Discografia HM – Ozzy Osbourne – 12º álbum solo – Ordinary Man – 2020

Nesta última sexta-feira (21), Ozzy Osbourne lançou seu 12º álbum solo, ‘Ordinary Man’. Conforme eu já havia mencionado, não há muito de Ozzy na produção dos seus materiais, mas, Ozzy é com certeza um dos maiores nomes da história do heavy metal em vida e por isso sempre devemos prestar atenção, ainda mais se você curte hard da melhor qualidade, como no meu caso.

O lançamento do novo material, que já está disponível em todas as plataformas digitais, também trouxe algumas informações que entristecem a gente.

Depois de informar em janeiro que havia recebido um diagnóstico de mal de Parkinson, a assessoria de Ozzy afirmou que a perna norte-americana da turnê ‘No More Tours 2’, agendada para começar em breve como divulgação do disco, está cancelada. Isso sim é complicado.

Sharon Osbourne comentou o caso e disse que o nosso comedor de morcegos… em moda, por sinal… irá à Suíça realizar tratamento contra doença neurológica. A coisa soava mais ou menos assim: “Falamos com o médico. Ele viu o itinerário de Ozzy e disse: ‘vocês sabem que vão ficar aqui por um tempo?’”.

Esse talvez seja um dos últimos trabalhos de Ozzy e por isso talvez me bata uma sensação nostálgica sobre o artistas já antes mesmo de tudo se confirmar. “A conta chegou”.

Uma postagem do vídeo promocional do novo álbum trazia apenas a legenda ‘It feels like today Is The End’ (‘Parece que hoje é o fim’), mas depois vi que “Today is the End’ também é o nome de uma das faixas do CD.

Se as notícias não são tão boas, resta ouvir o material. Com 11 músicas, ‘Ordinary Man’ traz participações especiais de Slash, Duff McKagan, Chad Smith e Elton John, na faixa-título. A faixa ‘It’s a Raid’ já está disponível no YouTube e outras plataformas. Vou ver.

Bom, vamos torcer pelo melhor na audição e para Ozzy. Respeito muito o legado dele e sua trajetória inicial de carreira solo. Não queria um desfecho pessoal dramático e torço pro material ter algo de bom.

Vamos ver. Que comece a audição!

Rolf “Dio” Henrique

Contribuiu e ajeitou a coisa toda: Eduardo [dutecnic].



Categorias:Artistas, Discografias, Guns N' Roses, Músicas, Resenhas

10 respostas

  1. Rolf, tenho ouvido o album de forma aleatória e não tão constante, mas já entendo alguns prós e contras.

    Prós :
    – considero-o mais inspirado que os álbuns que ele lançou desde o Ozzmosis ( esse sim é muito bom e está bem acima do novo)
    – a banda que acompanha o vocalista está muito bem.
    – Os solos sairam daquele estilo já comum do Zakk . Estão mais variados e no meu entender , melhores
    – O destaque individual é o baixo, Duff pra mim faz seu melhor trabalho como instrumentista

    Contras
    – A voz dele está muito recheada de correções e efeitos artificiais para provavelmente compensar seu desgaste natural de tanto tempo. Passou do ponto, está muito notório e até beira o constrangimento
    -As duas faixas finais,em especial a última, onde o rapper sei lá quem participa são o que há de pior no material. A faixa final, de cunho voltado ao hip hop e rap atual em voga nos EUA, é de remoer as tripas…
    – Holy for tonight, que antecede essas duas finais, também exagera em especial nos backings femininos, ou seja, posso afirmar que o final do disco é meio ladeira abaixo.

    Deixo um ponto de interrogação para a participação de Elton John. Ainda não vi nada demais , inclusive a canção é bem mediana também ( até agora ), mas ao mesmo tempo não é um desastre a participação dele.
    O disco tem um tom autobiográfico e se ao mesmo tempo em momentos emociona, em outros torna-se um pouco melancólico, soando sim como o canto de cisne do cantor.

    Estou ouvindo mais o álbum, para fixar melhor as minhas opiniões, mas de cara já acho um avanço em relação ao Scream, Black Rain e o Down to Earth. Ou seja, a melhor coisa inédita em quase 25 anos de carreira solo.

    Por fim, vou inserir o vídeo de under the graveyard, que traz um Ozzy e uma Sharon no inicio dos anos 80, um vídeo bem interessante e autobiográfico. Essa é a maior marca do trabalho, uma busca de estabelecer a história de Ozzy no passado e registrá-la nesse momento.

    Saudações,

    Alexandre

    Curtir

    • Valeu pelas opiniões b side

      Curtir

    • Já faz um bom tempo que não me interesso pelos lançamentos do velho Ozzy e se não houvesse um post por aqui com toda certeza continuaria ignorando, agora já estou até pensando em ouvir esse tal de Ordinary Man.
      Porem o que mais me preocupou foi quando li: “O lançamento do novo material, que já está disponível em todas as plataformas digitais…” Isso quer dizer que não há lançamento físico?!?
      Outra dúvida: li “meio por cima” em algum lugar, talvez na Whiplash… que Zakk Wylde não iria tocar no disco, porem o Alexandre comentou sobre o guitarrista. Então ele continua gravando com o Ozzy?
      Rolf, mais um belo post… um abraço.

      Curtir

      • JP, o álbum já está disponível pelo menos nas versões deluxe tanto em cd quanto em vinil. E em relação ao Zakk, não , ele não tocou no álbum, pra mim, uma decisão interessante , pois o estilo do guitarrista não tem minha total aprovação, independente da qualidade espetacular do músico. Aliás, ele já não tinha tocado no Scream também, mas ali o Gus G meio que deu uma direção parecida com a que o Zakk fez.
        As guitarras aqui estão diferentes , eu prefiro que haja essa variação.

        Alexandre

        Curtir

    • “[…] soando sim como o canto de cisne do cantor.”

      O Ozzy fez um AMA no Reddit há poucas horas atrás (https://www.reddit.com/r/Music/comments/f9duxz/im_singer_songwriter_and_entertainer_im_ozzy/) e anunciou que vai entrar em estúdio novamente já nos próximos meses:

      “After my neck surgery I was feeling pretty down so I was not going to write how happy I was being in agony. So it wasn’t an intention do that, it was mistaken as I am going to do another album next month”

      Curtir

    • Ouvi o álbum ontem pela primeira vez.

      B-Side, você foi bonzinho. Ordinary Man é HOR-RO-RO-SO!

      Meu Deus do Céu, que álbum fraquíssimo e carregado de efeitos. Não tem um riff marcante, tentaram emular o Zack, as partipações foram muito mal escolhidos e não tem nada a ver com que o Ozzy pregou para o mundo do Heavy Metal. As 3 canções com participações caberiam se fosse “convidado featuring Ozzy” e não o contrário.

      Por várias vezes lembrei do “Will I AM”, “vocalista” do Black Eyed Peas, de tanto efeito computadorizado na voz do Madman. Não estou brincando …

      Somente vou concordar com o baixo do Duff, que tem algumas linhas legais. Mesmo assim isso não sustenta o álbum.

      O Ozzy não precisava disso! Espero que outros artistas que eu sou fã não façam esse papelão…

      Repito: o Ozzy não precisava disso!

      Curtir

      • Kelsei Eu te entendo
        Eu ouvi part te do álbum e gostei
        Não cheguei no fim da audição mas gostei do que ouvi no início
        Li na billboard que o álbum foi muito bem comercialmente
        Eu estava me preparando pra escrever um post sobre essa performance comercial e sobre minha opinião. Acho que vou terminar o que comecei

        Curtir

  2. Mais pelo registro…

    Play OZZY OSBOURNE’s New 8-Bit ‘Legends Of Ozzy’ Video Game: https://www.blabbermouth.net/news/play-ozzy-osbournes-new-8-bit-legends-of-ozzy-video-game/

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

Trackbacks

  1. [Novos projetos, velhos conhecidos] California Breed – Minuto HM
  2. Ozzy Osbourne: Ordinary Man de 2020 ainda surpreendendo – Minuto HM

Deixe uma resposta para J.P. Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: