Cobertura Minuto HM – Somos Cazuza – Brasil Mostra Sua Cara em SP – resenha

Nessa segunda parte da cobertura do show “Somos Cazuza”, eu confesso que fui com uma expetativa mais baixa sobre a dinâmica do show, afinal era um teatro com todo mundo sentado, muita gente arrumada e tal sem muito a ver e tal… o clima era de algo nada a ver com show de rock and roll.

O show até começou meio morno mas aos poucos público e artistas foram ganhando confiança até que sim, finalmente fomos todos arrebatados pelo rock and roll. E o show foi excelente.

Assim como o Kelsei comentou no show do Ultraje, o show também começou com 15 minutos de atraso. A banda de início era Arnaldo Brandão no baixo, Guto Goffi na bateria, George Israel no vocal e sax, Rogério Meanda na guitarra e um outro guitarrista que confesso não saber quem é. E assim como o Kelsei também relatou no show do Ultraje, alguns problemas de som e ajustes também rolaram no início mas algo bem pontual.

O espetáculo foi basicamente dividido em três partes. A banda que iniciou – citada acima, a entrada de Leoni, que foi muito boa / muito empolgante e a terceira com o Barão subindo ao palco.

Luiz Carlini homenageou a Pompéia, bairro onde o rock and roll em São Paulo iniciou, mencionando Tutti Fruti, Made in Brazil e outros nomes.

Repertório:

  • Brasil
  • O nosso amor a gente inventa
  • Ideologia
  • Codinome Beija Flor

Luiz Carlini é chamado pra tocar Por que a Gente é Assim. Os caras tocaram o tom da música em sol. Nunca vi isso.

  • Solidão que nada
  • Faz parte do meu show
  • Bilhetinho azul
  • Todo amor que houver nessa vida
  • Malandragem
  • Exagerado

Mauricio Barros é chamado ao palco para tocar Baby Suporte

Bom, daqui por diante, meu camarada, entrou sabe quem? Barão Vermelho… e aí o rock and roll foi e foi direto…

  • Ponto fraco
  • Carne de pescoço
  • Não amo ninguém
  • Eu queria ter uma bomba
  • Billy Negão
  • Maior Abandonado
  • Brasil – novamente só que com todos os participante do tributo no palco

BIS

  • Pro dia nascer felizzzzzz
  • Foi uma grande festa

Ainda no palco, ganhei uma palheta do grande guitarrista Fernando Magalhães, que gentilmente atendeu meu pedido e me deu uma palheta especial.

Foi uma festa com muito rock and roll. De quebra, esperando a saída da banda, conheci ainda aquela que talvez seja a maior fã do Barão Vermelho: a Renata, que é chamada carinhosamente pelos integrantes da banda como Renatinha. Uma pessoa incrível que me contou várias histórias da banda, suas idas e vindas aos shows do Barão. Pessoa fantástica.

Ao final, George Israel, Guto Goffi, Fernando Magalhães, Arnaldo Brandao e Marcio (baixista) saíram pra falar com os fãs e foram todos muito atenciosos. Muitas histórias e muita conversa legal.

Recomendação: não beba 10 litros de cerveja e vá a algum show. Isso não faz bem a nenhum ser humano!

Fotos:

Rock and roll!

Rolf “Dio” Henrique

Rock and roll

Arrumou um pouco a bagunça do post: Eduardo.



Categorias:Artistas, Cada show é um show..., Curiosidades, Músicas, Resenhas, Setlists

7 respostas

  1. A diversão foi garantida, muito bacana.
    A questão de tocar a música no tom abaixo ( Sol ao invés de Lá) é coisa que poucos percebem, coisa para entender mesmo. Pra mim, teve como objetivo facilitar o vocal, seria o mais provável. Carlini é um monstro que tem de ser sempre reverenciado.
    Um repertório matador, e aí não tem erro, ainda mais com esses veteranos citados.
    Legal saber que todos foram atenciosos no fim do espetáculo e mais legal ainda o episódio da palheta do Fernando Magalhães.
    Bom ver que você se divertiu tanto, amigo. As fotos, pelo jeito, foram meio “censuradas”….. ( outra piada nas entrelinhas).
    Não posso deixar de citar, às vezes um gênio das lentes é um “incompreendido.” Só o tempo vai esclarecer esses fatos. hehehe

    Por fim, essa história da cerveja é fantástica. Dei boas risadas por aqui.
    E fica a dica, afinal o tempo não pára.

    Alexandre

    Curtir

  2. Ainda nas entrelinhas : Eduardo, a brincadeira é sempre sadia,mas vale ressaltar ( agora sério) sua ajuda para colocar mais fotos , que aliás, estão bem legais.
    E o ” arrumou um pouco a bagunça do post ” é sensacional….
    O mais importante, sempre , é ter alguma bagunça para arrumar, embora você nisso mereça sempre uma menção honrosa, não há dúvidas.

    Alexandre

    Curtir

  3. B side concordo com tudo que você falou meu amigo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: