Ross Halfin: as imagens da música

Quando o assunto é fotografia, fico até sem jeito de falar algo aqui – afinal, temos, simplesmente, Alexandre B-Side e Rolfístico Personagem que, por si só, nos brindam com obras que faz o mundo ter que rever se estamos vivenciando uma nova era, a qual eu chamo de “Tremulismo”. No caso do B-Side e sua obra “O Fusca”, que acaba de assumir o posto de obra menos mais vista da história (superando com folga a sala da Mona Lisa), estamos, claro, abordando o auge do “Tremulismo Ilusionista” – quem puder presenciar esta obra, um dia, entenderá.

Mas voltando ao mundo dos mortais, a ideia do post aqui é reverenciar um nome que traduz música em imagens – o cara que está “do outro lado” do que vemos. O britânico Ross Halfin é, muito possivelmente, o maior nome da fotografia do rock, hard e metal e esteve (está) presente nos momentos mais únicos da história dos principais artistas e bandas do que ouvimos diariamente – tendo começado, segundo o próprio, “por acidente”, ao ter começado simplesmente levando sua câmera aos shows. Ross é o nome # 1 quando se vê uma fotografia de qualidade por aí dos nossos ídolos, mas, pelo menos ao meu ver, pouco reverenciado (ainda que sua arte esteja sempre presente).

Tendo estudado na Wimbledon School of Art na década de 1970, Ross segue há mais de quatro décadas acompanhando, em gravações, tours ou eventos dos mais diversos, nomes como AC/DC, Led Zeppelin, Iron Maiden, MetallicA, Gun N’ Roses, Kiss, Rush, Mötley Crüe, Sabbath, Aerosmith, Judas, Paul Macca, George Harrison… bom, na verdade, acho que todos os nomes já foram fotografados por ele (veja a “listinha” aqui) – se você passar por uma foto de qualidade excepcional, especialmente em preto e branco ou sepia, e tiver que apostar o fotógrafo, arrisque que a foto é dele. Como paixão adicional às fotos dos músicas, bandas e tours, Ross também possui muitos trabalhos de fotografias de paisagens, especialmente a partir da década de 1990.

A foto do fotógrafo: Ross Halfin pelo amigo Lars Ulrich, 1991. Crédito: www.rosshalfin.com

Em seu site oficial, Ross possui um diário desde 2003 e também comercializa algo interessante – camisetas personalizadas de seu imenso arquivo de fotos. Está aí uma boa sacada e algo que pode ser bastante interessante explorar.

Para não enroscar o blog com direitos autorais, não colocarei fotos aqui, mas os links no texto acima proporcionam um deleite visual e uma bela oportunidade de revisão de oportunidades – até mesmo de decoração, é claro.

Tendo livros e exposições pelo mundo também em seu portfólio sem igual, o próximo trabalho de grande porte de Ross será sobre Eddie Van Halen – na mosca, obviamente. Deixo a conta do Instagram dele abaixo com uma foto do EVH.

Vida longa a esta lenda das lentes e que nos transporta tanto a momentos únicos, dando o visual para o que tanto gostamos de fazer – ouvir música.

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categorias:AC/DC, Aerosmith, Black Sabbath, Guns N' Roses, Iron Maiden, Judas Priest, Kiss, Led Zeppelin, Mötley Crüe, MetallicA, Rush, The Beatles, Van Halen

2 respostas

  1. Veja só, esse post passou meio desapercebido por mim, quase que nâo o vi.
    Acessei os links e não ao liguei muito para as T shirts, mas o catálogo de fotos , as poucas que vi , é memorável mesmo.
    A foto do paredão de fuzilamento do Iron, as mãos juntas do Cliff Burton, a clássica foto do line up igualmente classico do Guns, momentos icônicos e incríveis.
    Muito legal o post. Ross é um dos grandes em sua arte.
    Obrigado pela “menção honrosa ” à minha “competência ” na arte. Ri um bocado disso aqui.
    Brincadeiras à parte , vale o registro e vale pra quem puder acompanhar o trabalho dele junto ao imortal Eddie Van Halen.
    Pra terminar , uma alfinetada: a ótima foto de Lars Ulrich do homegeado deste post me faz pensar que o Sr MetallicA em questão deveria mudar de foco profissional.
    Tá dando de dez a zero nas atuais habilidades de sua profissão principal.

    Sds

    Alexandre

    Curtir

  2. Se não me engano é o Ross Halfon que teve a ideia de fazer a foto do Maiden junto ao público ao término dos shows e, inclusive, tem uma frase dele em uma dessas fotos no livro “Iron Maiden: A Photographic History” que era mais ou menos assim:

    “I had this idea of photo. when I’m not present on gigs, they pay ANY photographer to do it”.

    Curtir

Leave a Reply

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: