Cobertura Minuto HM – Megadeth em SP – 07/ago/2016 – parte 1

Salve, salve, galera…

É com muita alegria que mais uma cobertura pré-show é iniciada por aqui. Desta vez, há de se iniciar agradecendo ao Rolf mas especialmente Marcus Batera pela enormeinsistência comigo: não só em ir a um show que eu não iria, mas pela ajuda com a compra do ingresso sem taxa, meia entrada, enfim, pacote completo. Valeu, Panacão & Panaca, thanks from Panaquinha! 🙂

“Dystopia World Tour” é a pedida de hoje nesta décima-quarta passagem do Megadeth pelo nosso país. E, desta vez, com um guitarrista para lá de conhecido em suas fileiras. Dave Mustaine, claro :-). Brincadeira! Que privilégio em ver um brasileiro em uma banda do porte do Megadeth! Depois da verdadeira debandada na banda no final de 2014, Kiko Loureiro assumiu o posto de Cris Broderick e parece ter caído nas graças de Mustaine, tanto em termos de estúdio quanto ao vivo.

O líder da banda frequentemente solta elogios ao brasileiro tanto nas mídias sociais quanto em entrevistas, dizendo que Kiko “reoxigenou”, se é que existe esta palavra, o Megadeth. Será um privilégio histórico, portanto, ver esta formação da banda no Brasil logo mais.

Quanto ao novo álbum, é um petardo, um disco fortíssimo que estou bastante curioso em ouvir ao vivo. Dave e Kiko estão sensacionais e as características que nos fazem gostar do Megadeth estão facilmente nos fazendo bater cabeça no Dystopia. E para melhorar ainda mais a expectativa, Mustaine havia prometido uma surpresa para o setlist, que ele acaba de desvendar, para minha total alegria:

Para hoje, além do Marcus Batera, a presença fundamental do Rolfístico Personagem!

Até mais, Megadave, MegaKiko, Megadeth!


[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Agenda do Patrãozinho, Cada show é um show..., Curiosidades, Megadeth, Setlists

10 replies

  1. É como eu sempre digo
    – encontrar com o nosso presidente e Marcus Batera pra assistir a um show do Megadeth do lado da minha casa num domingo de noite não tem como dar errado. Final do final de semana perfeito!
    – A qualidade do show, o som, o repertório, o público, a organização do evento, apelo visual, a execução precisa das músicas e a tradicional ausência de carisma de Dave Mustaine fez desse um grande concorrente ao posto de grandes shows de 2016.

    Like

    • Rolfístico,

      eu que agradeço – é sempre um privilégio. Aquele domingão a noite, que não está morto pelas Olimpíadas mas que, convenhamos, nada como um showzinho do Megadeth para dar aquela animada! Thrash Metal de primeira linha.

      Tudo que você comenta eu concordo, talvez a parte do Mustaine não tendo carisma (ou voz) que discutamos em um vindouro post, seja lá quando ele vier… ou amanhã, no próximo podcast…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  2. Muito bom isso!! Cadê o resto ???

    Alexandre

    Like

  3. Enquanto isso, Dave Mustaine também está lançando seu rótulo de cerveja e chamando para seu aniversário de 55 anos para a tal promoção. Bem a cara dele…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Like

  4. A expectativa é enorme e fico salivando pelo resto – com esse trio não tem erro.
    E bem lembrando, o ilustríssimo integrante do trio , o Marcus, porque ele não escreve?

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: