Cobertura Minuto HM – Bon Jovi em SP – 25/set/2019 – parte 1

São Paulo, fina chuva (pleonasmo), trânsito “daquele” jeito – aliás, quando chove em SP, deve chover cola, não água… ninguém anda…

O post, que escrevo do táxi, começa revoltado pelo show ser uma QUARTA-FEIRA. São 19h00 agora e como qualquer ser humano, quem está longe do local do show não tem condições de chegar 18h45 para a abertura do Goo Goo Dolls ou o prato principal as 20h00. E nem sempre o trabalho permite uma programação prévia para as pessoas. Não somos primeiro mundo, portanto, não nos deslocamos nesta cidade em “minutos”.

Isso posto, será a primeira vez que eu verei – assim espero – Jon Bon Jovi e sua atual banda. Existe uma figura fundamental que com certeza é sentida a cada show – Sambora – e que, ainda bem, pude ver (e de graça) em 2016. Os ingressos de hoje foram um mix de ajuda minha, do Marcus e até do Rolf, que havia comprado o meu pois estaria viajando e foi bacana em me “vender de volta” com o cancelamento de uma viagem corporativa. Haja história. E hoje eu estaria vendo o Guns nos EUA – ingresso esse que estou acionando o seguro contratado. Haja história, parte 2. Fica meu agradecimento a todos.

Não vi informações ou nada do set, mas além da chuva de água – ou cola – espero a chuva de hits que JBJ pode brindar seus fãs em sua larga carreira. Além de alguns hits mais modernos, melosos, aos quais agradam também parte do público – provavelmente eu não estarei entre eles.

Deverá ser um baita show, com as expectativas da performance vocal já consideradas. E torço para que atrase, pois um dos grandes momentos de um show para mim é o apagar das luzes. Vejamos.

————–

Atualização 19h45: decisão pelo táxi comum que pode andar na faixa de ônibus foi acertada. Dar uma corrida também ajudou. Entrei e ainda peguei a abertura com Goo Goo Dolls. Mas não retiro nada do escrito acima. Agora é curtir – o som está ALTO, ainda bem.

P.S.: no Minuto HM, a resposta da pergunta acima ficou fácil para nossos leitores/seguidores:

View this post on Instagram

The JBJ Soul Kitchen – restaurante do Bon Jovi

A post shared by Minuto HM (@minutohm) on

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categorias:Agenda do Patrãozinho, Artistas, Cada show é um show..., Curiosidades

4 respostas

  1. Ver o Bob Jovi sem o Sambora é que nem comer bolo de cenoura sem a cobertura de chocolate, só que no caso do Bon Jovi o bolo é de fubá…

    Curtir

    • Kelsei e suas analogias, hehehe. Nesta caso, uma analogia de um fato… portanto, é isso aí, não há argumento.

      O DJ Ashba fez um ótimo trabalho no lugar do Slash. É parecido a este caso.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Curtir

    • Não posso deixar de concordar. Eu os vi em 1990, abertura no hollywood rock a cargo do Marillion. 2 bons shows, Bon Jovi no auge da carreira,turnê do New Jersey. Depois, muito tempo depois, vi o Tears For Fears também com bastante tempo de carreira em 2017 abrindo e roubando a cena quando comparado ao Headliner Bon Jovi, sem Sambora. Não é só a voz ( que aliás não há mesmo). O show perde muito sem o guitar hero.

      Curtir

Trackbacks

  1. [Especial] Cobertura Minuto HM – Bon Jovi em SP – 25/set/2019 – parte 2: resenha. E uma história do amor de fã… – Minuto HM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: