One World: Together At Home

Estamos “cobrindo” por aqui e especialmente aqui alguns dos impactos que o Coronavírus (COVID-19) está trazendo ao mundo da músicas. Muitos artistas estão, de casa, se “pronunciando” também, através de vídeos especialmente, entre outras maneiras – Paul Stanley, Bruce Kulick e Brian May são apenas alguns dos muitos exemplos.

Enquanto isso, as fake news de “lives” de meio mundo artistas circulam livremente pela internet, especialmente pelo WhatsApp. Interessante é que ESTE evento, pelo menos eu, não vi circulando no meio das zilhões de mensagens (ou, infelizmente, no meio das bobagens, passou batido).

One World: Together At Home está sendo organizado pela OMS e com curadoria da Lady Gaga. Gosto à parte pela música dela, é inegável a influência no mundo e a função de pivot/imã que ela tem em atrair atenção de pessoas e empresas de qualquer ramo. O evento mesmo, ou seja, os “shows” (é difícil não usar aspas) começarão as 21h00 (horário de Brasília) no dia 18/abril/2020.

Aqui a LG falando um pouco mais do que se será este evento:

Visando angariar fundos até o momento do início do evento, e não durante, os (mais de 100) nomes que estarão presentes neste já histórico evento são os que seguirão no post – coloquei em negrito os que me chamaram mais a atenção já que, diferente de outros, aqui não parece ter headliner e nomes estão por ordem alfabética (ainda que, fatalmente, alguma ordem acontecerá para a apresentação ao público).

Nem todos são exatamente relacionados com música – há apresentadores, atores, piloto de F1 e ex-jogador de futebol, ainda que sua esposa seja da música. Os negritos também, obviamente, não seguem necessariamente, o meu / o nosso gosto musical por aqui:

————————————

ADAM LAMBERT • ALICIA KEYS • AMY POEHLER • ANDRA DAY • ANDREA BOCELLI • ANGÈLE • ANITTA • ANNIE LENNOX • AWKWAFINA • BECKY G • BEN PLATT • BILLIE EILISH • BILLIE JOE ARMSTRONG • BILLY RAY CYRUS • BLACK COFFEE • BRIDGET MOYNAHAN • BURNA BOY • CAMILA CABELLO • CASSPER NYOVEST • CELINE DION • CHARLIE PUTH • CHRIS MARTIN • CHRISTINE AND THE QUEENS • COMMON • CONNIE BRITTON • DANAI GURIRA • DAVID & VICTORIA BECKHAM • DELTA GOODREM • DON CHEADLE • EASON CHAN • EDDIE VEDDER • ELLEN DEGENERES • ELLIE GOULDING • ELTON JOHN • ERIN RICHARDS • FINNEAS • HEIDI KLUM • HOZIER • HUSSAIN AL JASMI • IDRIS AND SABRINA ELBA • J BALVIN • JACK BLACK • JACK JOHNSON • JACKY CHEUNG • JAMEELA JAMIL • JAMES MCAVOY • JASON SEGEL • JENNIFER HUDSON • JENNIFER LOPEZ • JESS GLYNNE • JESSIE J • JESSIE REYEZ • JIMMY FALLONJIMMY KIMMEL • JOHN LEGEND • JUANES • KACEY MUSGRAVES • KEITH URBAN • KERRY WASHINGTON • KESHA • LADY ANTEBELLUM • LADY GAGALANG LANG • LESLIE ODOM JR. • LEWIS HAMILTON • LIAM PAYNE • LILI REINHART • LILLY SINGH • LILY TOMLIN • LINDSEY VONN • LISA MISHRA • LIZZO • LL COOL J • LOLA LENNOX • LUIS FONSI • LUPITA NYONG’O • MALUMA • MAREN MORRIS • MATT BOMER • MATTHEW MCCONAUGHEY • MEGAN RAPINOE • MICHAEL BUBLÉ • MILKY CHANCE • NAOMI OSAKA • NATTI NATASHA • NIALL HORAN • NOMZAMO MBATHA • OPRAH WINFREYPAUL MCCARTNEY • PHARRELL WILLIAMS • P.K. SUBBAN • PICTURE THIS • PRIYANKA CHOPRA JONAS • RITA ORA • SAM HEUGHAN • SAM SMITH • SAMUEL L JACKSONSARAH JESSICA PARKER • SEBASTIÁN YATRA • SHAH RUKH KHAN • SHAWN MENDESSHERYL CROW • SHO MADJOZI • SOFI TUKKER • STEPHEN COLBERT • STEVIE WONDER • SUPERM • TAYLOR SWIFTTHE KILLERSTHE ROLLING STONES (*new*)• TIM GUNN • USHER • VISHAL MISHRA • ZUCCHERO

————————————

O evento já reuniu “trocentos” patrocinadores – obviamente, que empresa não quer associar também sua marca a algo assim? Empresas de TI, bancos, do varejo, já temos de tudo. E, tratando-se de um evento “de casa”, todo mundo que fornece um serviço de streaming de vídeo hoje em dia vai “transmitir” o evento – YouTube, Amazon Prime Video, Facebook, entre muitos outros. E, no Brasil, a Rede Globo e a MTV vão passar duas das oito horas do “festival” em suas programações. A MTV está confirmada no dia do evento. Outros canais da Viacom, como Paramount Channel e Comedy Center, também. Entretanto, a Globo, pelo jeito, não vai passar ao vivo (informações abaixo do site oficial) – assim, é melhor garantir o sabadão e ver pela por algum serviço de streaming (internet) mesmo, na íntegra…

REDE GLOBO

Where: Brazil
How: Watch on TV, Online and VOD
When: April 19 | 8-10P ET
April 19 | 11:45P-1:45A ET (TV Globo)
TV: Multishow, TV Globo
Online: Globoplay, Música Multishow on Youtube

Em 7 dias, mais de USD 35 MM já foram angariados, principalmente pelo mundo corporativo. Os valores serão revertidos para o enfrentamento ao vírus.

Então, é isso… sábado, diretamente das mansões casas dos artistas, com apresentação de Jimmy Fallon (The Tonight Show), Jimmy Kimmel (Jimmy Kimmel Live) e Stephen Colbert (The Late Show), com uma representante brasileira que nós aqui passamos, e com os bonecos da Vila Sésamo, é só peneirar um pouco que há o que curtir… no meu caso, Adam Lambert (se cantar Queen), Eddie Vedder, Stevie Wonder e os Sirs Elton e Paul, especialmente / obviamente. Como será a provável Hey Jude “de casa”, bom, aí veremos…

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categorias:Agenda do Patrãozinho, Artistas, Cada show é um show..., Curiosidades, Entrevistas, Off-topic / Misc, Pearl Jam, Queen, Resenhas, Rolling Stones, The Beatles

9 respostas

  1. Minha mulher está marcando esse evento desde semana passada, por causa do Eddie Vedder. Além dele, eu quero ver a Annie Lennox!

    Curtir

  2. Cara, queria entender um pouco mais do formato, mas independente disso, o que vale é a mobilização e tudo que seja possível pra enfrentar a pandemia tem meu total apreço.
    Em relação ao conteúdo musical, vou tentar ver um ou outro de mais interesse, como o eterno Beatle Paul, a escolha mais óbvia , para mim.

    Curtir

    • B-Side, sem dúvidas o formato final mesmo é um grande mistério… tipo, serão shows acústicos e individuais? Teremos playback? Teremos outros músicos conectados simultaneamente (e isso seria “ao vivo”)? Enfim…

      É um momento único presenciar isso, e concordo que o que vale aí é o esforço e o movimento, então o restante veremos sábado…

      [ ]’ s,

      Eduardo.

      Curtir

  3. Faltando, teoricamente, 3 horas para o início, as informações do site oficial são confusas quanto ao formato e horários, bem como divisão das atrações. De novidade, para alegria do Remote, os Rolling Stones entraram na brincadeira (nos banners oficiais, eles não aparecem para copiar e colar um novo por aqui, então os adicionei manualmente no post). Devem ter outros nomes, mas está confuso, de verdade…

    (Confesso que esse @WHO sempre me faz lembrar da banda…).

    Aqui tem mais algumas informações, ainda que não há como garantir nada: https://g1.globo.com/pop-arte/musica/noticia/2020/04/18/festival-one-world-together-at-home-e-neste-sabado-line-up-atracoes-onde-assistir-e-mais.ghtml

    Esse tal de aquecimento não estava em lugar nenhum, o que foi uma falha das boas da organização do evento em divulgar mal…

    O cheiro está estranho disso aí, mas vamos ver…

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  4. Apenas para não passar em branco esse “Gaga Aid” e não abordando o tema da importância das arrecadações $$$, todo o resto deste evento foi, em minha opinião: vergonhoso, demagogo / hipócrita, forçado e com performances totalmente dispensáveis a todos. E caberiam outras “classificações” e adjetivos, mas ficarei por aqui…

    Ah, sim: não era para trazer um pouco de alegria? Que alegria foi passada? Baita evento com todos os elementos de tristeza que os americanos são campeões em fazer… se era para ser algo para “alívio” e “good time” a todos, falhou miseravelmente… não que o tema de fundo não seja sério, mas a mensagem que foi passada antes do evento não se refletiu em nada na prática…

    Realmente não entendi nada… pediram, sim, indiretamente, dinheiro durante o evento, inclusive nas duas horas principais. Coisas pré-gravadas, Stones passando vergonha sem necessidade (baixista (?) / air drumming), enfim… o tal do “awareness”, mesmo nos EUA foi, novamente, hipócrita. O “mundo” foi 90% EUA e “o resto”…

    Em suma: pouco, quase nada, se salvou.

    [ ] ‘ s,

    Eduardo.

    Curtir

  5. SIm, no meu entendimento nem é esse o mote principal e espero que haja sido atingido algum objetivo entre os principais.
    Do ponto de vista da alegria, o que eu ( pouco ) ouvi foi um apanhado de canções lentas , depressivas e que não ajudam em nada a melhorar um clima de apreensão que se vê no mundo.
    Do pouco que vi, destaco a versão de I Still Standing, do Elton John, música mais ” pra cima ” e bem ” martelada ” nas teclas de piano de Elton. Eu também gostei de uma versão de I Shall Believe da Sheryl Crow, pois ela cantou muito na versão, com acento blues, mas essa entrou entre as faixas que não serviram para aquecer o espirito dos que estão passando esses momentos dificeis.
    OU seja, no geral foi um chute para fora e o Rolling Stones passando vergonha…
    É torcer para que o resultado financeiro tenha sido favorável

    Alexandre

    Curtir

  6. Kelsei, perfeito, foi muito ruim, quase nada se salva. O RS foi patético…

    Curtir

Leave a Reply

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: