Resenha de Podcast – The Pickup Radio: um parque de diversões para amantes do instrumento do seis cordas!

Capturar

Talvez seja o primeiro post neste blog, não sei, que será feito um review de um podcast (que não seja do próprio blog). Os comentários, poderão confirmar isto, ou não…

Este podcast (chamado de Online Radio Show) é capitaneado por Joe Bonamassa, que não necessita de apresentações, e por Matt Abramowitz, um radialista, que além de apresentar um programa de música clássica na estação WQXR de Nova York, é amante de blues e do som da guitarra.

Pois bem, este show é dedicado, me perdoem os que pensam diferente, ao componente número um na música da segunda metade do século 20 e quiçá além: a guitarra. Para vocês entenderem, todos os episódios começam com uma dos dois dizendo: “Welcome to The Pick Up. This is our weekly show dedicated to all things guitar”.

Vou facilitar a vida de quem já está curioso para conhecer o programa, coloco o link para a página do programa onde podem ser encontrados, escutados e baixados, todos os episódios já produzidos.

O programa mistura um grande conhecimento do instrumento por parte dos apresentadores, histórias da vida “on the road” de um músico de blues rock, afinal Joe Bonamassa, aos 39 anos, já tem longa vida na estrada, havendo aberto shows do B.B. King por exemplo, aos 12 anos de idade, e principalmente, detalhes e informações sobre modelos, características e sons típicos dos mais diversos tipos de guitarras e de guitarristas.

Descreverei alguns episódios pra vocês terem uma ideia:

O primeiro episódio chama-se: “How To Name Your Guitar” onde eles contam como nomes famosas guitarras tiveram seu nomes criados como “blackie” uma Stratocaster do Clapton, Lucille, de B. B. King, etc. Acompanhado da explicação do nome eles tocam músicas tocadas com aquele instrumento.

Tem uma série de episódios nomeados “Name That Guitar” em que Matt Abramowits toca uma música famosa e pede pro Joe Bonamassa, apontar, pelo que ouviu, qual modelo de guitarra que é tocada na música. É fantástico. Muitas vezes ele indica a guitarra, o encordamento e o amplificador pelo qual a música foi tocada. Chequem os episódios 3, 8, 15 e 22.

Tem episódios curiosos, como “The Blues and the Er”, que conta história de músicos com problemas físicos que se tornaram famosos (Iommy é destacado), “The Blues for Valentines Day”, “Too Wah or Not to Wah” ou “The Five Craziest Clapton collaboration”.

Enfim, é um banquete para um guitarrista. Eu, que não toco nem pedrinha n’água, fico abismado pelo conhecimento e tema dos episódios.

Sempre tive a ideia de fazer este post, mas nunca havia “saído da inércia”. O motivo que fez eu me mexer nesta gelada manhã de sábado foi ter escutado o episódio 59, chamado “Guitar Safari”, que destaca uma das facetas do Joe Bonamassa: sua extensa coleção de guitarras e os “safaris” que ele passou para obter algumas de suas “peças”. Por exemplo, ele conta como comprou uma guitarra num casa de penhores numa cidade de Indiana, no dia de um show, em que para fechar o negócio, teve que incluir 4 ingressos para o show e a promessa de tocar o instrumento recém adquirido. “Priceless”.

Recomendo uma maratona já!

Eduardo Schmitt.



Categorias:Artistas, Black Sabbath, Curiosidades, Instrumentos, Podcasts, Resenhas

6 respostas

  1. Excelente dica, não conhecia o programa. Já foi agradável lendo este ótimo post, o programa deve ser realmente bem legal!

    Valeu demais!

    Imagino que o B-Side vai se acabar…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  2. Schmitt, eu concordo plenamentw cocm o seu comentário: a guitarra esta no topo da cadeia alimentar do metal
    Olha, excelente esse post aqui. aprendizado na veia. Agora que o blog meio que enveredou pro blues, coisa de primeira
    Excelente fonte de conhecimento
    Ainda não sei quando eu consigo parar pra ouvir, mas com certeza ficará aqui na fila das coisas que eu preciso fazer
    excelente

    Curtir

  3. Eu agradeco demais a dica, e já estou salivando. Vou voltar aqui pra tentar tecer algum comentário, mas já pela prévia parece ser um material primoroso. Nem sei por onde começar, confesso…essa história de saber até o encordoamento é inacreditável. ..Acho que vou por aqui primeiro…

    valeu!

    Alexandre

    Curtir

  4. Eu não vou ver – não uso palheta e a guitarra que se lasque….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: