeçar e de tentar coisas novas, melhorar outros pontos, enfim se mostrou ansioso por todos poderem escutar as novas músicas.

Este será o primeiro álbum onde o novo baterista, Mike Mangini, que aliás é excelente e já se incorporou à banda, participou desde o início, dando sua própria contribuição às composições e arranjos. No álbum anterior ele havia acabado de ser escolhido, conforme um processo de audiências já divulgado aqui anteriormente, e participou somente na execução do que já havia sido criado pelos outros componentes da banda.

Estamos todos ansiosos por mais este álbum desta lendária banda. Que venha logo o dia 24 de setembro!

A banda também anunciou que em breve divulgará a world tour para este novo trabalho! Com certeza estarão por aqui novamente! É esperar e guardar dinheiro para o show!!

Vou aproveitar este post e também dar uma notícia que na semana passada deixou todos os fãs do Dream Theater chateados. A banda havia anunciado o lançamento de seus shows na Argentina, “Dream Theater Live at Luna Park”, para o mês de maio, entretanto na última semana de maio publicou que infelizmente, devido ao grande número de vídeos e à qualidade que quer neste lançamento, teve que adiar a data para novembro. Os fãs terão que aguardar por mais seis meses, mas o que mais me intriga é que a data é após o lançamento do novo álbum, o que pode tirar um pouco do brilho de ambos!

[]s



Categories: Agenda do Patrãozinho, Discografias, Dream Theater, Entrevistas

60 replies

  1. Mandei a notícia para O CARA do Dream Theater por aqui… 🙂

    Bom, essa parte do ao-vivo da tour anterior ir para depois ficou estranho mesmo, mas não entendo que pode tirar o brilho, Chris. Mas o timing não é bacana, ainda mais depois de terem anunciado.

    Creio que aí também a pressão da gravadora envolvida, e aí é business. Nessa hora, Portnoy deve ter dado um sorrisinho de canto de boca, lembrando de como cuidava de tudo…

    Já Mangini, como você bem disse, não tem nada a ver com isso e realmente está inserido na banda como se fosse um membro desde sempre, pelo menos é o que aparenta vendo a coisa de fora.

    Só nos resta esperar agora, duplamente… quem sabe eles não mudam as gravações da Argentina para o Credicard Hall, hehehe (brincadeira).

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  2. In Studio, Ep1 – vídeo muito legal!

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  3. Antes de tudo, obrigado Chris, pelas preciosas informações.. E o vídeo que o Eduardo incluiu,melhor ainda…Será que teremos mais partes?
    Em relação ao conteúdo do post, eu confesso que não gostei do pretenso título do álbum. O que eles quiseram dizer com isso ? Será alguma coisa ainda relativa ao Portnoy? Se for, acho que já está na hora de virar essa página…
    E pior ainda é lançar um live com um material que fica para trás depois desse novo lançamento..Concordo com o Eduardo, tem algum problema de planejamento nesta história..

    Ainda sobre o vídeo, tem uma hora que até parece que o Myung vai sorrir…Isso seria um ” furo de reportagem” sem precedentes..Mas ficou na promessa, apenas…

    Vamos aguardar o novo capítulo dessa banda, tenho certeza que tendo o Chris por aqui , não vai faltar novidades e sempre muito bem descritas..
    Agora vou buscar uma torta de chocolate, o vídeo despertou essa vontade…Ou seria melhor comprar uma guitarra Musicman JP??

    Alexandre Bside

    Like

  4. Obrigado pelas palavras Bside!

    Não senti isso não … Não acho que o álbum com esse nome tenha a ver com algo ainda relacionado ao Portnoy. Inclusive o Mangini atuou muito neste novo álbum … Talvez queiram dar a idéia de que, apesar da saída do Portnoy, eles continuam sendo o Dream Theater.

    Sobre o lançamento do vídeo … Realmente não entendi … Não existe motivo plausível para um atraso de 6 meses!!! E ainda mais com o lançamento de novo álbum!!

    Eu tinha visto o vídeo do Petrucci, mas nao lembrava como postar o vídeo aqui!! :p

    Pode deixar que vou atualizando com o que for saindo! Inclusive com a world tour!!!

    Abs

    Like

  5. Valeu, Chris !!!!

    Alexandre Bside

    Like

  6. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  7. In Studio, EP2 (Webisode):

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  8. Minha identificação com o DT vai além da questão musical. A forma como a banda organiza (conforme o Petrucci diz no vídeo) suas produções, a meticulosidade, o desafio de fazer “mais difícil”, de sobejar, exceder, é algo que sempre me comove. Aliás, Bridges on The Sky (uma das canções usadas de trilha no vídeo e que compõe ADToE) é uma das melodias mais tocantes musicalmente da banda para mim.

    Like

    • O profissionalismo é mesmo algo exemplar – a banda é diferenciada em todos os sentidos… e, ao mesmo tempo, este vídeo é uma espetada, mesmo que interpretemos como indireta / não-intencional, em Portnoy que, quando da saída, falou, entre outras coisas, que estava cansado de organizar tudo…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  9. Oi Eduardo!!!

    Acho que após a saída do Portnoy e da escolha do novo baterista, o DT e seus produtores curtiram fazer esses vídeos mostrando os bastidores … como é o processo de produção de um novo trabalho …
    O mais interessante na minha opinião é que eles gostam de estar no estúdio … gostam de criar alí, todos juntos, todos contribuindo, sentindo a música e a letra, retocando os mínimos detalhes para fazer um trabalho primoroso, como já é de praxe.

    Todos estamos ansiosos pelo novo trabalho … para conhecer como Mangini se integrou ao DT neste trabalho criativo´, mas também estamos aguardando o DVD/BD do show do último álbum, filmado no Luna Park!!! (Só para deixar aqui minha indignação, hehehehe).

    Abs.

    Like

    • Chris, eu acho muito legal estes vídeos de bastidores, em estúdio. O MetallicA também anda fazendo alguns vídeos muito legais – a gente acaba tendo pelo menos um mínimo contato com o que acontece no dia-a-dia destes caras. Se for “forçado”, “falso”, “marketeiro”, obviamente eu não gosto – não me parece o caso.

      E cadê o DVD/BD do Luna Park??? Hehehehe…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  10. Enquanto não temos o DVD/BD do Luna Park, encontrei um vídeo no YouTube que é interessante pois é uma filmagem no porão da casa do Mike Portnoy em 1987, com músicas do CD When Dream and Day Unite. Acho que o BSide vai gostar dessa … hehehehe

    (Mais uma vez … não sei incluir vídeos nesta joça) HEHEHEHEHEHEHE

    Abs

    Like

  11. Ahhh … as imagens da Banda começam aos 3 minutos do vídeo!!!! E, como vocês podem ver acima, o WordPress aceitou eu apenas colocar a URL do youtube!!!!

    Abs

    Like

    • Chris, a melhor sintaxe para vídeos em posts e comentários é (sem aspas):

      [ youtube=URL ]

      Se o vídeo for HD:

      [ youtube=URL&hd=1 ]

      Apesar do WordPress “entender” apenas a URL, isso não funciona sempre para todos os browsers e mais: em leitores RSS, por exemplo, não fica embedded (“embarcado”). E isso vale para tudo que quiser “embarcar”, como outras fontes de vídeo e áudio.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

    • Eu já vi parte deste vídeo, mas confesso, não é a fase da banda que mais me agrada. Acho o álbum sem LaBrie muito aquém dos demais, apesar da já observarmos a categoria indiscutível dos músicos .O vídeo tem muita galhofada, onde todos praticamente participam de várias brincadeiras, mas há duas músicas do When Dream and Day Unite , entre elas A Fortune in Lies, a que mais gosto do álbum.
      E é realmente impressionante que enquanto todos brincam, o Myung não larga o baixo e está sempre preocupado em treinar, treinar, treinar….

      Alexandre Bside

      Like

  12. Faltou aslgo no seu comentário, não faltou?? 😉

    Qual é a sintaxe?????

    []s

    Like

  13. Tem um tracklist e foto da capa no site progarchives: http://www.progarchives.com/album.asp?id=42298

    Songs / Tracks Listing
    1. FALSE AWAKENING SUITE
    i. Sleep Paralysis
    ii. Night Terrors
    iii. Lucid Dream
    2. THE ENEMY INSIDE
    3. THE LOOKING GLASS
    4. ENIGMA MACHINE
    5. THE BIGGER PICTURE
    6. BEHIND THE VEIL
    7. SURRENDER TO REASON
    8. ALONG FOR THE RIDE
    9. ILLUMINATION THEORY
    i. Paradoxe de la Lumière Noire
    ii. Live, Die, Kill
    iii. The Embracing Circle
    iv. The Pursuit of Truth
    v. Surrender, Trust & Passion

    Line-up / Musicians

    – James LaBrie / vocals
    – John Petrucci / guitars
    – Jordan Rudess / keyboards, Continuum, iPad, electronics
    – John Myung / bass, Chapman stick
    – Mike Mangini / drums

    Releases information
    Roadrunner Records

    Release date: September 24, 2013

    Like

  14. “Jordan, como você consegue fazer canções belas e complicadas melodias? Bem, este é meu trabalho”

    Like

    • Daniel, valeu pelo vídeo e este episódio está bem interessante, realmente a ideia da banda é bem legal e vai dando dando mais e mais vontade pelo que virá. Agora, a dica da instrumental de abertura, o tema deles. Promete.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Também achei muito interessante o vídeo, o melhor das três partes, fácil, fácil.

        Os detalhes vão sendo divulgados, como a questão envolvendo a faixa de abertura que é instrumental – não ficou claro se é a parte 1 da primeira música ou toda a música em si – eu apostaria na primeira parte ( i. Sleep Paralysis).

        John também entregou que há uma faixa duração ” podcast Minuto HM” no álbum, com cerca de 20 minutos e que traz a tal seção de cordas que podemos observar no vídeo.

        Fiquei novamente impressionado com a traquitana que o Mangini usa para se “divertir”…Impressionante, mesmo…

        Alexandre

        Like

  15. Obrigado pelo vídeo Daniel … achei esta parte do documentário muito interessante principalmente pelo uso da orquestra de cordas e também pelo fato do Petrucci dizer que sempre que estavam em um show, usavam uma introdução de algum filme, mas que agora decidiram criar uma introdução própria deles! Vamos aguardar!

    BSide, realmente o kit de bateria do Mangini é impressionante! Já imaginou o Eduardo atrás de um kit desse? Acho que ia dar nó nos braços! HEHEHEHEHEHEHEHE

    Abs
    Chris

    Like

    • Concordo com o todos quando dizem que este episódio 3 é o mais legal até agora.

      Chris, não daria nós nos braços… meu cérebro jamais processaria fazer algo naquele monstro de bateria. Creio que eu ficaria uns 10 minutos olhando e, sem concluir nada, faria no máximo a introdução de Moby Dick do Led em alguma das caixas – somente isso. Não dá nem para fazer um andamento básico naquilo, pois eu demoraria uns 3 minutos para achar o contra-tempo, o pedal de um bumbo…

      Hahahahaha…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  16. Moby Dick em setembro, ok mestre ?

    Alexandre

    Like

  17. Daniel, obrigado pela dica, trago ela aqui por ” streaming”

    Eu até agora achei a faixa mediana , não me entusiasmou muito…

    Alexandre

    Like

    • Bom, eu particularmente não sou a melhor opção para falar da banda por aqui no meio de vocês mas, quanto a música, achei em geral dentro de um linha esperada. Gostei do início e dos riffs-base, mas não muito da parte melódica e da letra (das coisas que entendi – achei muito no lugar comum). O vocal, vocês sabem, não é muito minha praia. A batera é ótima, um pouco repetitiva, entretanto. O primeiro solo, quando o teclado entra, fica um pouco estranho, parecendo um pouco embolado.

      No geral, o meio do caminho, mesmo, sabendo quem está por trás da música…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  18. Sou suspeito, mas gosto deste tipo de arranjo, meio caótico, carregado nas cores. As letras… Com a saída do Portnoy (sem mimimi) neste aspecto o DT empobreceu. Não temos mais as lamúrias do AA e nem as elocubrações sobre a morte ou reencarnação. Voltando aos aspectos musicais, a bateria do Mangini é MUITO animal e as convenções são ‘coisa de louco’. Como disse: gosto do jeito meio Symphony X da canção. Temos a sombra do som progressivo e o peso do metal em 6 minutos. Essa mixagem colocada aí pelo BSide não tá com o som legal… Tem outros sons mais limpos em que o baixo não tá abafado.

    Daniel Junior

    Like

  19. In Studio, episode 04 (Websode)

    Like

  20. Faltando agora duas semanas para o lançamento, vídeo com Labrie e Petrucci comentando as faixas do vindouro álbum-título:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  21. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  22. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  23. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  24. Petrucci – breadown de todas as músicas:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  25. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

    • Uma versão correta, as imagens estão bem legais, o mais impressionante é o tamanho da bateria. As linhas de Mangini são praticamente idênticas às de Portnoy, na minha concepção de completo leigo no que se refere ao instrumento. Mas é estranho o lançamento de um dvd da tour anterior após o novo cd ter saído.
      Tem alguma coisa que precisa ser ajustada nessa programação. O novo cd ainda não me empolgou também, nesse momento a minha avaliação é de esperar bem mais dele.

      Alexandre Bside

      Like

  26. Oi Bside … Oi Eduardo …
    Eu também não me empolguei muito com o novo álbum … Ás vezes acho que trechos das músicas parecem com outras, mais antigas … Não sei … Tenho que escutar mais … Pode ser isso …

    Quanto ao DVD/Bluray … Realmente não compreendo como a edição pode demorar tanto, ao ponto de só ficar disponível após o novo álbum, quase um ano após o show na Argentina!

    Abs

    Like

    • Chris, até agora ( não foram tantas as audições, ainda mais considerando uma banda como o Dream Theater), o álbum me parece algo do último misturado com a intenção de buscar a sonoridade do Images and Words. A opção da banda pelo nome e das entrevistas que eles deram nos deixava crer que algo revolucionário e muito bom viria. Até agora não soou nada perto disso. Em relação ao DVD / Blue Ray, estou contigo , faltou planejamento .

      Alexandre

      Like

    • Chris, B-Side, o lance do blu-ray não dá para entender mesmo. Talvez algo agora relacionado ao timing x festas de final de ano x opção para presente? Sei lá o que mais chutar aqui…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  27. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  28. Por 10 doletas:

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  29. [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  30. Eu gostei do vídeo, gosto das imagens de perfomance da banda. Pra mim, é a melhor música em um álbum que ainda não bateu. Previsível é a palavra que mais encaixa com a minha opinião sobre este novo DT. E mesmo esta canção, que gostei mais, tem referências que remetem muito à sonoridade do álbum Images and Words. Soou pra mim intencional e tenho certas restrições sobre o som da bateria daquele que é considerado até hoje o melhor álbum da banda pela maioria das pessoas( não por mim, independente da qualidade das canções, as quais não questiono).
    Mas o vídeo passou bem, funcionou direitinho..

    Alexandre

    Like

Trackbacks

  1. Dream Theater divulga turnê “Dream Theater” na Espanha | Minuto HM
  2. Discografia Rush – Parte 3 – álbum: Caress of Steel – 1975 « Minuto HM
  3. Dream Theater lança disco abaixo das expectativas e “pára” no tempo « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: