Fiz dois gols…

356x237

Um post para ser divertido e com exemplos muito fora do metal. São as adaptações para o português das canções em inglês. De onde surgiu isso ? De onde tive essa ideia? Explico…

Outro dia estava no trabalho e tocou determinada canção. Próximo a mim (mas nem tão próximo assim…lembremos da pandemia…) um colega cantou a frase ” aportuguesada”. De imediato, comecei a rir , pois não conhecia aquela ” adaptação”. Aí eu lembrei de pelo menos outras duas…. e como a memória falha, resolvi postar as três aqui e pedir mais exemplos. Quem souber, traz aqui, vamos deixar registrados. Os exemplos que tenho não são do metal. Então vale tudo. Vale inclusive citar as canções em português que muita gente entendia diferente. Como essa :

A troca é famosa. Da frase no refrão: “Na madrugada tocando um blues, tocando B.B. King sem parar…”, ficou o entendimento muito comum para: “Na madrugada tocando um blues, tocando DE BIQUÍNI sem parar…”. Garanto, muita gente cantava assim. Posso casar ” um galo “, como diria nosso amigo Rolf…

Então, sem delongas, vou trazer os exemplos do inglês para o português. Os dois que lembrei e esse terceiro, do episódio no trabalho, fechando os trabalhos. Afinal, é bom rir um pouco nesse momento tão delicado…

Lembrando, quem quiser , além de comentar, traga outros exemplos. Se for de metal então, melhor ainda. Vamos lá :

  1. Gisele é minha avó :

Antes de mais nada, tanto o Double You quanto sua faixa Looking at me Girl nunca me agradaram… assim, ouvir isso aqui serve mesmo é pra rir. E a frase que se tornou Gisele é minha vó, caso você não saiba, é a frase final do refrão – ” She’s tearing me apart” .

2. Sul de Madureira :

Ao contrário do Double You, eu até curto a cantora nigeriana Sade Adu. E Smooth Operator é uma das faixas mais clássicas da cantora. Traz aquele sonzinho jazz lounge, música de elevador, rádio FM de soft music que funciona (para mim) nos momentos onde a música pode ficar soando sem pretensão como fundo musical. Aqui tem um solo de baixo e boas intervenções de sopro. Bem, vamos parar com a análise musical, pois o assunto aqui é diversão sem muito pensar.  No Rio de Janeiro, existe um bairro chamado Madureira. Eu nunca ouvi falar que tem sul, norte, leste ou oeste no bairro, mas qual carioca não ouviu falar dessa adaptação para o desconhecido sul de Madureira? E o nome da faixa acabou recebendo essa interpretação…

3. Fiz dois gols:

Pessoal, foi aqui que eu dei muita risada no trabalho. Eu juro que não conhecia essa “versão” brasileira de Please Don’t Go, do KC and Sunshine Band.  E assim como a música da Sade, a modificada se dá no nome da faixa. Foi muito bom rir disso. Se alguém aqui, como eu, não sabia , fique livre para se divertir como eu. Em tempo: acho a música uma sonzeira… ou seja, se você quiser, pode rir e me jogar pedras. Ou até as duas coisas.

Saudações,

Alexandre Bside



Categorias:Artistas, Músicas, Off-topic / Misc, Tá de Sacanagem!

7 respostas

  1. Pois é meu amigo b side
    Uma época bem lá traz isso havia sido batizado de “virundum”

    Tinha uma música do Trem da Alegria que havia sido eleita a mais “ambígua” letra de uma enquete lá de traz

    “Ao sair do avião” do Djavan que seria acai guardiã

    Tem também um vídeo de Black do Pearl Jam que traz uma “aportuguesada” na letra que é de chorar de rir
    “Tatu no rasinho” e Losing My Religion
    Pra se ter uma ideia de quanto tempo

    Curtir

    • Muito bom, Rolf. Virundum, eu não me recordava disso.

      Vamos ilustrar alguns de seus ótimos exemplos :

      ” ao sair do avião ”

      Achei essa do Pearl Jam – ” Ih ventou ” , vídeo impagável

      Não achei o trem da alegria , nem o losing my religion…

      Essa do Pearl Jam é sensacional mesmo

      Alexandre

      Curtir

  2. Bom, primeiramente, que bom ter um post do B-Side por aqui. Fazia tempo – “mais de ano” – literalmente.

    Os exemplos são ótimos e a “regionalização” apareceu. “Fiz dois gols” e “sul de Madureira” são de rir até outra hora…

    E, se voltarmos ao blog em 2011, veremos este post que segue, de Cognatos, que tem exemplos como “A Flor Nasceu”, de Bruce Dickinson, em Tears Of The Dragon. Sacou, sacou???

    São muitos exemplos neste post e no link dele, vale a pena aos interessados em “aprofundar” esse “conhecimento”: https://minutohm.com/2011/01/22/minuto-humor-hm-a-flor-nasceu-refrao-de-sucesso-de-bruce-dickinson-e-muitos-outros/

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  3. Ah não, traduções de Didi Mocó! Minha mulher que adora essas coisas! Gisele Minha Vó ela sempre cantou aqui …

    Vou ver com ela se ela sabe outros exemplos – eu sou bem antisocial para esse tópico…

    Curtir

Leave a Reply

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: