Cobertura Minuto HM – 1º Museu dos Beatles do Brasil – Canela, RS

No último dia de 2016, tive a oportunidade de visitar o 1º Museu dos Beatles do Brasil, situado em Canela, RS. É incrível, mas é isso mesmo: juntado-se agora ao de Buenos Aires, este é o primeiro espaço realmente dedicado aos Beatles no país.

img_0664

img_0663

Inaugurado em 04/out/2016, a aconchegante local está não apenas bem localizado (ao lado de atrações turísticas como o Mundo a Vapor), como também muito bem estruturado, contando em timelines o final da década de 1950, com o The Quarrymen, passando pelas “3 fases” da banda e finalmente trazendo também detalhes do fim da banda, tudo isso de forma geográfica também. Ao final, há ainda um pouco da carreira solo dos 4 integrantes. No total, são mais de 1000 itens em exposição. Um dos itens logo no primeiro display, ainda na fase pré-Beatles, está autografado pelo Allan Williams, que foi o primeiro empresário da banda. O empresário faleceu no dia anterior à visita

img_0668

Tive a oportunidade ainda de conhecer e conversar por um tempo com o dono e idealizador do museu, o André Luis que, além de ter colocado em prática o museu, ainda é empresário de uma banda cover de Buenos Aires, a Star Beetles (Beatles). Além do tema óbvio da conversa, também pudemos falar sobre curiosidades do rock em geral, de muitos shows, do Minuto HM, das dificuldades de se manter um museu como estes, viagens e cultura em geral. Ao André, um agradecimento especial pela acolhida e pelo papo!

img_0670

A disposição do museu em forma de linha do tempo é interessante pois abrange material discográfico (como LPs, K-7s, CDs, DVDs e revistas) das diferentes épocas e de origens diversas (materiais especialmente da América do Sul, como da Argentina e Uruguai, além dos nacionais). Além destes itens, há ainda figurinos das fases, livros, instrumentos, bonecos, entre outros, em estados de conversação excepcionais. Os displays também estão muito bem organizados e permitem uma excelente visão dos detalhes do precioso acervo.

O que foi ainda interessante notar é que além de ser um museu “tradicional” do ponto de vista do acervo, ainda há um material multimídia que é usado ao longo da trajetória do Fab Four. São vídeos de shows, de entrevistas, etc. Há, por exemplo, a famosa reportagem do Jornal Nacional no (triste) dia do assassinato de Lennon em NY, além da linda homenagem da grande amizade de George Harrison e nosso primeiro campeão Emerson Fittipaldi (após o grave acidente de Fittipaldi em 1996). Tais materiais em vídeo ajudam, dentro da metodologia do museu de “auto-serviço”, a explicar e dar mais contexto a cada grande passo na história.

Mais que tudo, o museu é uma grande homenagem ao legado da maior banda da história e sua imensurável importância não só para a música, mas para a cultura mundial.

Ao André, desejo muita sorte. Se é difícil no Brasil fazer um espaço destes, com sua própria coleção, imagino que manter tudo funcionando seja muito mais complicado. E a todos, fica a recomendação quando estiverem pela Serra Gaúcha – a visita é obrigatória e é impossível não vê-lo na Rodovia Gramado-Canela!

————————————————————————-

Mágico e Misterioso – 1º Museu dos Beatles do Brasil

Possui estacionamento grátis em frente. Estudante paga meia entrada.

Galeria de fotos (clique para ampliá-las):

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Curiosidades, Resenhas, The Beatles

12 replies

  1. Muito maneiro Eduardo!
    Sem dúvida uma das mais influentes e importantes bandas de rock.
    A visita a este museu é ponto obrigatório!
    Valeu!

    Like

  2. Sensacional, presidente. Saiba que eu havia me auto-recriminado por não ter dado esta dica pra ti, como possível ponto de interesse, na serra gaúcha. Depois, através do Swarm vi que havias visitado este museu (que ainda não conheço :-|), e estava por te questionar diretamente sobre o que havia achado do lugar. Tolo de minha parte, não é mesmo? É óbvio que haveria um excelente post.
    O núcleo turístico Gramado-Canela, quase que já uma cidade só no que se refere ao interesse de visitação, já se permite a brigar atrações que extrapolam o conceito original de tradição germânica/frio/chocolate… Tomara que esta maravilha de lugar consiga se manter.

    Like

    • Xará, suas dicas foram sensacionais ao longo deste rápido passeio, ainda que eu tivesse feito minha “lição de casa” e encontrado por exemplo este museu, que achei que já fosse, claro, de seu conhecimento.

      Agora, é óbvio que teria o post, não? Hehehehe…

      Concordo com você sobre a questão Gramado-Canela passar longe agora da questão frio/chocolate/Alemanha, claro que continuam sendo os principais atrativos, mas hoje se encontra muita coisa, além de muita natureza para todos os gostos de passeio.

      Eu adoro o sul do país, especialmente SC e RS, assim que é sempre um prazer estar por lá. SP capital é ótima para eventos e gastronomia – diria que imbatível – de resto, é decepção após decepção…

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. Temos que levar o Paul McCartney visitar esse lugar!

    Like

  4. Excelente isso aqui; tenho boas recordações das duas cidades, me encantou a estrutura praticamente impecável de Gramado. Canela é mais ” pé no chão ” , mas também vale a visitação. Não conhecia ( nem sei se havia,acho que não) este museu. Ficou a dívida, tenho vontade de retornar por lá, seria obrigatório visitar o museu. Tomara que dê certo., Os Beatles e pessoas como nós merecem.
    Ótimas fotos, as usual, by the way.

    Alexandre

    Like

    • B-Side, sua percepção de ambas cidades é a mesma que a minha: Gramado está bem a frente no que range a padrões brasileiros em vários sentidos, especialmente em saber receber turistas. A educação, a calma, a confiança, a organização, a limpeza, tudo faz com que a gente até questione se está mesmo no Brasil.

      Canela é realmente mais simples, ainda assim bem interessante e com pontos turísticos super interessantes.

      E tudo isso sem contar o passeio de carro na Serra, que é linda. Cada vez que vou para o Sul, entendo porque o povo de lá – vide meu xará – acha que reclamamos demais do Brasil – é porque lá a referência é outra.

      Sobre o museu, quando de seu retorno, é realmente um passeio fácil, já que ele está bem localizado e é além de um passa-tempo gostoso, mais uma fonte de conhecimento e homenagens ao Fab Four.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  5. Excelente isso aqui
    Muito obrigado

    Like

  6. Sensacional mesmo! Pra quem é fã, é parada obrigatória!! Deviam existir de mais bandas por aí né?!

    http://www.redbehavior.com

    Like

    • Olá Dud’s, lhe dou as boas vindas ao Minuto HM!

      Realmente, há bandas que também merecem espaços assim. Ou mesmo um museu de rock, metal, trazendo de maneira consolidada as bandas.

      No Brasil, infelizmente é difícil imaginar isso acontecendo pois o retorno financeiro para alguém manter este “negócio” seria desafiador, vamos colocar assim. Teria que ser algo de coração, mesmo.

      Continue participando por aqui!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: