Resultados Polls # 79 e 80 – FINAL: Stargazer eleita melhor música do Dio no Rainbow, DIO e Black Sabbath / Heaven & Hell

Ronnie James Dio perdeu a batalha para o câncer em 16/maio/2010. Desta data em diante, este blog, que havia nascido um pouco mais de um ano antes, ficou ainda mais forte, principalmente na relação que eu, Eduardo, tinha com Rolf e os gêmeos. Fizemos diversas homenagens ao baixinho de grande voz (vale a pena navegar no blog no período) – ainda mais do que talvez faríamos caso ele ainda estivesse vivo. Nasceu, inclusive, a ideia dos podcasts, pois os gêmeos e eu nos juntamos via Skype para conversarmos, no genuíno intuito de, na época, aliviar um pouco aquela dor sentida da perda de um grande ídolo.

Entre todos os registros feitos, um ano depois da morte, além deste maravilho texto escrito pelo Rolf, os gêmeos e eu iniciamos por aqui 2 trabalhos  de longo prazo, a 6 mãos:

  • o Remote trouxe a ideia de fazermos esta série de pesquisas e que detalhamos o funcionamento aqui. A grande diferença da iniciativa é que, ao invés de votarmos nas MELHORES músicas, a ideia era votar nas “PIORES”, ou seja, todas que sobrassem acabariam sendo as vencedoras das etapas e se classificando para as etapas seguintes, até chegarmos neste post de agora;
  • já os irmãos, que já estavam fechando a Discografia Kiss, iniciariam o trabalho (cujo resultado é um verdadeiro show à parte) de resenharem os discos mais relevantes da carreira de RJD, ou seja, os trabalhos dele no Rainbow, em sua banda solo e no Black Sabbath / Heaven & Hell.

E não é que, mais de 30 meses depois (!), aqui estamos apresentando o resultado final de todas as pesquisas? Fácil em alguns momentos, mas dolorida na maioria das etapas, fomos eliminando, eliminando, eliminando até termos uma representante de cada álbum de cada fase do baixinho para, depois, cada vencedora de cada fase novamente “brigarem” até termos as vencedoras finais para as votações finais. Do lado do Rainbow, Stargazer venceu. Com relação à banda solo, após uma dura batalha, Holy Diver foi a representante. Por fim, o nome de Heaven And Hell venceu nos discos que contou com Dio à frente do Sabbath / Heaven & Hell.

Ao iniciarmos a penúltima etapa de toda a série, era difícil não imaginar que a Heaven And Hell não se safaria. Assim, restava a Holy Diver e Stargazer o duelo para a vaga na final das finais. E o que se esperava, se confirmou: com praticamente metade dos votos, Holy Diver finalmente cairia, mas a disputa foi acirrada com a faixa do Rainbow. De qualquer forma, a quantidade de votos para Stargazer também indicava que a grande final seria uma moleza para a faixa do Black Sabbath, que teve menos de 1/5 dos votos.

resultados-poll-79-etapa1

Clique aqui para ver os comentários desta etapa.

Deixamos aqui a homenagem à Holy Diver, trazendo a música aqui acompanhado dos deliciosos “estalinhos” de um vinil:

Chegamos, então, à grande final, praticamente com a expectativa de vermos o tamanho da diferença que Heaven And Hell teria em relação à sua linda adversária. Afinal, esperava-se que o nome “Heaven And Hell” seria ainda mais forte nesta derradeira etapa. Mas o fenômeno que já tinha sido observado em outras finais dos álbuns se repetiu: Stargazer, que começou “perdendo”, virou o placar logo na primeira semana e não perdeu mais a liderança, chegando a abrir vantagem entre 5 e  7 votos na primeira semana e incríveis 13 votos de diferença no meio da votação.

No final, a diferença diminuiu novamente, mas a música do álbum Rising venceu com uma surpreendente margem de 7 votos:

resultados-poll-80-etapa2

Clique aqui para ver os comentários desta etapa.

Assim, Stargazer, após 2 anos e meio de disputas, venceu como A MELHOR MÚSICA DE RONNIE JAMES DIO! Abaixo, o vídeo em homenagem à vice-campeã:

E, claro, a grande vencedora:

N.R.: confesso que o resultado aqui é inesperado e chega a ser estranho, pois sempre imaginei que o nome de Heaven And Hell venceria. Confesso ainda que, particularmente, é uma surpresa agradável, pois eu mesmo (com muita dor) votei para eliminar a faixa do Black Sabbath por considerar Stargazer uma obra-prima sem precedentes…

Queria aproveitar também para deixar um agradecimento mais que especial a todos os que participaram por tantos e tantos meses das votações e se divertiram com a ideia do Remote. Demoramos para chegar neste resultado final, o trabalho foi grande e de extrema dedicação aos domingos, mas a sensação é a melhor possível, de missão cumprida e também de muito aprendizado e ótimas discussões durante este período!

Tenho certeza que este post e o próximo que ainda virá da discografia-homenagem, trazendo os materiais ao vivo do Black Sabbath com Dio, não está “encerrando” o papo relacionado a Dio e todo seu legado por aqui. Longe disso! Temos agora o “nosso” legado atemporal homenageando esta grande referência de vocal do heavy metal e sempre haverá espaço para Ronnie James Dio no Minuto HM.

[ ] ‘ s,

Eduardo.



Categories: Black Sabbath, Curiosidades, DIO, Discografias, Músicas, Pesquisas, Rainbow

15 replies

  1. Eu queria que Heaven and hell ganhase, rs. O álbum em questão me apresentou ao Dio e hoje sempre digo que de todos os vocalistas do Sabbath, ele é meu preferido. Aliás é o meu preferido de todos os tempos.

    Like

    • Ulisses, tudo bem? Eu trato a vitória de Stargazer como uma inesperada surpresa. Jamais imaginei que, mesmo sendo o que é, ela superaria a “marca” Heaven And Hell. Chega uma hora que a questão pessoal conta muito e o que você relatou acontece mesmo. Eu também só tenho as melhores impressões e associações de vida com a segunda colocada, ainda que ache Stargazer em um nível diferenciado musicalmente falando. Onde a vitória ficasse, estaria em boas mãos – ou melhor, bons ouvidos.

      Não deixe de conferir, caso não connheça, a discografia-homenagem ao Dio que está por aqui – o capítulo do seu álbum favorito é um show à parte, tenho certeza que gostará.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

    • Ulisses, concordo com você em vários pontos, sobre ser o vocal predileto do sabbath, de todos os tempos, e (quase) também para Heaven and Hell, que foi a primeira música em estúdio que ouvi do Dio, já que tinha uma fita com pedaços do Live Evil e que complementava com Heaven and Hell em estúdio e Sabbath Bloody Sabbath, também versão original. O Disco completo (H&H) não foi imediatamente aquisitado, compramos alguns da banda DIO antes.
      A vitória de Stargazer, Acho que foi uma surpresa para todos. Fica dificil aqui eu escolher entre as duas – embora tenha votado e já esquecido (novamente) em qual das duas eliminei.
      Eu tenho mais predileção por gostar de um disco por completo e nesse caso tenho mais apreço pelo Mob Rules do que o Rising e o Heaven and Hell e fica muito dificil escolher musicas.
      Outra coisa é certa: qualquer vencedora seria merecedora e está em boas mãos e parabéns pelo fim da maratona dessa votação. Ainda teremos um post em breve – aguarde.

      Like

  2. Como já se não bastasse naquele carregado e pesado 16 de Maio (2010), eu que na época sentava em frente ao Rolf, presenciei inúmeras pessoas que vinham até ele comentar e a grande maioria consolava-o sobre a inestimável perda de Ronnie James Dio, inexplicável, como se fosse alguém da própria família dele.

    Mais tarde, comecei a ouvir Catch the Rainbow – The Anthology e realmente não dava pra continuar, ouvir como tributo naquele dia se tornara um martírio. Até então não tinha dito nada ao Rolf mas quando tirei o fone e fui comentar ele complementou sem nem me perguntar o que eu ouvia “É, eu sei, não dá pra ouvir hoje cara”. Incrível.

    Momentos marcantes e emocionantes, lembrados quando comecei a ler o post e os quais descrevo aqui para eternizar.

    [ ]’s
    Julio

    Like

    • Julio, fico emocionado em ver você comentando isso, mostrando mais uma vez como estes momentos nos deixa ainda mais perto. Eu fui o cara que dei a notícia ao Rolf, naquele domingo a tarde. Demorei para ligar e só liguei quando era certeza, pois depois que a notícia saiu, alguns sites disseram que faltava confirmação e que podia ser um rumor. Infelizmente, horas depois, tudo se confirmou.

      Dar a notícia a ele foi realmente como dar a notícia de um pai, filho, sei lá. É muito louco falar isso e parece um exagero de quem “vê de fora”, mas foi exatamente assim que me senti. Lembro de ir direto ao ponto, ter sido breve e dele não ter, claro, acreditado. Preferi desligar o telefone para dar espaço a ele refletir e só nos falamos no dia seguinte, se não estou enganado…

      Ninguém de nós conseguia ouvir nada dele por um tempo naquele época…

      Bom te ver comentando por aqui, cara.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  3. Eduardo, vamos lá :

    Eu achei bastante surpreendente a vitória de Stargazer, algo totalmente inesperado mesmo. A maneira como Heaven and Hell dominou a primeira etapa desta final havia deixado pra mim claro que não haveria adversárias para ela . Aliás, Stargazer sofreu para eliminar Holy Diver , a diferença foi pequena.
    Isso não quer dizer que Stargazer não mereceu a vitória , a música é excepcional. E Heaven and Hell também mereceria, assim como Holy DIver. Aliás, assim como The Temple of the King, Tarot Woman, Gates of Babylon, Children of the Sea, The sign of the southern cross, The Last in Line, Dont Talk to Strangers, Too Late, enfim a lista vai, incontável, de Man on the Silver Mountain à Breaking into Heaven.

    Eu queria então, além da saudar a vencedora, parabenizar também o blog e você pela categoria como a série de etapas transcorreu, pelos excelentes comentários avaliativos à cada final de etapa e pelo cunho estastístico que beirou a perfeição durante tais análises.

    E por fim , saudar e reverenciar o grande Dio como aquele que foi o melhor que já ouvi na vida!

    Long Live Ronnie!

    Alexandre

    Like

    • B-Side, ótimo comentário, como de costume. No início da votação, tantos meses atrás, a gente já falava que a faixa-homônima do disco de estreia do baixinho no Sabbath era a grande candidata à chegar e possivelmente ganhar. Stargazer era uma das que falávamos que chegaria mas, por uma pura questão de “nome” mesmo, não víamos como favorita. Uma enorme surpresa mesmo, ainda mais depois da primeira etapa, que teve vitória esmagadora da faixa de 1980.

      Os exemplos por você citados, lindos clássicos deste eterno legado, mostra como a questão do nome e emocional acabaram muitas vezes desenhando o caminho de cada uma delas na votação, ainda que algumas agradáveis surpresas foram observadas, como All The Fools Sailed Away. E você citou duas que considero as melhores músicas do Black Sabbath: Children of the Sea e The Sign of the Southern Cross – ver elas de fora desta “festa” é doído…

      Enfim, a vitória é surpreendente mas merecida – eu mesmo votei com esta intenção. E lhe agradeço pelos elogios, mas além de dividir com você e seu irmão, os verdadeiros elogios ficam para a discografia-homenagem.

      Valeu!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

  4. Chego agora no site (blog? sou do tempo do site! rsrs), com 3 anos de atraso. Estava apenas pesquisando por mais alguma coisa do nosso Dio.

    Seus depoimentos são muito próximos do meu sentimento – o mundo caiu em 2010. Foi um dia amargo demais.

    Compartilho com o Ulisses a sensação de pertencimento ao Heaven And Hell, embora ao começar a ler sobre a votação, estava na “torcida” pela Stargazer. H&H me “carimbou” junto ao Black Sabbath – primeiro e um dos pouquíssimos CD’s que comprei nos anos 2000 (em 1997 nascia um mini-pirata do mp3, engraçado isto pois lembro até hoje que por um tempo o Ozzy disponibilizou toda discografia neste formato no seu site oficial).

    Emocionante o depoimento do Julio, me arrepiei.

    Enfim, parabéns a todos que conduziram estas votações. 30 meses… caramba!

    Um abraço, seu blog tem um novo fã.

    Like

    • Mateus, primeiramente, muito obrigado pelas palavras e seja mais que bem-vindo ao Minuto HM. É um blog, mas as vezes com jeitão de site… mais importante que o “label”, é um local para falarmos do nosso amado heavy metal.

      Muito bom ver que as pesquisas e a discografia ainda estão sendo conhecidas e apreciadas, realmente foi um longo (e prazeroso) trabalho – e, se você perceber, estamos sempre atualizando-os, principalmente com comentários. Há muita coisa de Dio por aqui no espaço, nos posts e podcasts, vale a pena navegar e conhecê-los.

      Bem-vindo novamente! Obrigado por nos visitar / conhecer, por nos seguir e continue participando nos comentários, será um grande prazer.

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

    • Mateus, mais uma coisa: seu comentário foi tão legal que foi lido por mim ao vivo no podcast de ontem (15º podcast do Minuto HM).

      Aproveite para conhecer!

      [ ] ‘ s,

      Eduardo.

      Like

      • Que legal cara, coincidência do cão vocês estarem no podcast no mesmo momento!

        Grande abraço!

        Like

        • Mateus, foi muito legal mesmo e a galera gostou muito quando li no ar, são com comentários como o seu que vemos que vale a pena termos um conteúdo de qualidade por aqui. E por falar em podcast, ele já foi publicado.

          [ ] ‘ s,

          Eduardo.

          Like

          • Sim, baixei o arquivo e ouvi algumas partes assim que soube. Dei algumas risadas c/ a história dos torpedos bipando a cada post recebido.

            No momento estou na rádio ouvindo algumas coisas “novas”, tipo Def Leppard e Europe. A lógica do podcast é direcionar o papo pra estes discos que estão listados?

            Like

            • Mateus, além dos podcasts inteiros, temos os teasers, que é um mini mini mini (e mini) best of dos podcasts, feitos com muita dedicação pelo Alexandre B-Side. Fica esta dica também.

              Funciona assim: nenhum podcast possui qualquer “lógica” (hahaha), ou script, ou qualquer coisa do tipo. Trata-se de uma reunião da galera do blog – e de leitores que acabam virando pessoas que tanto ajudam e contribuem por aqui (e pode ser seu caso) – para bater um papo. Claro que a ideia é conversar de metal, mas como você já deve ter percebido, acabamos falando de tudo que cada papo vai puxando. Não tem ordem, lógica, nada. Mas a ideia é justamente esta, e daí saem muitos papos e acabamos “varrendo”, de A a Z, e o papo não acaba…

              A única coisa que podemos chamar de “fixo” é a ideia de indicação de discos para serem apreciados entre um podcast e outro. Assim, a cada edição, indicamos alguma coisa para ser ouvida e conversarmos na próxima edição. Aqui também não há muita regra, claro que ficamos entre discos de rock, hard e metal, mas vale alguém pedir uma dica, pedir algo que queira ouvir / conhecer melhor, algo velho, novo, meia vida… vale tudo…

              [ ] ‘ s,

              Eduardo.

              Like

Trackbacks

  1. Discografia-homenagem DIO – parte 20 – BLACK SABBATH e HEAVEN AND HELL Ao Vivo « Minuto HM

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: