Discografia Van Halen – [CAPÍTULO 13]

{A Different Kind of Truth – álbum e turnê, 2012/2013}

Após a saída de Gary Cherone, o Van Halen era uma grande interrogação, muito pelas condições de saúde de Eddie. Ele teve de colocar uma prótese na área de sua cintura em 1999 e em 2000 foi diagnosticado com câncer na língua. O tratamento seguiu durante 2001 e apenas em maio de 2002 Eddie recebeu a confirmação da completa cura. A volta da banda aconteceu em 2004 com uma nova coletânea dupla contendo três faixas inéditas (It’s About Time, Up for Breakfast e Learning to See). Para tal, Sammy foi convidado a retornar, mas a idéia inicial era seguir em tour com outro baixista e não Michael Anthony, que não foi creditado como co-autor das faixas novas, apesar de ser oficialmente creditado como baixista das mesmas.

Por exigência de Hagar, Michael retorna, mas como músico contratado, recebendo menos que os demais. A tour e o álbum (que vendeu 1 milhão de cópias) são sucesso, mas acirram o desgaste de relacionamento já visto anteriormente. Eddie volta aos problemas com álcool, algo claramente visível para quem os presenciasse ao vivo. Com o fim da rendosa turnê, Hagar sai definitivamente da banda, queixando-se de como Eddie tornou-se uma pessoa intratável, rude com todos à sua volta, exceto seu irmão e seu filho.

Wolfgang, que aos treze anos já havia feito pequena participação como guitarrista base em parte do solo de Eddie na turnê de 2004, acaba por ser a motivação que faltava para que o guitarrista resolvesse retomar a formação original. Em 2006 (aos 15 anos), Wolfgang é oficialmente apresentado como novo baixista do Van Halen, e em 2007 a banda com Dave Lee retorna para nova reunion tour, tocando apenas os sucessos da primeira fase da carreira. Após o fim da tour, em 2008, e novamente por insistência de Wolfgang, Eddie concorda em fazer um novo álbum, com regravações de b-sides e material antigo, baseado em fitas que o próprio filho havia encontrado, prioritariamente de antes do início da carreira do grupo.

Em 2009, eles terminam a gravação da demo da primeira faixa, She’s the Woman, aparentemente resgatada das sessões de Fair Warning em 1981, cujo resultado se mostra satisfatório para todos, inclusive para Dave Lee Roth, que concorda com o lançamento de um álbum de faixas inéditas, misturando as idéias antigas com novo material. Assim, em 2011, o Van Halen se reúne para o lançamento de um álbum de estúdio. A Different Kind of Truth é lançado em fevereiro de 2012, para subsequente tour, que traria as novas canções misturadas às da fase clássica da primeira formação. O disco tem uma versão bônus, com um DVD trazendo uma sessão de faixas novas e antigas tocadas de forma acústica e intitulada The Downtown Sessions.

O (até agora) lineup do Van Halen é:

Dave Lee Roth: vocal

Eddie Van Halen: guitarra e backing vocal

Wolfgang Van Halen: baixo e backing vocal

Alex Van Halen: bateria

ADKOT 01

Não há fotos da nova formação no álbum, nem mesmo no encarte, que traz as letras das canções e demais créditos.

ADKOT 02

Faixa Título Compositor Duração
1 Tattoo Van Halen, Dave Lee Roth 4:44
2 She’s the Woman Van Halen, Dave Lee Roth 2:56
3 You and Your Blues Van Halen, Dave Lee Roth 3:43
4 Chinatown Van Halen, Dave Lee Roth 3:14
5 Blood and Fire Van Halen, Dave Lee Roth 4:26
6 Bullethead Van Halen, Dave Lee Roth 2:30
7 As Is Van Halen, Dave Lee Roth 4:47
8 Honeybabysweetiedoll Van Halen, Dave Lee Roth 3:46
9 The Trouble With Never Van Halen, Dave Lee Roth 3:59
10 Outta Space Van Halen, Dave Lee Roth 2:53
11 Stay Frosty Van Halen, Dave Lee Roth 4:07
12 Big River Van Halen, Dave Lee Roth 3:50
13 Beats Workin’ Van Halen, Dave Lee Roth 5:02

Turnês do Período:

A Summer Tour 2004 correu até bem, considerando os problemas de relacionamento entre Eddie, na época às voltas com o alcoolismo, e Sammy. O repertório é calcado nas músicas da fase de Hagar, mas precisa ter faixas da época de Lee Roth, pois dá suporte a um Greatest Hits que cobre as duas fases da banda. Assim, Jump, Panama, Ain’t Talkin’ ‘Bout Love e You Really Got Me são tocadas. Somebody Get me a Doctor, tocada na tour anterior, também permanece. E entre muitas faixas de 5150 a Balance, há espaço para incluir Humans Beings e duas das três novas faixas ( Up for Breakfast e It’s About Time). Os shows acontecem apenas nos Estados Unidos, além de uma data no Canadá.

ADKOT 03

Em 2007 e 2008, a intitulada David Lee Roth Tour também percorre os Estados Unidos, além de poucas datas no Canadá, fazendo a alegria dos fãs da primeira fase da banda, pois há a inclusão de canções como I’m The One, I’ll Wait, Little Dreamer, Little Guitars, Everybody Wants Some ou Atomic Punk, ao lado de clássicos esquecidos como So This is Love e Runnin’ With The Devil. E, é claro, Jump, Ain’t Talkin’ ‘Bout Love e You Really Got Me também estão no set.

ADKOT 04

Não há registro oficial das referidas turnês, mas é possível ver o estado lamentável em que Eddie se encontra em 2004 via streaming em vários shows, em particular o de East Rutherford fica como indicação. Em 2008, com Lee Roth, há um show de razoáveis imagens em Baltimore, que fica como indicação.

Avaliação:

The Best of Both Worlds, o CD duplo que cobre as fases 1 e 2 do grupo, é uma boa para quem deseja começar pela discografia dos caras. Achamos que eles deveriam incluir uma (não mais do que isso) faixa da fase Cherone, mas faz certo sentido não havê-la, face ao fracasso do álbum. As três faixas inéditas com Hagar, ao que algumas fontes indicam, foram retiradas do material não lançado em 1999, ainda com Cherone. São boas faixas, não tanto quanto as contidas no Best of – Vol 1 de 1996, mas aliam competente instrumental à consistentes interpretações de Sammy Hagar.

Já A Different Kind of Truth, depois de tantos anos da saída de Dave Lee Roth, é um senhor presente para os fãs da banda. A presença de Wolfgang na banda fez um enorme bem ao pai Eddie e por consequência algo que em certos momentos do sumiço do grupo era impensável: a sonoridade mais voltada ao início do grupo retomada, que imaginamos, deve fazer aos fãs da fase inicial Roth sorrirem de novo. Várias faixas remetem a esse início: She’s The Woman pode ser comparada a faixa como Beautiful Girls; Chinatown e As Is trazem o estilo de Hot For Teacher, mais aceleradas e cheia das escalas impressionantes de Eddie, desta vez acompanhado de Wolfgang, que provou ser um baixista de muito talento também. Stay Frosty remete de cara ao cover Ice Cream Man. Esse é o estilo mais encontrado no álbum, quase todas as faixas restantes seguem uma sonoridade retrô, ainda que com uma produção muito bem executada e que nada deve em gravação aos álbuns da atual década.

No entanto, o que pode ser considerado algo especial pela maioria dos fãs, pode também ser tido como um álbum nostálgico e caminhando em águas calmas, seguindo a fórmula do sucesso e arriscando pouco. Em nosso entendimento, eles fizeram o que os fãs desejavam e acertam em quase tudo. Talvez Stay Frosty pudesse ser menos copiada da sua inspiração acima citada. A faixa que mais difere do feito no fim dos anos 1970 e primeira metade dos anos 1980 é justamente o primeiro single, Tattoo, com um teclado e menos drives de guitarra. A faixa até surpreende na escolha de ser o primeiro single, e desagradou uma pequena parte dos apreciadores da banda.

A performance dos músicos é a esperada, a grande surpresa é Wolfgang, mostrando muita habilidade e não devendo ao que foi registrado por Michael Anthony. De resto, Alex entrega a bateria de timbre característico do grupo, Eddie trabalha muito bem nos riffs, solos e tem alguns momentos em feedback que merecem elogios, face à captação de seu instrumento, por exemplo na parte instrumental de Honeybabysweetiedoll, uma das grandes faixas do álbum. Dave não aposta mais tanto nos gritos agudos, mas imprime a sua marca nas letras, nas frases faladas, no jeito único de cantar. No fim das contas, o álbum cumpre seu dever com bastante louvor, apesar de não deixar uma faixa com marca suficiente para competir com as clássicas da primeira formação.

Premiações:

O último álbum em estúdio consegue vender cerca de 500.000 cópias, o que para 2012 é um senhor número, chegando ao segundo lugar nas paradas da Billboard. Não há informações encontradas acerca do single Tattoo.

Curiosidades:

A atual fase de Eddie mostra um senhor amadurecido, recluso, tranquilo e feliz ao trabalhar com o filho. Voltou então o ambiente mais festivo que é uma das características principais do conjunto, e havia ficado um pouco distante, em especial na época de Gary Cherone. Wolfgang tem uma importância fundamental neste cenário, enxergando a banda “de fora para dentro” e entendendo (com visão de produtor) bons caminhos que o grupo deve seguir. Quem diria, mas a junção de pai e filho trouxe o equilíbrio que desde Balance (sic) fora perdido.

Para seu iPod:

Avaliação do álbum: 3 estrelas ( *** )

Você já ouviu: Tattoo e She’s The Woman.

Ouça: As três faixas inéditas da coletânea The Best of Both Worlds, depois vá sem medo para Big River e Honeybabysweetiedoll.

[ ]’s

Alexandre Bside e Flávio Remote



Categorias:Artistas, Covers / Tributos, Curiosidades, Discografias, Entrevistas, Instrumentos, Músicas, Resenhas, Van Halen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: